sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Tips&Tricks por Delson Neto: Não Quero Mais Ler!


E aí, galerinha, tudo bem com vocês? 

Por aqui ainda tudo um tanto quanto estranho. Não, o título chamativo da matéria não é um “click bait” nem nada sensacionalista. Ele traz a verdade mais pura, sarcástica e seca dessa declaração – de uns tempos para cá, eu simplesmente não quero mais ler. 

Da mesma forma que isso assusta a quem lê, assusta a mim. Veja, eu escrevo, e cada vez mais tenho percebido que o que eu quero é escrever, e não ser escritor. A vida é engraçada mesmo, irônica, e quando conseguimos determinado objetivo, reparamos que nem sempre é o que ambicionávamos. Seja pela frustração, pela horrível tensão que existe no meio em que somos inseridos, torna-se fácil deixar um sonho escapulir entre os dedos enquanto se toma uma xícara de café. 
  
Por que eu estou falando essas coisas e divagando assim? Isso aqui era pra ser um espaço de dicas felizes e sorridentes, não? Acho que sim, mas nem toda dica precisa ser necessariamente o que é esperado dela: hoje vamos falar sobre não ter vontade de ler. Você já sentiu? Eu aposto que sim. 


Eu tinha uma matéria prontinha pra hoje falando sobre o apego emocional a livros que estão estragados, coisa que todo leitor tem. Pois são 20h13 da noite do prazo de entrega da matéria e me vi deitado na cama, encarando a pilha de livros da foto acima. São todos títulos que peregrinei e separei daqui de casa para eu ler ao longo do ano. A tal da “meta de leitura”. O único que toquei e li do início ao fim desde que 2017 começou foi… Um que não estava previsto nesse monte de livros. 


Quando comecei a ler – sou péssimo em cálculos, então vamos chutar – há bons 16 anos atrás (como isso soa difícil de dizer e mostrar a idade) eu não tinha internet em casa. Meu avô tinha, mas pra que ela servia? Para jogar games em flash no site da Cartoon Network e fazer uma pesquisa bem básica de imagens. Redes sociais eram uma total utopia, o mais próximo disso era o incrível e saudoso MSN (falando nele, como era mais sincero que o Facebook). Fotos bonitinhas de livros? Uma rede toda de pessoas se conectando através da literatura? Nossa, impensável na transição entre os anos 90 e 2000. Eram os livros que estavam mais presentes no meu dia a dia do que qualquer outra realidade virtual, até aquelas enciclopédias antigas eram mais companheiras.


Fazendo uma pesquisa sobre livros infantis e juvenis, na minha própria prateleira e no Google, redescobri este livro acima - “Sete Desafios para ser Rei'” - e ele me marcou bastante, mas o coitado estava esquecido na minha estante. Na orelha tem uma marca dizendo o ano em que o li, 2006, eu estava na 6ª série do ensino fundamental. Ele não me marcou pela história, apesar de eu amar e defender a jornada do herói dessa estrutura narrativa, os elementos fantásticos a sensação de steampunk que tem nela. O livro também não me marcou naquela época, mas tem cicatrizes que, de maneira curiosa, só notamos muito depois que começam a doer. “Sete Desafios para ser Rei” me marcou por pertencer a uma fase em que eu lia por prazer e nada era mais gostoso do que fazer aquilo. 


E os dias voaram, eu cresci, e até uns bons dois anos atrás eu li com vigor. Sempre comprava livros (não que ainda não seja seduzido por muitos) e os lia imediatamente, e ansiava por mais, e era conhecido na família por ser alguém que amava a literatura. Isso sempre foi muito claro pra mim. E por este amor que escrevo aqui na coluna e agora faço uma pergunta bem íntima – qual foi a última vez que você leu qualquer coisa por prazer? 

A geração internet não é feita para o bem pessoal. A ideia de “personal computer” é bem distante em um mundo que temos inúmeras formas de integração e contato. A gente não faz mais nada pela gente, e generalizo porque estou convicto de que cada um já publicou uma foto, fez um texto e afins pensando nos outros, não em si mesmo. “Será que vão gostar?”, vivemos nos perguntando isso e atire a primeira pedra quem nunca o fez. As coisas chegaram a um nível de atrapalhar os nossos pequenos momentos: tem ato mais gostoso do que pegar um café, um livro que você quer ler e ficar na sua? 


