quinta-feira, 1 de junho de 2017

Resenha (29/150): O Reino de Hatley, de Amanda Castejon (Por Salvattore)


Sinopse:  Ruas desertas cercadas por uma infinita floresta aparentemente intocável pela luz. Noites sem estrelas no céu, frias e sombrias. Noites onde passos desesperados e uma respiração ofegante quebram violentamente o silêncio da cidade.
É assim que Rebecca tem passado todas as suas noites desde que se mudara com sua família para essa nova cidade; sonhando. Sendo perseguida e impiedosamente atacada por monstros terrivelmente horrendos e deformados.
Por quê? Por que todas as noites? Por que os mesmos sonhos e por que dessa maneira horrível? Por que com ela e por que eles começaram a acontecer justamente quando se mudaram para Hatley? Eram algumas das milhares de perguntas que circulavam em sua mente. Algumas das milhares de perguntas que precisam de respostas urgentes; e Rebecca estava mais do que disposta a buscá-las.
Seu objetivo agora é desvendar os segredos mais profundos e obscuros de Hatley.
 
A Autora
Leitores do STC, tudo bem com vocês? Peço um momento para vocês para que esta resenha consiga atingir seu objetivo, que já digo qual é. Um dia desses, um leitor me indagou e afirmou no final: Autor Nacional não consegue escreve fantasia. Neste momento parei, sorri e falei deste livro que resenharei hoje.

O Reino de Hatley, de Amanda Castejon, nos traz a história de Rebecca, uma garota de 18 anos envolvida em meio há muitos mistérios e seres completamente inimagináveis. A autora criou um mundo onde nem tudo é o que parece, e onde os segredos aparecem a cada momento. Monstros, caixa de pandora e outros elementos para uma boa fantasia são inseridos a medida que adentramos no enredo criado por uma escritora nacional.

Hatley não é uma cidade comum como nossa personagem Rebecca pensava, pois sonhos obscuros começam a ronda sua vida desde a sua chegada naquele pequeno local. Amanda fez um grande estudo para poder escrever tal enredo, imagino eu. Pois encontrei vários elementos que precisam ser bem estudados para serem acrescentados em qualquer livro.


Minha surpresa foi grande, pois achei que encontraria apenas mais uma fantasia, mas a autora conseguiu criar um universo paralelo onde personagens estranhos permeiam pelas páginas e terras se encaixam em cada elemento citado pela mesma. O Reino de Hatley é um exemplo de que fantasia nacional é sim, bem desenvolvida e surpreendente. O livro serve para que este leitor que me indagou e outros que possuem receio pela nossa literatura, vejam que ainda podem ser surpreendidos e encantados pelas páginas de nossas histórias.


O Reino de Hatley se desenvolve em 266 páginas de muitos segredos, surpresas e medos. Merece ser lido, relido e compartilhado por todo estudo e trabalho feito com esmero por Amanda Castejon, e falo isso co conhecimento de todo tipo de leitura que tenho feito de fantasias nos últimos anos.

Respondendo ao leitor que me indagou e que citei no inicio da resenha: Autor nacional consegue sim, escreve uma boa e inesquecível fantasia.


Obs: Fotos de Amanda Castejon

20 comentários:

  1. Ola
    Eu amo fantasia, por isso é claro que fiquei curiosa quanto a esse título. Eu nao conhecia esse nacional (que bom ser um nacional a propósito), mas fiquei bem interessada depois de ler seus comentários e a premissa parece ser ótima. Achei a capa bem bonita e fiquei bem curiosa quanto ao desenvolvimento, seja pela parte da ambientação quanto personagens, entre outras características. É um gênero que chama muito a minha atenção mssmo, um dos que eu leio com frequência na verdade, e pelo que pude compreender por aqui, os elementos são ótimos. Espero poder ler em breve, e obrigada pela indicação.
    Ahhh, autor nacional consegue SIM!!!!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Fico extremamente feliz que a leitura tenha te agradado <3 obrigada pelas palavras!

    ResponderExcluir
  3. Oi
    Confesso que não sou grande fã de fantasia e ao ler a sinopse não tinha me empolgado muito.
    Mas a sua resenha tão empolgada e os ótimos elementos me deixaram curiosas.
    Só em saber que não é mais um livro de fantasia e que há bons personagens e ambientação já me fez ficar com vontade de ler.
    Anotei a dica para ler no futuro.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  4. Oiee! Tudo bem? Não conhecia esse livro, mas sempre ouço essas coisas de que autor nacional não consegue escrever fantasia, mas conheço tantas ótimas! Esse livro entrou em minha lista, pois sua animação nessa resenha com certeza me contagiou para fazer a leitura!!!
    Dica anotada.

    Bjus

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Não conhecia o livro e a premissa parece ser bastante atrativa, mas infelizmente não gosto tanto do gênero fantasia. Que ótimo que a história te surpreendeu. É muito bom saber que a autora se destaca, principalmente por ser um livro nacional e muitas pessoas terem receio de ler o gênero fantasia escrita por autores brasileiros, esse provavelmente deve ter tido uma boa construção. Adorei a resenha.

    www.virandoamor.com

    ResponderExcluir
  6. Olá!! :)

    Eu confesso que nunca tinha ouvido falar deste livro mas fico contente que tenhas gostado assim de fazer a leitura! :) No entanto, a capa nao me agradou nada...

