terça-feira, 6 de junho de 2017

Resenha (30/150): Apocalipse Zumbi, de Alexandre Callari (Editora Évora) | Por Salvattore



Apocalipse Zumbi
Sinopse: O caos reina no mundo. A civilização entrou em colapso. As comunicações, a energia elétrica e a vida em sociedade, como a conhecemos, praticamente se extinguiram. Nem toda nossa tecnologia foi capaz de nos proteger e evitar que dois terços da humanidade morressem. Os poucos que sobreviveram estão exaustos e tentam reunir o que ainda resta das suas forças e recursos para se manterem vivos. E, para piorar, eles não estão a sós. Dia e noite, são perseguidos pelos contaminados - sempre à espreita com seus olhos vermelhos, pele pálida, dentes podres e uma terrível sede de sangue e de carne humana.
Nesse cenário de terror e desesperança, Manes luta desesperadamente para manter sua comunidade unida. Ela subsiste em uma construção cercada por paredes de concreto chamada Quartel. Porém, quando alguns de seus membros estão em apuros do lado de fora, sendo cruelmente caçados pelos contaminados, Manes parte para resgatá-los. A sua ausência e a chegada do enigmático Dujas abalam severamente o tênue equilíbrio interno do Quartel, colocando em risco a vida de todos.
O perigo e o medo tomarão conta deste, que é um dos poucos redutos em que homens e mulheres vivem em "segurança". Cheio de intrigas, mistério e horror, Apocalipse Zumbi é uma aventura de ficção eletrizante, com muitos elementos de realidade que mexerão com a mente e o coração dos leitores. Alexandre Callari oferece nesta obra o melhor do gênero zumbis e, ao mesmo tempo, cria um mundo à parte, que conta com suas próprias regras e lógica. Bem-vindo ao universo de Apocalipse Zumbi!

 

Creio que todos nós já estejamos bem acostumados com enredos que envolvem zumbis, vampiros e outros seres que de um tempo para cá tomaram conta de nosso meio literário no geral. Por isso quando solicitei Apocalipse Zumbi – Os Primeiros Anos, para a Editora Évora esperava encontrar somente mais um desses enredos. Me enganei.

Um dos principais diferenciais deste livro é ter sido escrito por um autor nacional, claro já temos outros que falam sobre o tema, mas Alexandre Callari possui algumas particularidades.

Percebo que o intuito do autor ao escrever o gênero, não foi apenas trazer o universo zumbi no cenário brasileiro, mas nos mostrar como age o psicológico do ser humano ao ser colocado entre a cruz e a espada, literalmente falando. Ao conhecer Apocalipse Zumbi, somos pegos por personagens que estão a beira de um colapso, que não suportam mais essa vida de prisão criada a partir do surgimento desses “mortos vivos”. Tudo que eles querem é sua paz e vida de volta.

Não seria difícil enlouquecer ao perceber que sua vida nunca mais seria a mesma. Que um passeio em um shopping ou supermercado, nunca mais seria possível. Aqueles seres nojentos e assassinos sempre estariam ali à espreita, esperando qualquer oportunidade para acabar com a vida de mais um, em busca unicamente de saciar sua infindável fome.

Destaque para Manes, nosso personagem protagonista e que não escapa desse terror mental. Durante a leitura me peguei várias vezes na dúvida se amava ou odiava aquele líder, que lutava para conseguir um lugar seguro para os demais, mas que ao mesmo tempo tomava decisões duvidosas.
Você leitor, se encontrará em um Brasil perdido em meio a um Apocalipse Zumbi, mas perceberá que o verdadeiro perigo não são eles, mas sim os vivos.

Antes de ler o livro, tinha conferido algumas criticas positivas e outras negativas ao livro, porém não me deixei levar por elas ao iniciar a leitura. Não posso dizer para vocês que o enredo é ao todo original, pois estaria mentindo, em muitas partes encontramos os clichês comuns no gênero. Mas diferentemente de algumas criticas negativas, discordo que o autor não tenha criado um enredo instigante. Seus personagens são o forte da história e se o leitor se atentar a eles, conseguirá ficar encantado por todo o prelúdio.

