sexta-feira, 2 de junho de 2017

Tips&Tricks por Delson Neto: Vai ter "mimimi"? Vai sim!


Hey, galerinha! Como vocês estão?

Nesta sexta-feira eu tinha outra coisa planejada – mas imprevistos acontecem e assuntos pertinentes para o momento surgiram. Hoje vamos falar sobre como o mundo anda um pouco chato com algumas coisas, e a respeito de, aparentemente, temos que andar pisando em ovos todos os dias nos territórios da internet: ainda mais se somos autores, blogueiros e figuras ditas como “públicas”.




Sim, como dá para ver pelo banner, as cartas estão na mesa! O que desencadeou esse meu post e desabafo (em nome de muitos colegas, para dizer a verdade) foi o bafafá que deu acerca do cancelamento de Sense8, a incrível série da Netflix desligada das atividades da empresa de streaming após duas temporadas lançadas. Não, não é um post só sobre isso, e sim sobre a forma que um acontecimento tão simples, mas capaz de deixar os fãs (oi!) chateados, se torna pauta para deus e o mundo saírem julgando o ponto de vista alheio diante disso.




A rainha dos gifs representando hoje o post


A internet é um lugar perigoso. Costumo dizer que tudo aquilo detentor de conhecimento pende tanto para o lado do bem, quanto para o do mal. As redes sociais, sites, blogs e afins possuem uma imensidão de dados para uso pessoal e privado, logo ela pode ser uma arma, tal como pode se tornar uma bandeira branca em meio à guerra. Se você, como eu, tem sua conta no Facebook, sabe bem do que tô falando – um post pode, de repente, virar um território hostil. Em períodos que conteúdos importantes da cultura popular ganham destaque e o famoso hype a linha do tempo repete posts e mais posts sobre o assunto, e isso é normal! Veja, antes dessa construção bizarra do mundo digital, não era muito diferente com as revistas nas bancas, todas estavam estampadas com o final da novela das 20h, por exemplo, entretanto, o diferencial era singular – não tínhamos pessoas apontando o dedo e reclamando constantemente do excesso de informações quanto a isso. Reclamar do excesso é pior do que fazer parte da leva de séries populares, livros e o que mais surge nas nossas mãos e telas de computadores.





O mundo está cheio de problemas e é evidente. Políticos, financeiros, sociais. Sofrer pela sua série cancelada não vai ajudar em nada nisso tudo, correto? Sim, mas ficar sentado na cadeira reclamando de quem ficou triste por isso não é muito diferente. Isso só torna a pessoa alguém incapaz de ter o mínimo de empatia – você não sabe a história que aquele usuário, “amigo” seu, teve com o conteúdo abordado em determinado roteiro. A ficção pode não resolver os problemas táteis do universo, mas ela soluciona as questões internas do indivíduo. Consumimos válvulas de escape o tempo todo para tentar entender o que se passa em nós. Há exagero? Há sim, mas na mesma medida há um alívio sobre os ombros. Tem vezes em que ficamos o dia todo trabalhando, somente com o dinheiro da passagem para voltar pra casa e o simples conforto de sentar, preparar uma comida e ver a realidade inventada no seu computador, ou ler um bom livro, faz de você alguém mais feliz.

Não é porque paramos para nos importar com algo fictício que fazemos menos pelo mundo.






O que está acontecendo, no final das contas? Há uma bancada de juízes muito próxima de nossas vidas particulares quando ela fica minimamente exposta. As pessoas sentem-se no direito de apontar isso e aquilo, seu condicionamento, gostos, como se elas próprias não articulassem com isso. Quando digo sobre pisar em ovos, é porque parece que somos obrigados a medir o que postar, o que falar, que opinião partilhar. Eu? Eu não me importo nem um pouco de lotar minhas redes sociais com posts revoltados quanto ao cancelamento de uma série, ou o lançamento de álbum da diva pop que eu gosto. Isso não faz de mim alguém com menos maturidade, pelo contrário, me torna alguém humano e que consegue lidar com diferentes abordagens no meu dia a dia. Minhas responsabilidades, trabalho e dever com o mundo em que vivo permanecem intactas apesar do meu gosto duvidoso para música.





