segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Resenha (15/150): Eles Precisam Morrer, de Mônica Dombroski (Chiado Editora)


Sinopse: Alicia, Clara e Amanda são três adolescentes que vivem em uma pequena cidade do interior e compartilham uma vida de tédio e poucas perspectivas de futuro. Elas acreditam que os responsáveis pela vida ruim que levam são as pessoas com quem convivem e, aos poucos, a ideia de eliminar algumas pessoas vai amadurecendo até desencadear uma série de mortes e revelações, trazendo um esclarecimento sobre quem realmente é o responsável pela vida de cada uma.

"O ódio pode fazer a pessoa acordar um lado dela que ela nem sequer acreditava existir, pode fazer uma pessoa ser ela mesma, porque o ódio mata o medo..." (pág. 151)


Sabe aqueles momentos que a raiva aflora e você deseja que o mundo desapareça? Em Eles Precisam Morrer, da autora Mônica Dombroski conseguirás ver até onde alguém pode chegar, para conseguir ser feliz. 

Alicia, Clara e Amanda vivem em uma pequena e pacata cidade. Mas elas detestam suas vidas. Alicia detesta a família boazinha, com seu pai, madrasta e irmão especial. Sua maior vontade é se livrar daquela vida, daquela cidade e desaparecer pelo mundo. Já Amanda queria que sua avó sumisse, pois está cansada de sofrer como uma escrava nas mãos dela. Clara, é uma garota que sofre de obesidade e por isso vive tentando se suicidar, abomina viver. 

São elas que vão nos conduzir por fatos surpreendentes, fortes emoções e momentos tensos durante toda a narrativa. Afinal, as três concordam que suas vidas só são daquele jeito por causa das pessoas que as rodeiam, e que elas precisavam morrer para a felicidade conseguir nascer em suas vidas. 


Mas não pense que a autora lotou as páginas do livro com mortes e mais mortes. Os fatos, que são narrados em terceira pessoa, mostrando a visão de cada uma das personagens, acontecem de uma maneira ordenada e bem construída. O leitor se sentirá envolvido com cada personagem, e não conseguirá definir realmente o que sente, se compaixão ou raiva por aquelas garotas, que só queriam ser felizes, nem que para isso tivessem que atingir o ápice do erro. 

"(...)Sabia que, no fundo, não odiava aquele lugar, odiava o fato de não poder sair dele. Fontana era como uma penitência que ela precisava cumprir(...)" (Pág. 37)

A história, apesar de intercalar as visões de cada uma, tem um foco maior em Alícia, e nos vemos presos aos sentimentos dela, tentando entender como ela não conseguia ser feliz em sua vida. Afinal de contas, apesar de perder sua mãe quando criança, ela tinha seu pai e uma madrasta que tentava fazer de tudo para agrada-la. Era isso que irritava a garota, tudo era muito perfeito, e ela odiava aquela família com todas suas forças. 

Até que ponto um ser humano pode chegar para atingir seu objetivo? Será que todos são capazes de cometer atrocidade pela sua "felicidade"? Será que o mundo não tem mais solução? 

Mônica Dombroski construiu um enredo que apesar das atitudes imaturas das personagens, consegue fazer o leitor refletir em vários momentos. Você conseguirá se compadecer com o drama de Alícia, Clara e Amanda, e quem sabe até entender o porquê daquelas atitudes. A autora tem uma escrita clara, objetiva e leve, que para o enredo, que pode parecer pesado em alguns pontos, é um ponto positivo.  

Sem erros de revisão, e com a diagramação comum e bem trabalhada da Chiado Editora, Eles Precisam Morrer é um livro que te fará repensar suas atitudes e entender o quanto nosso mundo está apodrecendo em nossa frente e não estamos fazendo nada para impedir isso. Que muitas pessoas estão por ai sofrendo com depressão, bullying, preconceito e falta de amor, e que muitas vezes suas atitudes é um ato impensado e desesperado de pedido de socorro. 

"(...) Não sabia para onde ir e deixava a vida ir levando-a para qualquer lugar. Acabava sempre fazendo a escolha errada, ciente do que escolhia(...) (Pág. 202)

Atente-se quem está do seu lado, talvez a única coisa que ele ou ela precise é de uma palavra de amor, de amizade, de ajuda. Mônica Dombroski nos faz ver como muitos casos poderiam ser impedidos com apenas uma palavra, ou melhor, uma atitude: COMPREENSÃO!

32 comentários:

  1. Olá
    Eu também já fiz essa leitura e adorei poder conferir o desenvolvimento feito pela autora. Adorei poder conferir suas impressões e a questão da compreensão como você comentou, eu também vejo por esse lado, e é uma história muito intensa e igualmente reflexiva.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    Caramba, que livro forte. Eu já imaginei que pelo menos uma das pessoas citadas acima morre. Seja a avó, a madrasta... Acredito que as garotas não tenham conseguido encontrar a felicidade mesmo depois de seus esforços, não é mesmo? Parece ser uma obra intrigante, quando puder, darei uma chance!