Mas agora não fazemos mais isso. Postamos pra todo mundo ver o que estamos lendo. Somos condicionados a ler determinadas coisas. E se às vezes eu realmente não quiser ler um nacional hoje? E se, às vezes, eu não estiver a fim de bater meta de leitura? Se eu ler 10 livros no ano por prazer, vale muito mais do que 120 lidos meramente por uma competição. Sabe o que isso causa? Um termo que gosto de chamar de engessamento. Ao nos vermos engessados, incapazes de nos movermos por conta própria, perdemos a vontade legítima pela leitura. 

O “Eu Invisível” - The OA


Então façamos o seguinte – ao fecharmos nossos computadores e deixarmos os celulares de lado, vamos pegar aquele livro que queremos ler para nós. Não para postar em lugar nenhum, nem para falar pra alguém que está lendo. Vamos ler em segredo, vamos preservar o nosso “eu invisível”. Quanto mais pensarmos nele, melhores pessoas e leitores seremos ao longo da vida.


33 comentários:

  1. Olá
    As vezes a gente pode mesmo desanimar de algumas coisas, e até de ler, mas calma, que pode ser uma fase e apenas isso. Gostei muito do seu texto e das reflexões desenvolvidas nele. Acredito que devemos ler quando tivemos vontade e não sobre pressão... pelo menos eu penso assim né..
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadi pela leitura, Fer! Fico muito feliz por ter gostado <3

      Excluir
  2. Oi!
    Algumas vezes bate um desânimo. Às vezes as leituras atuais não são exatamente o que queremos ou são obrigatórias do momento. Pode ser só uma fase para você, espero que ela passe.
    Procure livros que você tenha interesse em ler e deixe os outros para outro momento. ^^
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voltando aos poucos a me desenferrujar nisso. Obrigado pela leitura e conselho, Cris!

      Excluir
  3. Oi! Que texto incrível!
    Eu já tive vários momentos como esse, em janeiro mesmo. Li o livro Serial Killers, e ele me chocou tanto que demorei dias pra escrever a resenha, e mais dias ainda pra conseguir ler outro livro, acho que por se tratar de histórias reais. No momento, estou lendo Cidade dos Etéreos, e amando! Foi o livro que me tirou dessa "ressaca" literária!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Jéssica <3
      Fico feliz que tenha gostado! Estou só no aguardo de uma boa promoção para ler as continuações do Orfanato!

      Excluir
  4. O post é bem interessante, você tem razão, hoje em dia não lemos só pelo prazer da leitura, e sim para mostrar que estamos lendo, mas isso acontece com qualquer coisa na nossa vida, a internet veio para expor nosso dia a dia. Mas basta só você não se deixar ser manipulado, não precisa de abster de nada, só saber o lugar de cada coisa!

    www.memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem colocado, Suzane! A internet veio mesmo para expor - aí vem da gente controlar esse limite sempre!

      Excluir
  5. Seu texto sou eu na transição 2015/2016. Sao armadilhas do tempo que nos fazem questionar até mesmo nossas poucas certezas. Compreender-se é um movimento difícil e necessário. Às vezes realmente nao queremos ler e tá tudo bem.

    ResponderExcluir
  6. Oie! Nossa não tenho palavras para descrever o que senti lendo seu texto, você conseguiu colocar em palavras meus pensamentos sobre! Hoje mesmo estou montando um post parecido com o seu no blog, falando sobre leituras etc, eu no inicio lia muito mas tipo muito hoje em dia leio os de editoras e um ou dois por prazer, e muitos livros que leio tem alguns que não resenho, por que faço exatamente o que você disse: leio por prazer e não por uma competição de quem lê mais, mas sim por prazer :3
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compartilha aqui seu post depois o/
      Muito bom saber que não estou sozinho nessa pensamento!