Se você é escritor: tá tudo bem não ouvir música erudita e preferir escutar Anitta pra divulgar seus livros, certo? Se você é blogueiro: tá tudo tranquilo também se você não tem a melhor câmera do mundo para a resolução das suas fotos. Se você é humano: tá tudo bem você fazer o que quiser com a sua vida, sofrer pelos personagens fictícios que foram embora. O que nos cria e nos forma são as ligações, emoções e a maneira com que lidamos com cada um desses aspectos. 

 

Então sim – vai ter mimimi! De qualquer maneira na segunda-feira a gente tem que acordar e seguir com nossas vidas de adulto, por hora, vamos aproveitar o final de semana e cantar “What's Up” até os pulmões estourarem, nos despedindo dos personagens que se foram.


Abraços em todos e até a próxima!

15 comentários:

  1. Vivemos em um mundo onde todo mundo está disposto a julgar todo mundo, menos aquela pessoa ali atrás do espelho. Em vez de nos voltarmos para si e pensarmos como sermos melhores para nós mesmos e para o mundo, preferimos apontar o dedo para o outro e dizer o quanto ele está longe desse ideal. É triste, é. Como diria meu querido e falecido Michael Jackson: "se você quiser fazer do mundo um lugar melhor, olhe para si mesmo e mude."

    ResponderExcluir
  2. Ola
    A internet é mesmo um lugar muito perigoso, ainda mais para quem expoe tanto a vida nela, como os youtubers. E infelizmente muitas pessoas querem passar algo que não sã, o que torna tudo pior e mais "fake", na minha opinião. Olha, esse é um debate longo... gostei muito de sua postagem, sem dúvidas. Acredito que as pessoas deveriam ser mais livres em suas escolhas, ao inves de esconderem seus gostos reais.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da sua reflexão, Delson.
    Acredito que posicionar-se diante de um assunto sempre trará esse risco de atrair hostilidades gratuitas e desnecessárias. Infelizmente.

    ResponderExcluir
  4. Oi Delson,
    antes de tudo amei seus gifs, são os melhores haha
    e com relação ao post quero dizer que nem esquento minha cabeça com isso, já nem perco meu tempo postando opinião ou qualquer coisa que venha gerar burburinho no facebook, só para evitar a fadiga mesmo. Hoje em dia tudo é motivo de crítica, as pessoas não sabem respeitar o próximo, parece que a nova regra é impor a minha verdade e a opinião do outro é sempre besteira ou errada. Olha está difícil viu? Respeito é uma coisa tão simples, não é preciso concordar ou aceitar, basta respeitar e vida que segue. Mas parece que as pessoas não aprenderam isso e se aprenderam já esqueceram a tempos.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oiee Delson ^^
    Apesar de não acompanhar Sense 8, fiquei triste, porque eu estava esperando a terceira temporada sair e fazer uma mega maratona...haha'
    Vi várias pessoas compartilhando posts e mensagens no Facebook, todas tristes pelo cancelamento, mas nem prestei atenção nos comentários. Uma pena que o povo esteja sempre cuidando da vida dos outros, né? Não sei você, mas eu até que gosto de sofrer por personagens fictícios....haha' algumas séries que eu adoro foram canceladas este ano, e é tão triste quando isso acontece :/
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  6. Oi
    Adorei o post desabafo + textão.
    Não assistia Sense 8, inclusive ia começar a assistir nessas férias, mas agora já era. Uma pena para os fãs e particularmente acho sacanagem deixar as coisas em um final.
    Mas voltando ao seu texto, acho que vivemos uma época em que maximizamos tudo.E isso se torna prejudicial.
    De qualquer forma, adorei ler seu texto.
    Beijinhos
    Rizia Castro - Livroterapias

