sexta-feira, 23 de junho de 2017

TIPS&TRICKS por Delson Neto: Perfeita Ilusão - Há glamour na publicação?

Hey, galerinha! Tudo bem com vocês?

Hoje trago algo para pensarmos um pouco juntos, mesclando o que serviu de base pra formação do meu conto “Quem é Helen Books?” disponível para leitura gratuita no Wattpad.

Muito é sonhado (e dito) a respeito de ser um autor publicado: noites de autógrafo, nossa história na prateleira das livrarias, centenas de leitores procurando pelos nossos exemplares. Contudo, muito também passa despercebido – a trajetória de cada um, a batalha diária para alcançar novas pessoas e o elo que une todas estes obstáculos, a famigerada frustração.





Quando tiramos a nossa história e os mundos que criamos de dentro de nossas mentes, colocando-as sobre o papel e aperfeiçoando cada linha sempre que possível, sentimos o sonho ali pulsante, vívido, pronto para ser espalhado pelos quatro ventos. Nessa hora o lado impulsivo dentro de cabeças tão sonhadoras se encontra em um conflito doloroso, tentando aliar-se ao egoísmo e seu inseparável orgulho – a ideia de “minha história merece ser vista e é diferente de tudo” – e combatendo as forças do bem: a calma, a perseverança e o foco.

A batalha para conter tais impulsos é terrível. Veja, todos nós em posição de escritores merecemos sim que nossas histórias ganhem visibilidade. O trabalho é árduo! Mas será que toda visibilidade vale a pena? Quando chegamos a este questionamento devemos nos perguntar qual é o tipo de visibilidade que ambicionamos. O desespero ao meter os pés pelas mãos é o que irá te arrastar para o mais fundo dos buracos, e às vezes não tem volta. Bem, retorno sempre há, mas ele será muito, muito mais difícil do que a queda.






Cuidado com a frustração: depois não adianta a gente gritar!



 

Respire, jovem autor!” é o que qualquer pessoa devia ter me dito lá atrás, para ser sincero, porém, creio que aprender a lidar sozinho com os próprios medos e impulsos fora necessário. Então, na falta de alguém que te diga isso, estou aqui hoje para te passar tal conhecimento. Ensino aqui os três “R” destinado aqueles que desejam com unhas e dentes ter sua história colocada em páginas amarelas, com uma capa linda e pronto para estar nas prateleiras: Respire, Respeite e Realize.


Respirar é necessário em um sentido metafórico, lógico. O ímpeto criativo e a paixão que temos pelo nosso enredo e personagens nem sempre será a mesma do outro lado. Nós os conhecemos, quem está lendo ainda não, então pense na história que está construindo. Não tem ninguém te cobrando para que ela ganhe forma completa de imediato – a não ser que você já esteja em uma grande editora cheia de prazos, então pare de ler esse texto imediatamente!

Ao inspirar as próprias páginas escritas conseguimos retomar os caminhos da obra, pensar certinho sobre cada etapa. Isso é extremamente necessário para obter um resultado final de real orgulho. Acredite, este orgulho inicial de um manuscrito pronto pode te engolir, e lá na frente você terá uma obra publicada pelo simples desespero de ver aquilo nas suas mãos, o que não garante em nada uma boa história – sacou?



Mantenha o fôlego antes de sair descontando no mundo!

 
Respeitar: seu tempo, sua vida e o livro. Escrever uma história completa, digo novamente, dá trabalho. Você tem que arquitetar todo o seu dia e rotina para que isso aconteça, e a vida não vai lhe poupar só para que seus dedos trabalharem no teclado do computador. Terão dias em que será impossível lidar com o enredo, pensar nas linhas e palavras precisas para terminar um capítulo em andamento. E está tudo bem! Somos humanos, precisamos de algumas folgas, de ar fresco. Esse talvez seja o R mais importante. Tendo essa noção de respeito ao seu próprio ofício, você compreende a grandiosidade do que fez e evita, por exemplo, de entregar o seu livro na mão de qualquer um ou qualquer editora. Há muito gato por lebre nas redondezas, prometem rios e fundos e no final você termina sozinho abraçado na sua obra. Respeite o que construiu: só parta para cima se realmente valer a pena!



Cuidado para não ser iludido - respeite e realize!

 
Realizar: há uma diferença gritante entre realizar um sonho e apenas fazê-lo acontecer. Quando idealizamos o futuro de nossas obras, pensamos alto, mas é importante entender que para chegar ao topo é preciso “suportar as lagartas para que conheça as borboletas”. Ainda assim, é possível encontrar a lagarta certa para desenvolver sua metamorfose. Trace um plano, veja em que lugar você quer chegar e como isso será possível. Realize, não dê o braço a torcer por caminhos fáceis e de boa aparência, as noites em claro merecem um ótimo resultado – não se satisfaça com ofertas “boas”. Mire a realização de seu sonho. 
 

Não se desespere! Fuja das perfeitas ilusões!


Demora para entendermos a necessidade destes três “R”, mas quando nos damos conta, eles acabam surgindo, seja por conta dos traumas no caminho, ou graças a um ombro amigo que te ajudou a seguir adiante. Infelizmente tem diversas garras maléficas prontas para nos puxar pra baixo, disfarçadas com boas intenções, e isso nos deixa cada vez mais aflitos e menos crentes em um mundo belo. Quando desanimar, lembre-se: você tem o poder de criar, então se não há um mundo ideal, crie o seu próprio, forjado nas suas batalhas. Nós caímos, mas conseguimos levantar prontos para novos desafios.

No conto “Quem é Helen Books?” as coisas são levadas para um nível mais extremo: Helen, ou Helena, é uma booktuber que decide rebelar-se contra a onda de editoras disfarçadas de gráficas, rompendo com o sonho da publicação física. Apaixonada por e-books, Helen é a fagulha de uma revolução literária.

O conto está concorrendo no #DesafioMundosParalelos organizado pela Mundo Estranho e os autores mais famosos do Wattpad. Não deixe de conferir e seguir com essa reflexão proposta!






Para finalizar – nesta semana foi aniversário de ninguém mais ninguém menos que o fundador aqui do São Tantas Coisas: Salvattore! O aniversário é dele, mas sou eu quem tem que agradecer por ganhar tantos presentes: a coluna é uma das melhores coisas que aconteceram de 2016 pra cá. Neste espaço aqui para o qual fui convidado me sinto à vontade para desabafar, conversar e me divertir. Salvattore abriu uma porta linda para mim. Só desejo as melhores coisas e energias do universo para você! Que venham muitos frutos de seu plantio feito com muita vontade e luz. Deixem o parabéns de vocês aqui nos comentários!


Por hoje é isso pessoal,
Até a próxima!










3 comentários:

  1. Linda e verdadeira sua reflexão, Delson! Palavras corajosas de um escritor cujo e caráter e talento admiro cada vez mais. Você é uma luz que deseja brilhar junto aos seus pares, dividindo experiência, oferecendo suporte aos que também trilham esse caminho das pedras, para se chegar na realização de um grande sonho.

    Parabéns pelo seu conto, delicioso de ler e de enredo perfeito para se abordar esse tema.

    Parabéns também ao Salvattore, pelo aniversário e pelo trabalho bem feito.

    <3

    ResponderExcluir
  2. Sempre arrasando nos comentários!
    Abraços e sucesso ♥

    ResponderExcluir
  3. Super concordo com você!!! É um trabalho de amadurecimento acalçar o entendimento desses três R's.

    ResponderExcluir

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.