Apocalipse Zumbi – Os Primeiros Anos, faz parte de uma série escrita por Alexandre Callari, publicada pela Editora Évora. Com uma diagramação sem erros de revisão e com algumas ilustrações referentes a história, o livro é uma ótima dica para quem curte um terror psicológico, com uma grande mistura de drama, romance e suspense. A edição do livro acompanha um cd com músicas originais, criadas pelo o autor especialmente para a série.

Vale a pena dar uma conferida em mais esse terror nacional.


25 comentários:

  1. Ola
    Confesso que não curto histórias com zumbis, e não é nem por já ter vários enredos desse estilo, e sim por serem seres que não me intrigam em nada. De qualquer maneira, acho muito válido que tenha sido escrito por um autor nacional e pelos destaques que você citou referente aos seus diferencias. Vou deixar passar essa dica no momento, mas acredito que há muitos leitores que podem se interessar.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Oi
    Eu nunca li nada do tipo acredita? Até comprei os livros da série TED na época em que era febre, mas nunca os li. A verdade é que não me interesso muito por tramas assim, mas gosto de ter em mãos para o caso de querer diversificar meu campo de leitura. Quanto ao enredo creio que a essa altura do campeonato fica meio difícil fazer algo totalmente original em qualquer gênero que seja, o mercado editorial está bem saturado e só haverá algo completamente novo se um novo gênero surgir não sei de onde. Mas a dica está valendo, se algum dia pensar em ler algo sobre zumbi, lembrarei dessa resenha.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda não li nenhum livro de terror, muito menos relacionado a zumbis. Quando penso no assunto, o único que consigo lembrar é Fido, um filme onde os zumbis são criados como empregados dos seres humanos. Achei a ideia legal e acredito que eu vá gostar da história. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bem?
    Eu nunca havia visto essa obra mas já amei pela capa e narrativa!
    Adoro TWD e sou fascinada por distopias, então acredito que essa leitura seria sensacional para mim!

    ResponderExcluir
  5. Oi !Infelizmente deixarei passar a dica. Não gosto da temática zumbis, vampiros e etc. Mas claro que como blogueira ao visitar muitos blogs, encontro leitores que gostam deste gênero. Boa leitura.

    ResponderExcluir
  6. Confesso que não sou fã de terror ou zumbis, sou medrosa kkkkk. Mas gosto bastante de fantasia. Mas gostei de saber que o autor é nacional e que a edição é muito boa, adorei a ideia de musicas originais, nunca tinha visto.

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Nossa, não lembro o último livro sobre zumbi que li rsrs Mas é impossível não ter um clichê ou outro. O que importa é que a história de envolva do começo ao fim.
    Vou anotar essa dica para poder conferir futuramente. Achei bem interessante.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  8. Bom, essa abordagem do verdadeiro perigo estar nos vivos já é feita em The Walking Dead, que inclusive explora esse lado mais psicológico que você abordou, então para mim esse enredo não é inovador. Mas é um nacional e a história se passa aqui, achei bacana.
    Eu gosto bastante de zumbis e meu sonho e que tenhamos um apocalipse zumbi! Hahaha

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bom?

    Confesso que não sou fã de Zumbis, mas adoro uma fantasia. Gostei de saber que o autor é nacional, não conheço autores nacionais que escrevem sobre Zumbis. A capa é bem sinistra, adorei.

    Beijos:*

    ResponderExcluir
  10. Oi.

    Conheço a editora, porém nunca li nada da mesma. Ainda não conhecia este livro, até que gosto de livros com Zumbis, embora não tenha lido muitos. Acho que prefiro mais filmes e séries com esse tema. Mas esse livro me pareceu ser bem legal, e acho que darei uma chance a ele.

    ResponderExcluir
  11. Oiiii,

    Não sou fã de histórias de zumbis, nunca gostei muito, mas pra quem gosta este livro parece ser um prato cheio! Ótima resenha e ótima dica pra quem gosta do estilo.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  12. Oiee ^^
    Eu ando dando um tempinho em histórias violentas e coisas do tipo...haha' mas sempre tive uma quedinha por histórias com zumbis, então senti meus olhos brilharem ao ler a sua resenha. Que capa linda é essa? *0* Fiquei curiosa para ler a obra, principalmente porque você mencionou os personagens entrando em colapso.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  13. Oi Mairton,
    Não curto muito livros de zumbis, pois sempre acho que são mais do mesmo, mas esse livro me deu a impressão que o autor pegou o cerne do terror psicológico e achei isso muito positivo! Esses personagens parecem ter passado por coisas que ninguém é capaz de imaginar e, sinceramente, gosto disso.
    Fico muito contente que a trama seja instigante e vou super anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá!!
    Adoro livros com enredos pós-apocalípticos, porém não sou muito fã dos zumbis rs
    De qualquer forma, achei bem interessante um autor brasileiro se aventurar nesse tema e trazer toda a ambientação para o nosso país. E a ideia do cd como trilha sonora também foi super criativa!
    Um beijoo

