sábado, 24 de dezembro de 2016

Melhores do Ano: Ousadia & Inovação

Olá, estou de volta com os melhores do ano. Hoje a categoria é: Ousadia & Inovação, ou seja, são aqueles livros que em meio a tantos clichês que tivemos em 2016 trouxeram algo novo, ousaram no diferente e fizeram obras muito bem desenvolvidas, sem perder o foco um só momento.  

Diário de Uma Escrava - Rô Mierling (DarkSide Books) 

Sinopse: Laura é uma menina sequestrada e jogada no fundo de um buraco por alguém que todos imaginavam ser um bom homem. Ela vê sua vida mudar da noite para o dia, e passa a descrever com detalhes sinistros e íntimos cada dia, cada ato, cada dor que o sequestro e o aprisionamento lhe fazem passar. Estevão é homem casado, trabalhador, pai de família, mas que guarda em seu íntimo uma personalidade psicopata. Ele percorre ruas e cidades se apossando da vida de meninas ainda muito jovens, pois dentro de si uma voz afirma que é dele que elas precisam. Mergulhando fundo nessa fantasia, ele destrói vidas, famílias e sonhos, deixando atrás de si um rastro de dor e morte.  Através de Laura, raptada ainda adolescente por um homem que ela chama de “Ogro”, a autora denuncia os diversos tipos de violência que muitas mulheres são obrigadas a suportar em silêncio e nas sombras da sociedade. O “Ogro”, um homem aparentemente comum, honesto e “acima de qualquer suspeita”, mantém Laura presa em uma casa afastada, onde abusa dela sexual e mentalmente, alegando ser ela o seu verdadeiro amor. Laura, compreensivelmente, só pensa em escapar dali. Mas agora ele parece estar mudando. Será que é o melhor momento mesmo para fugir?... Bem, isso você vai ter que ler para descobrir. 


Claro que este livro, teria que estar entre os melhores do ano nesse quesito. Saber que uma autora nacional resolveu inovar e fazer de um livro uma forma de denunciar o que a sociedade procura esquecer, é algo mais que primoroso. Em Diário de Uma Escrava, Rô Mierling ressalta as várias mulheres e crianças que estão desaparecidas, a banalização sexual e as violências que acontecem tão perto de nós.  

A Vadia – Gislaine Oliveira 


Sinopse: Esta não é uma história de amor comum, destas que você está acostumado a ler. Existe a menina boazinha? Sim! O menino bonzinho? Sim! A menina invejosa que quer separar os dois? Claro! Então o que é que esse livro tem de tão especial? Você já vai descobrir. Esta história não será contada por um narrador desconhecido, nem pelo casal apaixonado. Contrariando todas as expectativas dos românticos de plantão, quem contará a história será ela: A Vadia. Apresentações não serão necessárias. Você já conhece A Vadia. A garota alta, loira, peituda e fútil. Ela é a rival, a arqui-inimiga da garota tímida e do bem por quem o cara se apaixona. A piranha que dá em cima do mocinho e que também abandona um namorado só porque ele é pobre. Você já conhece esta trama. Mas deve saber que toda história tem dois lados. Você já conhece um. Agora vai conhecer o outro! 

Todos Sabem que este foi o ano de Clichês, de histórias eróticas, romances água com açúcar e muita mais. Em meio a isso, Gislaine Oliveira resolveu inovar e trazer o outro lado da história. O lado da vadiam da rouba maridos , piranha ou o que mais desejar chamar. Neste livro a autora ressalta que nem tudo é o que parece ser.  

Trilogia do Mal – Serial Killers – Vol 1 – Sombrio 
(Biblioteca 24 horas) 

Sinopse : (...)Seu destino cruzou com os de Liana e Felipe naquele sábado, no fim da manhã. Durante a tarde, Paulo Marques e Roberto, mais conhecido como Champinha, aproveitaram o sábado de sol para caçar tatus na mata, como de costume. Ao cruzar novamente com o casal, Paulo perguntou a Champinha quem era a gostosa? (...).Esta e outras muitas histórias verídicas estão neste primeiro volume da Trilogia do Mal. Todas elas foram dissecadas através de muitas horas de entrevistas, filmes, pesquisas de campo em hospitais psiquiátricos, religiões e seitas, pesquisas na internet e em documentos, jornais e documentários e inúmeros livros. Este intenso trabalho foi realizado para que o mais leigo leitor possa compreender este fenômeno mundial e que os amedrontará a cada página que virarmos desta obra.