    Enfim, acho otimo que seja fantasia (adoro..!!) e que seja nacional tambem, assim como surpreendente e bem desenvolvida! Parabens!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  7. De fato autor nacional consegue escrever fantasia e não só isso, o que quiser. É impressionante como muitas pessoas ainda diminuem o autor nacional pelo simples fato de ser brasileiro, como se tudo que viesse de fora fosse incrível e o que o nosso país produz não chegasse nem aos pés -.-
    Ok, sei que a literatura brasileira tem muito o que desenvolver ainda, também, pouco tem de incentivo, mas isso não significa que não temos ótimos autores tão bons quanto ou melhores do que os estrangeiros.

    Não conhecia o livro da autora, mas adoro uma fantasia, então vou procurar saber mais sobre ele.

    Abraços

    http://ultimasfolhasdooutono.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá!ando com muito bloqueio com relação a livros de fantasias.mesmi curtido muito a premissa é a capa deste livro .deixarei passar por agora.
    E os autores nacionais tem superado a cada dia mais.trm muitos maravilhoso
    Tenho uma lista gigante de nacionais que amo.

    ResponderExcluir
  9. oi tudo bem
    nossa amei este livro pois ele e fantasia rsrs e amo kkk
    mentira gostei pois ele tem universos paralelos e tras personagem bem construídos
    quem sabe um dia eu tenha oportunidade ler .

    ResponderExcluir
  10. ‘Autor Nacional não consegue escreve fantasia.’ Nossa, ele conhece todos os livros de fantasia escritos por brasileiros e ainda é crítico literário? A NASA está perdendo!
    Eu não li O Reino de Hatley, não conhecia o livro e não duvido que seja bem escrito. É uma pena que você tenha que dizer o óbvio “é um exemplo de que fantasia nacional é sim, bem desenvolvida e surpreendente.” Eu concordo plenamente com você. Pois, só alguém que se alimenta da estupidez, diz isto: ‘Autor Nacional não consegue escreve fantasia.’
    Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
  11. Oii
    Eu ainda tenho um pouco de problemas com nacionais pelo fato de a maioria não ser vendido em lojas como Saraiva/Americanas e tal, que são onde adquiro meus livros. Vez ou outra recebo algum de editora, ou compro pelos sites da mesmas, mas ainda leio pouco. Mas eu acredito MUITO nos autores brasileiros! Já li livros encantadores e vi outras dezenas de resenhas de livros ótimos, então, realmente, a pessoa que falou que brasileiro não escreve fantasia que preste, está precisando tirar um tempo e ler mais livros nacionais!

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  12. Oie amore,
    Apesar de sua resenha muito bem escrita confesso que o livro não me chamou a atenção e passo a dica dessa vez!

    Beijoka!

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Sou a louca das fantasias, mas não conhecia essa ainda. Apesar disso, achei a história muito interessante e fiquei contente por a leitura ter te agradado.
    O livro, apesar de curto, parece ser cheio de reviravoltas e acontecimentos que deixam o leitor boquiaberto.
    Vou super anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. OOi!
    Não conhecia o livro, mas amooo fantasias, e a premissa dele, somado aos seus comentários, despertaram minha curiosidade. Parece ser uma leitura sensacional e surpreendente e até bem original, pelo que disse. Dica anotadíssima!

    ResponderExcluir
  15. Não sou de ler fantasia, mas a ca´pa deste livro é irresistível. Adorei o universo que a premissa traz e espero gostar bastante da trama.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oie! Eu sou apaixonada por fantasia e já li diversas de autores nacionais que deixam muitos estrangeiros no chinelo. Fiquei louca de empolgação para ler essa obra. Adorei o enredo criado pela autora e todos os seus comentários me deixaram ainda mais ansiosa.

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart

    ResponderExcluir
  17. Olá.
    O que mais conheço são autores nacionais que escrevem fantasia. E muitos deles são ótimos.
    Fico feliz que mais essa autora possa entrar para o grupo de ótimos autores nacionais que escrevem fantasia.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  18. Eu sempre costumava dizer isso! Que são poucos os autores nacionais que conseguem escrever fantasia. Eu tiro o chapéu para Amanda, já que pela sua resenha ela estudou profundamente os elementos para usá-los e criar um mundo único. Já fiquei curiosa sobre esse reino e as personagens. Cara, eu tenho que ler esse livro. Porque eu sou apaixonada por fantasia.
    Atenciosamente,
    Amanda M.

    ResponderExcluir
  19. Oii

    Não costumo ler muitos livros de fantasia nacional, enfase no fantasia pois amo os romances, mas adorei essa premissa e pela sua resenah deu pra perceber que a autora fez um trabalho de tira o chapéu. Fiquei curiosa e até já coloquei na listinha para ler.

    Bjos

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Sempre acreditei nos autores nacionais. Alguns são ótimos em criar mundos diferentes. Tudo com muito trabalho e pesquisa.
    Gostei bastante da sinopse desse livro, em que a autora cria um mundo paralelo. E me pareceu além de ter bastante fantasia, parece ser uma aventura e tanto além de parecer vários segredos a serem desvendados.
    Adorei a dica! Está anotada.

    ResponderExcluir

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.