      Excluir
  7. Oi, Delson, adorei o seu texto e penso até que você foi muito corajoso. Os leitores de hoje em dia, em sua grande maioria, precisam mostrar que são leitores ávidos e que a todo momento estão lendo um, dois ou até três livros ao mesmo tempo.
    Eu não estipulo metas ou participo de certos desafios justamente por isso, não quero ter obrigações e cobranças, ainda que vindas de mim, nesse mundo.
    Sou blogueira e posto resenhas, vez ou outra sinto a necessidade de terminar determinado livro, ainda que ruim, para falar sobre no site, mas tento fazer isso da forma mais livre possível: às vezes o tal livro fica abandonado por semanas, até que eu crie a coragem necessária para pegá-lo de novo.
    Mas seguirei seu conselho, cada vez mais pensarei na leitura como algo prazeroso e sem amarras :D




    ourbravenewblog.weebly.com
    Participe do nosso TOP COMENTARISTA valendo um livro JANTAR SECRETO, do autor Raphael Montes :)

    ResponderExcluir
  8. Realmente é curioso o fato de usarmos as redes sociais para nos expor e esperarmos o feed back. Concordo com você sobre isso ser realmente recorrente. Porem, a questão de ler um livro para si mesmo, é quase impossível quando se tem um blog literário, porque um dos objetivos d mesmo, é compartilhar as suas impressões da leitura, então, me sinto incapaz de poder fazer isso.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Rapaz, parece que você deu voz aos meus sentimentos. Abandonei o blog nos últimos meses devido a uma enorme carga de trabalho e, não sei se pela exaustão ou simplesmente por não querer mais uma "responsabilidade", perdi completamente a vontade de ler nesse meio-tempo. Só de pensar que tinha um cronograma enoooorme a cumprir, que comprei aquele livro e não poderia lê-lo até terminar esse cronograma, que tinha de voltar ao blog por respeito aos meus parceiros... senti-me pressionada e boicotei a mim mesma. O blog deixou de ser um prazer para se tornar um compromisso. Agora já não fecho novas parcerias, quero concluir meus compromissos e voltar a ler por prazer. Nem mesmo me inscrevi para parcerias com editoras, cancelei todas. Não quero nada a não ser o que cobiço por mim mesma. Parabéns por ser tão honesto.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi!

    Eu entendo totalmente o seu post, o seu desabafo, pois tenho passado por isso. Desde que comecei o blog, levantei várias questões e uma delas é justamente o não quero mais ler nada. Tenho enfrentado cada vez mais ressacas literárias, porque me pressiono a ler mais e fazer os posts de publi pra editora e tudo mais. Eu AMO ser blogueira literária, mas confesso que tenho andado cansada de tudo. Tenho dosado bastante o que tenho lido, dividindo com as colaboradoras, porque estou exausta. Mas isso tudo vai passar, vamos pensar positivo. :)

    bjs!

    ResponderExcluir
  11. Estava precisando ler isso! De fato não temos feito coisas para nós, e sim pensando no que os outros vão achar, isso e um fardo muito complicado de lidar e precisamos nos libertar disso. Te desejo força, foco na leitura que te agrada!

    ResponderExcluir
  12. Olá!! :)

    Eu não consigo parar sem ler... Infelizmente, já tive uma ou duas "ressacas" prolongadas, sem vontade de ler ou mesmo de escrever!!

    E mesmo quando adoramos faze-lo, há dias em que não sentimos essa necessidade, que não sequer faze-lo... E frustratnte, enervante, mas e como e.. Da um tempo e vais ver que melhora! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  13. Olá, Delson. Quem nunca passou por fazes assim, né?! De olhar para aqueles livros que em outros dias colocamos na meta e não ter mais vontade de lê-los. Somos humanos e mutáveis. Passei por uma fase assim no final do ano, e tenho tentado em 2017 ler mais o que eu realmente quero.
    Muito bom o seu post!