Outro que resolveu inovar, e sair do mais do mesmo, foi Fernando Drummond. Em seu primeiro livros publicado o autor trouxe o fundo da mente humana. Como agem os psicopatas? O que pensa, qual o motivo de tanta maldade? Nas 700 páginas do primeiro volume da Trilogia do Mal conhecemos casos policiais como o de Jack, O Estripado r e percebemos que os psicopatas podem estar mais perto de nós do que imaginamos 

Rockfeller – Alexandre Apolca (Editora Paris) 

Sinopse: Beto Rockfeller, que possui uma leve versão da síndrome da mão alheia, sonha em fazer sucesso com sua banda de rock. Após ser preso injustamente em um protesto na Avenida Paulista, é liberado e orientado a deixar São Paulo. Ele e sua desconhecida banda — cujos integrantes são: Yakult, Gringo e Santiago dos Santos — decidem se mudar para a mística São Thomé das Letras, a Machu Picchu brasileira. É exatamente nessa aconchegante cidadezinha mineira que começa uma trama estonteante e dinâmica — repleta de aventuras, romances, crimes e mistérios.  Rockfeller se envolve com Anita Andrade, a namorada de um dos seus amigos. Esse triângulo amoroso é surpreendido com a súbita aparição de uma terrível enfermidade. Ele, desconcertado, se vê diante de uma difícil decisão, que mexe brutalmente com seus princípios morais e o pior, Rock pagará caro por sua indigesta decisão, seja ela qual for. Além disso, é obrigado a conviver com seus fantasmas, desilusões e psicoses e ainda tem de se acostumar com um enigmático corvo que o persegue.  No entanto, após muito tempo, Rockfeller consegue uma segunda chance de ser feliz no Rio de Janeiro, as suas desventuras e psicoses ressurgem, e isso pode levá-lo a uma irreparável situação em que nem tudo que se vê pode ser real... 

A inovação já começa com o autor, que se inovou e veio de uma primeira publicação que digamos que foi, um erro. A história era muito perdida e as vezes sem sentido algum. Alexandre então lança Rockefeller e mostra a que veio, com uma trama envolvente e cheia de mistérios. Trazendo a esquizofrenia como plano de fundo, vemos um homem se degradar com suas próprias psicoses.  

Senhor dos Ossos – Mortais – T.S. Duque 

Sinopse: Quando uma raça se levanta para cumprir uma antiga profecia, são poucos os que são capazes de sobreviver e, em uma eletrizante jornada do início ao fim, alguns seres humanos resolvem lutar contra isso e evitar um colapso global. Com ingredientes de ação, aventura e mistérios, viaje nessa incrível jornada e descubra os segredos que estão por traz de nobres objetivos de guerra.  "Um homem com promessas não pode partir."  


Esqueça tudo que você sabe sobre mortos vivos, este novo livro de T.S Duque traz uma nova raça querendo dominar o mundo. Mortos Vivos diferentes do que você já leu ou assistiu, seres esqueléticos com inteligência querem fazer do Brasil seu novo lar e acabar de vez com a raça humana. Eletrizante e inovador, essa fantasia foge de todos os padrões.  

17 comentários:

  1. Olá!
    Quero muuuito ler Diário de uma escrava e A Vadia, os livros já estão na minha lista desde o lançamento e estou só esperando a oportunidade para adquirir. Os outros livros eu ainda não conhecia, mas se está julgando como livros inovadores que saem do clichê, com certeza são bons e isso é ótimo, porque ninguém merece a sessação de está lendo a mesma história em outro livro, é uma merda. Adorei a lista.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  2. Olá! Anotei todas as dicas , porque ultimamente não tenho tido sorte para escolher livros , pois só aparecem clichês. Entre todos os títulos, o que mais prendeu minha atenção foi A vaia. Fiquei super curiosa para acompanhar o outro lado da história.

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Adorei o post!!
    Estou muito interessada em ler O diario de uma escrava. Com certeza é um assunto que é pouco falado e pelas resenhas q tenho lido, parece ser uma ótima leitura.
    Os outros livros que vc citou ainda não li e já anotei aqui para leituras futuras.
    Bjo

    ResponderExcluir
  4. Olá. Como disse nos seus textos, não conhecia nenhum destes livros. Há alguns que não são os estilos que costumo procurar. Saber que eles, de alguma forma, saem do padrão e surpreendem o leitor. As dicas foram anotadas! Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Nossa que post com tantos livros pesados rsrs. Você muitos livros bastantes profundos, e confesso que Diário de uma Escrava realmente é um livro inovador e que denuncia o que as mulheres sofrem no mundo. Conheço a autora e acompanhei de perto todo o processo de publicação e divulgação árdua, ela foi mais do que merecedora. Os demais livros não me chama muito atenção, por ser temas que não costumo ler, ou melhor, não leio.

