quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Resenha (11/150): Muralha, de Joelthon Ribeiro (Editora Penalux)



Quais são as muralhas que impendem sua felicidade? Qual seria a maior delas que você gostaria de ver abaixo? 

Assim inicio a nossa resenha de Muralha, do autor Joelthon Ribeiro, publicado pela Editora Penalux. O autor viaja por vários sentimentos e vontades nesta obra poética, que se difere de muitas. 

Por que a diferença? Porque não encontrei apenas poemas de amor, mas sim sobre vários sentimentos. Do amor, ao ódio. Do ódio a melancolia. São 105 páginas, que se dividem em 3 partes: Chegou a hora de ser maior que as muralhas, Quebrando as Muralhas e Depois das Cinzas o Paraíso. 


Na primeira parte "Chegou A Hora de Ser Maior Que As Muralhas", o autor nos mostra sua maneira de ver o mundo, sua vontade ser maior que ele e vencer todas as adversidades. Mas ele não deixa de mostrar seus medos, anseios e momentos melancólicos. Na poesia Esperar ele divaga sobre o quanto devemos esperar quando preciso, que devemos esperar para alcançar a felicidade, mas sem ficarmos parados, esperando que caia do céu. 

"Esperar como se a fé restasse 

Caminhar como se o caminho o levasse {os pés levam]" (Muralha, pág. 54) 

Em "Quebrando As Muralhas", Joelthon reúne aqueles poemas que nos fazem lutar, que nos fazem não perder a esperança de um mundo melhor. Quebrando as muralhas, que impedem que sejamos realmente completos. 

"E se não houver 

Risos 
Choros 
Céu 
Inferno 
Vida 
Morte 
Azar 
Sorte 
Não haverá nada" (Muralha, pág. 65) 

Na terceira parte, Depois das Cinzas O Paraíso,  encontramos poesias que nos mostram que tudo pode parecer perdido, mais que sempre depois de algo ruim, podemos esperar que algo bom virá. 

"Destina-se o destino Gostas de sangue servem para pintar o arco-iris  Pedras não falam mais que seu silêncio..." (Muralha, pág. 83) 

São poesias bem construídas, que nos  fazem rever várias atitudes que sempre tomamos. A escrita do autor é algo claro e conciso, com palavras certas nos momentos certos. Não tinha lido nada de Joelthon ainda, mas me encantei pela forma como em cada verso ele traduz seus maiores devaneios.  

A diagramação da Penalux é de um cuidado extremo, sem nenhum um erro de revisão, e folhas amareladas em papel pólen, que torna o a leitura ainda melhor de ser acompanhada.  

Li o livro em uma hora, pois a leitura deste é algo agradável para se fazer em uma tarde, tomando aquele chocolate quente e pensando sobre os vários sentimentos que nos são apresentados.  




learnex

Compre: http://migre.me/vYR6x


Leia as primeiras páginas do livro:

28 comentários:

  1. Puxa!
    Muito interessante e desafiador este livro de poemas. Quem não possui muralhas a transpor na vida!!!! Anotado no caderno de leituras! Abraços,
    Drica

    ResponderExcluir
  2. Que lindo! Faz tempo que não leio um livro só de poemas, mas esse me interessou. Exatamente pelo motivo que você citou, não são apenas poemas de amor, e sim de vários sentimentos. Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  3. Gosto quanto um autor consegue dosar as palavras, quando sua construção poética encanta por ser convidativa ao raciocínio. Sua resenha me deixou curiosa. Fez-me notar que esse é um autor para acompanhar.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    As poesias são bem interessantes, mas não curto esse gênero.
    Porém, gostei do modo como ele dividiu as poesias. Cada parte um momento, um sentimento. ^^
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  5. Olha, pra ser sincera não curto ler poesias, mas sua resenha me deixou super curiosa pra ler esse livro!
    Parece ser daqueles livros com uma escrita simples mas que nos traz uma sensação de paz e de que o autor escreve aquilo que a gente tá sentindo e precisa ler no momento. Vou colocar na minha wishlist! Obrigada pela dica! <3

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  6. Oie tudo bem?
    Não costumo ler livros desse estilo, mas esse me interessou bastante, ainda mais porque estou caminhando para quebrar uma muralha que infelizmente sempre me impediu de viver minha vida, e com certeza se eu lesse esse livro neste momento da minha vida eu iria tirar muitas coisas positivas dele! Anotei a dica com certeza!
    Bjss

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Confesso que não leio livros de poemas ou poesias, já tentei algumas vezes, mas não consegui me sentir interessada na leitura. Mesmo notando que deve ser um livro que leva a reflexão, vou deixar para outro momento.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  8. Ótima Resenha!
    Estou anotando para futuras leituras. Não tenho hábito de ler livros com poemas, mas este me chamou atenção.

    Att,
    C, José

    ResponderExcluir
  9. Me parece que pela sua resenha esse livro é uma mescla de poesia e auto ajuda,achei legal a idéias e dos momentos distintos do livro.

    ResponderExcluir
  10. Oiii!