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Que texto mais incrível! Descreveu meu último mês, passar tempo na internet era muito mais prazeroso que ler as minhas metas literárias, acabei atrasando e procrastinando leituras importantes, que agora terei que ler muito rápido! Acabei me passando a perna e agora é tentar recuperar. Obrigada por me fazer parar para refletir certas coisas.
    Beijos,Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oi
    nossa, seu texto me deu um tapa na cara principalmente sobre o modo como usamos a internet, esperando, criando expectativa de que os outros gostem, esquecendo de pensar em nós primeiramente. Eu adorei a reflexão toda, parabéns

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oii Delson, tudo bom? Adorei sua reflexão!!! De vez em quando me pego pensando justamente nisso: será que eu realmente quero ler esse livro ou estou apenas visando a divulgação ou o blog? Será que estou lendo para mim ou para os meus seguidores? Ultimamente essa reflexão tem vindo com muita frequência, e acho muito bom pensar sobre isso. Ler, para mim, é a melhor coisa do mundo, e não me imagino parando de ler meus livros tão amados, mas se um dia eu cansar de ler... é bom saber que não estou sozinha.
    Beijos!!!
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá, Delson! Eu simplesmente adorei a sua reflexão a respeito do tema. Hoje em dia as pessoas buscam ler livros mais pelo gosto de dizer que leem do que pelo prazer de abrir um livro e o ler, não é?! E sim, concordo contigo quando você diz que é melhor ler dez livros no ano do que mais de cem por pura competição. O que ganhamos com isso? Absolutamente nada. Leitura deve ser algo prazeroso, algo que acrescente, não que sufoque, que tire a paz.

    Beijos,
    Blog Anne & Cia.

    ResponderExcluir
  18. Oi.

    Estou vivendo esse dilema. Não estou com tanta vontade de ler como antes. Há um tempo atras, eu li sem parar, devorava os livros, lia por puro prazer, porque amava mesmo. Mas de uns tempos para cá, estou lendo alguns por obrigação, e com isso, a leitura não me agrada, não me satisfaz. Estava hoje olhando para a estante e tentando decidir o que ler. Acabei pegando um livro de uma série que amo, mas mesmo assim, ainda não estou com tanta vontade assim de lê-lo. Espero que isso seja uma fase. Espero voltar a ler como antes ou até melhor.

    ResponderExcluir
  19. Oi Delson, como está?
    Eu entendo muito bem a tua situação e até eu estou passando por isso, mas percebi que eu precisava passar por tal coisa para deixar a minha procrastinação literária de lado. Acredite, querido, eu tenho falhado muito com as minhas leituras e precisava mesmo colocar em ordem as coisas.
    Ontem mesmo, por exemplo, terminei um livro que uma das minhas lindas do Rillismo me mandou por e-mail e olha, eu gostei demais da leitura! Me proporcionou cada reflexão que me fez até chorar dentro do ônibus. E estou lendo um da Darkside que é simplesmente fantástico a despeito de eu não estar acostumada com uma certa realidade da protagonista, o que deixa a leitura mais vagarosa, mas não menos boa.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Quando a gente entra nesse universo de blogs literários - principalmente - a gente se sente assim às vezes. Eu to meio dessa forma, não tô conseguindo ler. Não sinto vontade, mas isso pra mim é um problema de início de ano. Sempre passo. As ressacas literárias (apesat de evitar nomear pra não assumi-la) são presentes na vida do leitor, mas é só ir uma página de cada vez que dá certo.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  21. Gostei muito do seuu texto, ele reflete muito as pessoas de hoje em dia, chego a parecer ser metida ou algo do tipo de dizer que isso nao acontece comigo, só leio quando eu realmente quero, confesso que tenho obrigações de leituras por causa do blog, mas quando o livro não casa comigo, eu me vejo parada olhando pro teto, preferindo moscar do que ler aquilo e penso comigo mesma, vale a pena ? arrastar uma leitura que eu não quero para cumprir uma obrigação ? então simplesmente não leio, a leitura para mim foi algo que salvou minha vida, me tirou desse meu mundinho que antes era tão chato, então só leia realmente o que te da prazer, o que atiça sua mente de um jeito bom !!!, um belo texto, continue assim.