    ResponderExcluir
  7. Olá.
    Primeiramente, eu adorei o seu post, de verdade <3
    O mundo realmente está cheio de problemas, e parece que ao passar dos das isso aumenta. Definitivamente esse é o melhor trecho "Se você é blogueiro: tá tudo tranquilo também se você não tem a melhor câmera do mundo para a resolução das suas fotos. Se você é humano: tá tudo bem você fazer o que quiser com a sua vida, sofrer pelos personagens fictícios que foram embora. O que nos cria e nos forma são as ligações, emoções e a maneira com que lidamos com cada um desses aspectos." MDS TRECHO PERFEITO! Adorei essa dos blogueiros, sigo tantas pessoas que não tem a melhor câmera, mas com o talento, a imagem fica perfeita de qualquer forma, enquanto outros tem as melhores câmeras profissionais e as imagens são sem "sal".
    Enfim, obrigada pelo maravilhoso texto ♥
    Um beijo

    ResponderExcluir
  8. Oi Delson, muito valida a sua reflexão e realmente é uma loucura ver o quão julgadoras as pessoas tem sido. Porem de qq forma para o melhor ou para o pior tudo sem lido levado ao máximo, mas foi ótimo conferir o seu texto.

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Ah que reflexão boa! Eu sinceramente acho que falta empatia nas pessoas, principalmente quando estão fazendo mil e um comentários sobre n temas e julgando mais do que qualquer outra coisa. Acho que o que vale é tentar fazer o seu melhor, gostar do que tiver que gostar e não reclamar de tudo, levo aquele mantra a sério: se não tem nada de bom para falar, fique em silêncio. O mundo precisa de amor e não ódio :3 ~e aí, é uma pena que Sense8 tenha sido cancelada (mas também entendo os motivos para isso ter acontecido).
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Que post, hein?
    Acho que hoje vivemos em um mundo que todo mundo precisa seguir uma regra de perfeição que o define e que o torna "humano" e "normal". Eu, sinceramente, não conheço Sense8, mas vi tantas postagens sobre que fiquei revoltada.
    Seu post está incrível e acho que você disse o certo: Na segunda-feira precisamos levantar e trabalhar novamente e novamente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Adorei essa sua postagem! De fato vivemos em um mundo que nos exige a perfeição, e só depende de nós deixarmos isso de lado para conseguirmos ser felizes e fazer aquilo que nos agrada!
    Eu assistia Sense8 e curtia bastante, mas foi cancelada, infelizmente, e bola pra frente, acabou.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Essa reflexão entrou direto no meu coração e acho que é um texto tipo leitura obrigatória para nós. Obrigada por se expressar tão bem!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oooi! Quando vi o titulo, jurei que o tema do post seria sobre os militantes de plantão no FB, prontos pra problematizar tudo, pq eu sou bem um deles dfngkfdgbf Alguns mimimis são necessários e acho natural a revolta dos fãs quanto ao fim de uma serie que eles gostavam tanto como sense8. Eu, particularmente, tô nem ai, vivo adiando para começar a serie e nunca rolou. Mas aposto que, muito provavelmente, seria um dos revoltados se tivesse visto. jfgkfbjhgjf

    ResponderExcluir
  14. Oi. Sinceramente alguns mimimis são necessários realmente, mas o problema pra mim é quando a pessoa não consegue compreender o ponto de vista dos outros e quer bater na mesma tecla como se só a opinião dela importasse, que é o que muitos estão fazendo com o cancelamento de sense8. Enfim, vida que segue e que as pessoas consigam compreender mais o próximo também.

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Eu não acompanho essa série e nem sabia que ela tinha sido cancelada, mas gostei bastante de conferir seu post, porque apesar de ter começado ele por conta d9 cancelamento da serie, voce foi muito além disso. Realmente a internet é perigosa e ha muitos juízes nela que acham que só eles estão corretos, é isso é um saco, mas fazer o que, sempre haverá esses chatos por aí. No entanto, eu entendo sua revolta, porque é triste quando cancelam algo que gostamos e mais ainda quando julgam algo que nos faz tão bem, sendo na maioria das vezes julgamentos de pessoas que nem conhecem essa tal coisa

    Beijos ;*

    ResponderExcluir

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.