    Mesmo não conhecendo a obra, eu adorei! Gosto um pouco de poesias e poemas e saber que foi uma leitura mega rápida é ótimo!
    Gostei da sua resenha e fiquei curiosa com a obra!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Oii!
    Que lindo!
    Gostei muito de saber que a escrita é concisa e clara, pois é horrível quando você está entrando no clima de uma poesia, e tem a leitura interrompida por palavras desconhecidas ou rebuscadas.
    O livro me pareceu bem reflexivo e motivador, ao todo.
    Obrigada pela dica!
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  12. Eu não consigo me interessar pelos livros dessa editora, é incrível. O gênero não me atrai, confesso que só li esse tipo de livro quando era obrigada no ensino médio, fora isso não fluía para mim. Quem sabe futuramente. Parabéns pela resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá, por conta de experiências não muito legais na escola, sempre fui meio ressabiada com poesias. Achava que não dava conta de entender o que o poeta queria dizer. Agora estou derrubando esta muralha aos poucos, buscando temas que me são familiares. A sugestão foi anotada. Obrigada!

    ResponderExcluir
  14. Olá
    Ótima resenha, ficou bem completa, e gostei muito das reflexões que o livro traz, mas eu não sou uma apreciadora de poemas, até gosto de muitas poesias, mas não consigo acompanhar em um livro.

    ResponderExcluir
  15. Oieee...
    Gosto de livros assim, com poemas curtos, mas cheios de sentimentos que nos fazem refletir...
    Assim a leitura se torna dinâmica e relaxante, ao mesmo tempo em que passamos a pensar sobre inúmeros aspectos das nossas vidas.
    Além disso, adorei a capa, a edição parece estar linda!
    Um beijo!!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Mairton.
    Cheguei a pensar que fosse um livro de auto-ajuda, mas ao longo da sua resenha vi que se trata de algo muito melhor: um livro de poemas com um toque de auto-ajuda! Se em forma de texto já é bom, em form a de versos é melhor ainda. Devem ser todos lindos.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  17. Olá,

    Essa edição está bem caprichada. E, pelo visto, foi uma obra que lhe agradou bastante. Eu, particularmente, não leio poemas, adorava-os quando mais nova, só que agora não consigo mais gostar ou entender a mensagem a ser passada, por isto deixo a dica passar.

    Beijos,
    http://entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem?
    Eu não sou de ler livros de poema. Eu realmente não gosto, mas a sua resenha me deixou um tanto curiosa. O conteúdo do livro te encantou de um jeito que até passou p mim. Parabéns pela resenha!!

    #CantinhodaBruna

    ResponderExcluir
  19. Fico feliz que tenha gostado da obra, e achei legal que ela trate de vários sentimentos e não apenas de amor. Mas eu não leria, poemas/ poesias realmente não são a minha praia, e os trechos que você colocou não conseguiram chamar minha atenção, dificilmente me identifico com algo do gênero mesmo.

    ResponderExcluir
  20. Olá! Tudo bem?
    Eu não leio poesias, é um gênero que não consegue prender minha atenção. Achei interessante o tema, mas é uma leitura que dificilmente me deixaria curiosa. Mesmo assim, gostei de sua resenha.

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  21. Oiee, gostei bastante da ideia do livro e por ser curtinho com certeza deve ser uma leitura rápida, obrigada pela dica!

    Bjs Jany

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  22. Oi. Não tinha conhecimento da obra, mas infelizmente não me despertou o interesse. Parece ser bem legal, mas não faz meu tipo de leitura.

    ResponderExcluir
  23. Olá!!

    Não conhecia a obra e nem o autor, já tinha ouvido falar da editora, porém, nunca li nada dela. Apesar do livro parecer ser interessante, ele não me chamou a atenção. Não é um livro que leria, tenho certeza que não ficaria presa na leitura e acabaria desistindo dele.

    ResponderExcluir
  24. Oi Mairton, tudo bem?
    Eu não costumo ler livros de poesia, mas tenho que confessar o assunto me pegou. Acho que é isso que fazemos, levantamos muros para nos proteger, acredito ser um mecanismo de defesa do ser humano. Mas a grande verdade é que é impossível não sofrer, não há como evitar. Gostei muito do poema que colocou, deu para ter noção da reflexão que o autor faz. Vou colocar na minha lista com certeza!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Olá.

    Eu não gosto muito de livros de poesia, mas confesso que gostei muito da proposta da leitura. Parece ser bem reflexivo e meche com nosso interior. Não sei se leria o livro no meu momento atual, mas quem sabe mais p frente? Amei sua resenha e a forma como você abordou o assunto.

    Beijos,
    Respire Literatura

    ResponderExcluir
  26. Olá,
    Desconhecia a obra, mas achei bem interessante a premissa e gostei muito da capa.
    Das três partes que compõem o livro, a que mais me chama a atenção é Depois das cinzas o paraíso. Isso porque traz uma mensagem que admiro muito e contêm um Que de esperança e que não devemos desistir, afinal algo de bom irá acontecer depois de algo ruim.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que não sou muito fã de poesias, tanto que praticamente não leio esse gênero,mas achei interessante a ideia desse livro e parece ser bem construído mesmo, mas eu dispenso a dica.

    beijos :*

    ResponderExcluir
  28. Oi Mairton!
    Amo livros de poesia, mas conheço poucos! Vou anotar aqui o nome desse e tentar lê-lo.
    Parabéns!

    Beijos, Lorena

    ResponderExcluir

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.