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Essa Alícia parece uma má em pessoa!!! Tem pessoas que a amam e ainda assim é infeliz com isso. Amanda parece ter mais motivos para ser infeliz e Clara não fica claro de quem ela quer se livrar. Será que tem mais por trás dessa história?
    Fiquei curiosa para saber como essa trama termina.
    Beijão!
    www.lagarota.com
    www.asmeninasqueleemlivros.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mairton

    É meio difícil tirar conclusões concretas apenas lendo uma resenha, mas eu acho que projetar nossas frustrações em outras pessoas é completamente errado. Será mesmo que elas eram o motivo da infelicidade das meninas?
    Claro que há diversos fatores psicológicos que podem levar a atitudes extremas, mas sem ler é meio difícil analisar, então não senti nenhuma empatia por elas nesse primeiro momento.

    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Olá ♥
    Tenho visto algumas resenhas desse livro, e tenho que confessar que estou louca para ler. Acompanhar a tragetoria dessas jovens parece ser algo impressionante, ainda mais podendo está dentro de tudo o que elas pensam. Gosto de livros que nos faz refletir.Vendo você tecer elogios ao livro me deixa mais ansiosa ainda para leitura. Creio que no fim entendemos ou até mesmo ao longo da leitura o por que da atitude imatura das personagens. Espero em breve poder fazer a leitura desse livro, beijos!

    ResponderExcluir
  6. super me indentifiquei, afinal, sempre fui uma adolescente obesa e quis morrer muitas vezes... apesar de estar estudando psicologia, não sei se eu leria esse livro agora... estou meio sensível pra essas coisas, sabe? mas sim, somos humanos e nossos sentimentos afloram e há horas em que desejamos descontar nossa raiva em algo ou alguém. anotado aqui! abraços litérarios!

    ResponderExcluir
  7. Eu ainda não tinha ouvido falar do livro e gostei do modo como você abriu a resenha. Adorei os nomes das personagens e fiquei imaginando essas mortes ao longo do enredo. Não é um gênero que eu leio com frequência, mas gostei bastante da resenha e fiquei curiosa. espero poder conferir em breve.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Caramba, que livro interessante, fiquei muito curiosa pra ler, afinal quem nunca se sentiu sufocada dentro de casa?! Mas devemos saber os limites das nossas atitudes! Gostei muito, resenha ótima!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  9. Oiiii,

    Eu nunca tinha ouvido falar do livro, mas ele não faz muito meu estilo. Parece ser bem interessante, com uma história bem construída, mas não estou muito nessa vibe de histórias com assassinatos. Ainda assim muito obrigado pela dica.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  10. O título me deixa curiosa e como sempre, sua resenha perfeita também! Não é algo que eu adicione a minha lista de livros, mas com certeza se tiver oportunidade lerei!

    Bjos
    www.causoseprosas.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá,

    Já tinha achado o livro bem peculiar pelo título e conhecendo a premissa fiquei ainda mais intrigada. Adorei a temática ser justamente o fato dessas garotas quererem morrer, por acharem que vão encontrar a felicidade no pós vida, mas isso também nos faz refletir se a vida que levamos, de tão ruim que está, poderia ser pior do que na morte. Achei grandioso o enredo e com certeza é um livro que eu leria, principalmente por ter essa atmosfera mais dark da qual aprecio muito.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  12. Oi, gostei dá sua resenha e dá premissa do livro. Imaginei algo como Quero Matayrei Chefe, de cada uma "matar" o familiar dá outra, meio macabro mas fiquei intrigada. Bjs

    ResponderExcluir
  13. Parece ser um livro muito bom. Deve ser uma história bem profunda! Quero!


    http://obaucultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bom?
    Não conhecia esse livro mas essa pegada de "até onde você iria por aquilo que almeja/para realizar algo que quer" e "quais atrocidades você seria capaz de cometer pela sua felicidade" me deixou muito curiosa em relação a esse livro! Gosto muito de livros assim que nos fazem repensar e que nos mostram um lado meio podre do mundo. Gostei de saber o quanto gostou do livro. Espero poder lê-lo em breve! Ótima resenha!

    Beijos!
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  15. Oi Mairton, como está?
    Já li algumas resenhas desse livro e elas foram muito positivas, razão pela qual me interessei pela leitura, mas em um futuro próximo. Só que a tua resenha me deixou muito mais curiosa, especialmente o teu último parágrafo porque realmente a compreensão verdadeira é a chave para impedir que certas atitudes sejam tomadas. É difícil, mas se consegue quando realmente se quer.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem ?
    Parabéns pela sua resenha, muito bem escrita e chamando a atenção. No entanto, por envolver mortes e tal, é algo que não me atrai no momento, então não leria o livro.
    A sua resenha de certa forma me deixou curiosa para saber sobre as mortes, mesmo sendo algo que eu não gosto hahahah. Enfim, fico feliz que tenha gostado do livro. E a compreensão deve estar sempre presente em nossas vidas.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi Mairton!
    Então, eu já li esse livro (inclusive tem resenha no meu blog), e gostei muito. Em alguns momentos, queria matar as personagens - ironia, não? - e em alguns, só queria estar lá e dar um abraço nelas!