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Adorei a postagem, por mais que eu não tenha lido nenhum destes livros ainda, fiquei bem curiosa com a primeira indicação, ultimamente estou vendo alguns comentarios negativos e quero ver se é verdade.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    O único livro que li dessa lista foi A Vadia e acho que ela ganha mesmo no quesito inovação.
    Estou bem curiosa para ler Diário de uma Escrava.
    Os outros, já não me atraem muito, mas vou anotar o nome.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá! ^^
    Acredita que eu conhecia só dois livros dessa lista, mas devido aos seus comentários em relação a cada história fiquei mais curiosa para conhecer esses autores e suas ideias. Sem contar, que eu acho super difícil falar sobre psicopatas e esquizofrenia!

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Que lista hein! Eu acho um máximo quando encontro livros inovadores, confesso que não curto mesmice ou ler livros que falam da mesma coisa sempre. E depois de ler sua resenha, já anotei aqui: quero Diário de Uma Escrava,Rockfeller e Rockfeller por que são temas dos quais me interesso bastante!

    Um beijão,

    www.facesemlivros.com

    ResponderExcluir
  10. Ainda não li nenhum desses livros, mas já vi a capa de Diário de Uma Escrava várias vezes, entretanto, só agora me interessei pela sinopse. Aliás, já estou super ansiosa para conhecer essa história. Tenho certeza de que ela irá despertar muitas emoções em mim, já que traz um tema tão diferente e polêmico.

    ResponderExcluir
  11. Oie, adorei o post. Desses livros o que mais me chama atenção é o diário de uma escrava, e estou super empolgada para ler. Além dele, a vadia também parece uma história bem bacana e que tem feito bastante sucesso nesse fim de ano.

    ResponderExcluir
  12. OOI!
    Ameei o tema!
    Amo clichês, confesso, kkkk, mas é sempre bom inovar com esses mais "ousados".
    Não li nenhum desses citados, mas tenho muita vontade de ler da Rô e A Vadia, da Gi. Parecem ser ótimooos!
    Parabéns pelo post, amei!
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  13. Olá, das obras citadas eu li apenas 'Diário de uma escreva' e fiquei pasma com esse enredo. Eu já conheço o estilo de escrita da Rô já faz algum tempo e li a obra quando estava disponível no Wattpad...Fiquei chocada, ainda mais sabendo que essa é a realidade de muitas garotas, triste né?
    Adorei essa edição da DarkSide, fiquei muito feliz pela Rô e quero adquirir meu exemplar em breve.

    Abraços

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Adoro as premiações de fim de ano. E essa categoria que criou é bem difícil. A Gislaine merece estar nela com certeza, ela trouxe o lado da destruidora de romances, risos...Estou louca para ler esse livro, até porque pela sinopse a versão dela da história não é nada daquilo que pensamos. Encontrar um livro de zumbis com algum diferencial chama a atenção, por isso, Senhor dos Ossos também merece estar aqui. Esses foram os que mais gostei.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oiiii, lindo. Tudo bem?
    Amei sua postagem hahahha
    Tá, ok. Sou suspeita para falar aahahahhaha
    Mas adoro livros inovadores <3 O da Rô é incrível. Dói ler ele, mas é uma coisa que precisamos fazer para abrir nossos olhos.
    E claro, fiquei mega feliz em ver A Vadia aqui <3
    Muito obrigada por todo o apoio.
    E claro, um 2017 recheado de coisas maravilhosas =D
    Um beijão
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Má oee! Nossa, como os nossos gostos são diferente, né meisssmo? Nunca li nenhum desses livros da sua lista e é muito provavel que não venha a lê-los, as temáticas não me enchem os olhos, acho que não são livros pra mim. Achei lindo os livros serem nacionais, a grande maioria dos que eu leio são, mas não tem sido muitas as vezes que vejo blogueiros comentando sobre. Abraço e um 2017 lindo!

    ResponderExcluir
  17. Oiee,
    O único que fiquei interessada da sua lista de Clichês em 2016 foi Diário de uma escrava. Vi em resenha que tudo que tem descrito lá foi a própria autora que passou.
    O único livro que li nesse estilo foi Garota interrompida e acho isso bacana, porque vemos não o autor, mas personagem. RockFeller, vi na divulgação da Bienal, não comprei porquê fiquei com receio. A vadia tem uma capa bonita, mas sem dúvida o enredo é clichê, no entanto trás traços que inovam.

    ResponderExcluir

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.