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  15. oie, dica bacana. Não gosto muito do tema zumbis, mas como você falou que tem essa pegada meio psicológica me chamou mais atenção, pois gosto de entender a mente das pessoas e gosto de livros de terror.

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Eu gosto muito dessa temática de zumbis, e infelizmente é fato que se você vai escrever sobre ela vai cair em alguns clichês do gênero, afinal não tem muito o que diferenciar de outras situações de sobrevivencia que lemos por aí em histórias de zumbis.
    Mas achei muito interessante pela sua resenha como o autor guiou a história, e principalmente o fato de seus personagens serem muito reais e cheios de erros e acertos.
    Espero um dia ter oportunidade de ler essa série

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Olá,

    Não sou fã de zumbis, nada com esse ser sobrenatural me agrada, pois fico um tantinho enojada com eles. No entanto, o autor trabalhar a questão de como uma pessoa lidaria com essa "invasão" e como lidar com isso, enquanto eu lia sua resenha e me peguei pensando em como eu lidaria com isso. Pensando nisso, anotarei a dica para quando eu quiser sair da minha zona de conforto, porque achei muito interessante as questões levantadas nesse livro.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Oie! Tudo bem?

    Livros/filmes/séries de zumbi dificilmente me convencem, sla não vejo sentindo em um Zumbi kkk Mas pelo outro lado esse livro, despertou meu interesse e com certeza depois dessa resenha irei atrás dessa obra e tentar realizar a leitura dela! Acredito que irei gostar da trama, mas não prometo nada pois como eu disse, não sou fã de zumbis kkk

    BJss

    ResponderExcluir
  20. Oi tudo bem
    Não gosto desta temática de zumbis sendo que a única coisa que vi nesta temática foi "meu namorado e um zumbi " mais acho q não conta kkk.
    Mais gostei de saber que autor vai tratar a questão de como nós íamos ficar se tivesse um ataque ou invasão zumbi rsrs , e deu para ver que ele trouxe está questão de forma que faz a gente refletir bastante e parar para pensar neh .
    Espero um dia ter oportunidade de ler.
    Beijos e abraços até próxima .

    ResponderExcluir
  21. Oi Mairton, como está?
    ADORO histórias envolvendo zumbis e acho esse universo muito interessante de ser explorado, ainda mais porque histórias dessas passadas no Brasil são quase zero. Achei a trama do livro muito interessante e com certeza quero realizar a leituraem um futuro próximo, já que no momento minha lista tá cheia e tenho pelo menos uma centena de livros no caminho.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Eu li a obra um tempo atrás e lembro que gostei muito, eu adoro zumbis então não seria nenhuma novidade. Fico feliz que você gostou e indica, realmente a premissa não é original, vemos muito disso por aí né? mas mesmo assim vale muito a pena a leitura.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  23. Bacana que autores brasileiros venham pouco a pouco colocando sua marca em cada um dos generos literários. A capa não me chamou a atenção mas o tema em si e colocar zumbis em território brasileiro me deixou de certa forma encantada, preciso conferir.

    ResponderExcluir
  24. Oiii

    Então, meio que fujo dessa tematica de zumbis. Mas nem The Walking Dead funcionou pra mim, livros então nem se fale. A capa também não me chamou muito atenção para ler o livro, massss confesso que achei sensacional um autor se arriscar e trazer os mortos vivos para o Brasil, e lendo sua resenha deu super certo né.

    Bjão

    ResponderExcluir
  25. Oi
    Gostei de conhecer o livro e é bom saber que é um ótimo nacional.
    Só que infelizmente odeio o lance de zumbis e definitivamente não arriscaria a leitura. Não consigo me envolver com a história.
    Mesmo assim gostei de ler suas impressões.
    Beijinhos
    Rizia Castro - Livroterapias

    ResponderExcluir

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.