    Adorei a forma que você colocou os principais pontos do livro na resenha! Parabéns!

    Beijos, Lorena

    ResponderExcluir
  18. Gente!
    Já vi que esse deve ser um daqueles livros que te prende do começo até o fim e que nos desperta vários sentimentos ein.
    Adorei a premissa e sua resenha me instigou a querer lê-lo com certeza.
    Quando tiver a oportunidade, eu lerei sem medo.
    Parabéns pela resenha e pelo blog <3

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bom?

    Não conhecia o livro mas a história parece ser muito interessante. Ano passado li dois livros desse gênero e queria conhecer mais e esse chamou muito minha atenção, parece aquelas histórias que te prende do começo ao fim, quero muito ler.

    Parabéns pela resenha, ficou muito boa.
    Beijos:*

    ResponderExcluir
  20. Oie!
    Esse tipo de história sempre traz uma reflexão para o leitor, e pode nos ensinar muitas coisas também a respeito do ser humano. Ainda não conhecia a autora, mas as três jovens protagonistas me chamaram a atenção e gostaria de saber qual foi o destino delas, O bom dessa narrativa intercalada é que podemos nos envolver e sentir todas as personagens!
    Parabéns pela resenha!

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Já tinha ouvido falar sobre esse livro, mas confesso que não sabia do que se tratava. Gostei bastante da premissa, promete ser um livro bem envolvente e intrigante.
    Sua resenha também me chamou a atenção e o fato que mais me interessou foi o que, apesar das personagens serem imaturas, nos pegamos sentindo um pouco de pena delas.
    A diagramação da editora está muito boa. Talvez eu venha a ler.
    Bjs,

    http://esquadrao-literario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Não conhecia ainda o livro e nem a autora. Mas achei muito interessante essa reflexão que ela nos traz, ainda mais por causa de todos esse contexto de morte inserido. Adorei a sua dica e poder conferir a sua resenha, com certeza é um livro que vou ficar de olho para ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  23. Oie! Tudo bem?

    Leio cada dia mais resenhas positivas sobre esse livro, mas continuo não vendo o porque de realizar a leitura dele, acredito que seja pela primeira impressão errada que tive dele, por isso por enquanto irei deixar passar a dica, mas vou ficar de olho para quem sabe dar uma chance para a leitura!

    Bjss

    ResponderExcluir
  24. Oie, gostei de conhecer esse enredo, principalmente abordando o problema de cada uma das personagens e a atenção que temos de ter a quem está ao nosso rredor. Porém, penso que as atitudes imaturas das personagens poderiam me incomodar um pouco.

    ResponderExcluir
  25. Oie!!
    Achei interessante a temática, pois realmente precisamos trabalhar temas como bullying, depressão, preconceito. Porém, a forma como isso foi trabalhado, de acordo com a sua resenha, não me atraiu.
    Senti um pouco da imaturidade das personagens, e acho que não seria o momento para esse tipo de leitura na minha vida agora.
    Um beijo!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  26. Oie
    eu li o livro recentemente também e apesar de alguns pesares, foi uma leitura interessante e diferente, além de também conter umas coisas meio incomuns sabe? hahaha muito legal sua resenha e concordo com a ultima parte

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. É sempre bom ver as diferentes interpretações, e eu gostei muito da sua. Obrigada pela resenha.

    ResponderExcluir
  28. Olá!
    Eu não conhecia esse livro e eu fiquei muito interessada na história. Eu amo livros que nos fazem pensar e querer saber mais sobre a vida dos personagens, o que parece ser o caso de Eles Precisam Morrer. O livro parece ser maravilhoso e é lógico que vou colocá-lo na minha lista. Obrigada pela dica.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  29. Li já outra resenha desse livro e não gostei muito do enredo - e reafirmo isso.

    Não sou muito fã de vitimismo e esse livro parece justamente isso: adolescentes vitimistas (como a Alicia que você descreveu) que querem fazer justiça com as próprias mãos. Não sei se acabam chegando as visa de fato... Mas acho que isso é dar um close errado em muitas coisas que deveriam ser melhor trabalhadas.

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  30. Olá!
    Não é um enredo que me prende muito, então acho que não pegaria pra ler. Mas eu gosto muito de livros com as diferentes perspectivas dos personagens e por isso achei bem legal a estruturação da história. Não me cativou, mas vou passar a recomendação pra frente :)
    Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  31. Olá!

    Eu amei a sua resenha e fiquei muuuuuito interessada em ler esse livro. Amo histórias de drama familar e livros que nos obrigam estar no lugar do outro e entender o que passa em certas cabeças, apesar de ser revoltante. Acabei de coloca-lo na minha TBR.
    Parabéns pela resenha
    Beijos
    http://floraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.