terça-feira, 3 de abril de 2012

Dica de Livro: Onze Minutos, de Paulo Coelho, Editora Rocco


Embora meu objetivo seja compreender o amor, e embora sofra por causa das pessoas a quem entreguei meu coração, vejo que aqueles que me tocaram a alma não conseguiram despertar meu corpo, e aqueles que tocaram meu corpo não conseguiram atingir minha alma. Com estas palavras, escritas aos 17 anos em seu diário, Maria, personagem principal de Onze minutos, de Paulo Coelho, dá uma pista sobre a busca que realizará ao longo da comovente obra. Para a jovem, decepcionada com os padrões afetivos e sexuais que conhece, torna-se utópica a idéia de que duas pessoas possam ter tanto o corpo quanto a alma em perfeita harmonia num relacionamento. Com trajetória semelhante à de tantas mulheres, Maria amadurece precocemente e distancia cada vez mais dos ideais de felicidade que tinha na adolescência. No decorrer de um ano vendendo seu tempo sem poder comprá-lo de volta, como ela diz, a jovem aprende a ser prática e realista, vacinada contra ilusões. Dizer que Onze minutos é a história de uma prostituta seria uma definição simplista demais. Mais importante que a trajetória de Maria é o aprendizado que ela é capaz de extrair de suas duras experiências no exterior.
Neste livro, Paulo Coelho conta a história de uma menina brasileira que provou desde cedo o amargo da decepção amorosa e que fechou seu coração ao amor. Aliciada pela promessa de uma vida melhor, parte para a Europa em busca de uma nova vida. Torna-se prostituta, explora e esforça-se por explicar o inexplicável daquela vida. Recupera ainda a abertura para o amor ao lado de um pintor que conhece num bar e se revela um cliente especial da boate onde trabalhava.
É um livro que explora até onde o ser humano pode chegar por causa de um desejo e o quanto que se dispõe para viver todas as aventuras que a vida nos impõe. Um livro que vale a pena conferir....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.