    ResponderExcluir
  22. Olá, Delson

    Texto interessantíssimo. Eu leio desde os meus 9 anos, tenho 28, ou seja, leio há praticamente 20 anos. Ao longo da minha vida de leitora passei por diversas fases, a fase dos gibis e almanaques, a fase da coleção Vagalume, a fase dos livros do Pedro Bandeira... e ao longo desse período passei por diversos momentos em que não tinha vontade de ler absolutamente nada e acho perfeitamente normal, com certeza passarei por outros momentos assim. Mas hoje em dia eu não faço nada pelos outros, acredite você ou não. Já perdi parceria com editora pelo fato de ter curtido apenas um dentre todos os livros que solicitei. Com quase 30 anos passei da fase de querer agradar alguém a não ser a mim mesma. Rs
    Espero que esse momento logo passe! ;)

    Beijo

    ResponderExcluir
  23. Olá,
    A postagem de hoje me fez repensar algumas atitudes e até alguns sentimentos quanto à leitura.
    Dizer que leio apenas para cumprir metas não é o meu enquadramento, afinal só coloquei uma meta de leitura esse ano e para mim mesma porque queria ler muito mais. Se eu a atingir bem, senão serviu apenas de incentivo.
    Quanto à leituras por prazer, não vou dizer que todas que faço são por ele. Mas a maioria sim, afinal foco no gênero que mais gosto que é a fantasia.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Quando comecei meu primeiro blog, em meados de... 2005, eu acredito, eu escrevia como um diário. Todos os dias eu escrevia como havia sido meu dia, meus pensamentos e coisas assim. Não me importava se alguém tinha lido, se tinha visitas ou não... Sempre escrevi diários, desde muito jovem, e o blogger em sua época épica de lançamento, se tornou meu diário digital. Conheci muitas pessoas através dele, algumas até se tornaram amigões e namorados da vida real.

    Um belo dia, ele surgiu entre os favoritos do weblogger... E aí, analisando hoje, ele não foi mais meu. Eu escrevia para os outros, pois eram dezenas de comentários, centenas de visitas (o que era muito para a época de uma internet discada par a agrande maioria da população) diárias...

    Hoje me irrito com meu vício em internet: de fato, redes sociais me atrapalham a ler. Com o blog, sou obrigada ainda a fazer uso da internet e ler também como uma obrigação, pois preciso alimentá-lo, se tornou um trabalho. Mas não faço competições de leitura, não leio o que não me atrai... Não tenho lido algo que gosto há tempos por falta de tempo mesmo... Trabalho fixo mais trabalho online, então preciso sempre organizar bem minha rotina diária. Mas esse ano já fiz uma leitura por prazer, mas gosto de dar minha opinião sobre tudo, então acabei fazendo resenha... E valia a pena, não foi um trabalho, amo ler e amo escrever =3

    Gostei muitos de suas reflexões, me fez refletir também... Desculpe o comentário longo, haha!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  25. Olá!!
    Que texto lindo e sim concordo e sei exatamente o que vc está sentindo nesse momento,por mais que amemos fazer uma leitura muitas vzs fazemos pra satisfazer o outro e com uma pitadinha de obrigação,mas tento tirar esses pensamentos e ter um momento só meu com uma leitura que seja somente pra mim por demais prazerosa e que não precisamos contar a ninguém e no momento estou em um desses momentos. E tirar um tempinho assim pra gente é muito bom!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2017/02/resenha-e-viveram-felizes-para-sempre.html#comment-form

    ResponderExcluir
  26. Olá, tudo bem?
    Que texto inspirador. Confesso que venho me policiando. Pq na hora que prazer vira obrigação perde aquela pitada de magia que carregamos conosco. Parabéns por essa incrível dissertação do assunto.

    bjs


    Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  27. Oi, tudo bem?
    Gostei bastante da sua postagem, e parando para pensar, realmente leio muita coisa, algumas dão um prazer e até engrandecem a alma, outras nem tanto. Mas isso é uma coisa que tenho mudado, sabe? Deixando parceria mais de lado e focando no que eu comprei ou ganhei e realmente quero ler.

    ResponderExcluir

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.