quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Resenha: Mãos Livres, de Francine S.C. Camargo



Sinopse 
Sou do tipo mãos vazias. Prefiro nada carregar e ter os braços livres. Mesmo que seja para travá-los na cintura em espera, cruzá-los em desaprovação. Fico, assim, pronta para um adeus inesperado ou um abraço loucamente necessário em quem acaba de chegar.” 
Mãos livres reúne contos e crônicas da autora, com uma escrita poética e fabulizada. As palavras surgem de forma a realçar e tecer a realidade em uma sequência de emoções, narrando eventos  inusitados como o encontro com um cão desordeiro, o diálogo de livros à estante e um lugar chamado Aboborolândia, ou passando por temas universais como o amor, a amizade, a maternidade, a morte, a rotina e a timidez, sempre fugindo das explicações comuns; com as mãos desimpedidas.

Resultado de imagem para maos livres francine


Mãos Livres é aquele típico livro que você pega em sua estante quando precisa refletir sobre a vida, ou sobre um momento em si. Você pode abrir em qualquer um dos contos que a autora escreveu que ele te dirá algo em especial. Seja em forma direta ou mesmo através de seres inanimados que ganham vida na escrita de Francine. 

Já imaginou uma conversa entre seus livros? Ou uma crônica sobre algo tão sério como a morte ou tão singelo como a timidez? O livro nos traz um requinte de citações, onde podemos perceber o esmero que foi selecionar cada um, para que se encaixassem em um livro único. 

Resultado de imagem para maos livres francine

Com um pouco mais de 70 páginas, o livro traz a ideia de como poucas páginas podem deixar marcas fortes em nossa maneira de ver a vida, em nossa maneira de ver a escrita de alguém. Não tinha lido nada ainda de Francine, e talvez com este livro eu nem precise mais, pois vejo o quanto essa é a grande paixão de sua vida. Algo que ficou guardado e agora ela traz em uma explosão de sentimentos reais ou imaginários, não importa, essa é ela, em busca de seu espaço, em busca de seu momento de tocar alguém com suas palavras, e ela consegue isso em seus contos.  
Resultado de imagem para maos livres francine
"Como se nada pudesse me fazer parar, como se fosse criar garras para lutar. Decerto, deparo com um abismo e aí, estou pronta, prontinha para voar." (Trecho de Mãos Livres) 

Francine não esconde seus sentimentos, nem ao menos poupa palavras para demonstrar como pode estar perto nossa felicidade, como podemos alcançar um bom sucesso ou como construir uma boa amizade. Saudades, desejo retraídos ou simplesmente a vontade de amar são nos passado de uma forma diferente, de uma forma delicada e como não dizer original. Por isso leio livros nacionais com tanta frequência, pois autores como Francine, esperam seu momento para nos tocar, trazem emoções em suas palavras e não estão em busca de sucesso, mas estão em busca de nos mostrar o quanto a escrita para eles é importante. 

Publicado Pela Chiado Editora, em uma diagramação simples, com pouco mais de 70 páginas, Mãos Livres consegue cumprir seu papel e não deixa nada a desejar sobre o que propõe em sua sinopse. 

42 comentários:

  1. Oi Mairton, comecei a dedicar um tempo para ler livros de contos há pouco, e posso afirmar que esse chamou minha atenção. Como imaginar uma conversa entre livros? Isso deve ser bem legal de se ler! Adorei a dica, mais que anotada! Abraços

    ResponderExcluir
  2. oie, eu gosto muito de livros de crônicas principalmente quando trazem reflexões e temas tão variados, além disso eles sempre são curtinho e nos permitem ler com calma, com pausas para pensar, adorrei essa dica e vou procurar para comprar.

    ResponderExcluir
  3. Livro curtinho e de conto?! AMO!
    Adorei a dica! Já está anotado!! <3
    Gosto de sempre ter um bom livro de contos por perto... Acho que já achei o próximo!

    #Ana

    LiteraKaos!

    ResponderExcluir
  4. Mairton, que alegria trouxe ao meu feriado ao me deparar com sua resenha. Obrigada pelo carinho, pelo cuidado com as palavras e pela interpretação que fez desse livro, que é especial para mim. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço por me proporcionar uma leitura tão envolvente.

      Excluir
  5. Olá
    Eu já conhecia a obra em questão, pois vi ela em vários Book Houls que acompanhei, mas resenha essa é a primeira que leio. É muito bom quando você ler um livro e ele coloca você para refletir sobre assuntos tão sérios não é verdade? Quanto mais se ela conseguir fazer isso em tão poucas páginas que foi esse caso. Enfim, acheiuito legal a resenha e já anotei a dica. Até mais vê
    Abçs

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Não costumo ler livros de crônicas, mas vira e meche leio alguns em jornais e revistas, gostei dos temas abordados pela autora e a forma de fabulas costuma me encantar muito, dica anotada

    ResponderExcluir
  7. Olá, esse livro me enganou na capa. Achava que era uma narrativa completamente diferente da que você fala aqui e me surpreendeu o fato de ser tão curto. 70 páginas em que a autora consegue expor todo esse sentimento que ela tem guardado. Definitivamente é uma coisa que eu tenho que pagar para ver. Só espero que eu não me decepcione e ela não tente fazer uma coisa tão bonita em uma espécie de auto ajuda.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Oii! Eu gosto muito de livros de contos e ainda não conhecia esse, pela tua resenha parece ser um livro muito bom e eu fiquei com muita vontade ler. É maravilhoso vermos livros tão bons escritos por autores nacionais, precisamos dar valor aos nossos bons autores.

    Beijos

    http://www.viagensdepapel.com/

    ResponderExcluir
  9. Hummm gostei da premissa , poucas paginas mas que impressionam.
    Eu gosto muito dos livros da Chiado.
    Apesar desse gênero não ser meu favorito. Se tiver oportunidade lerei.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Faz algum tempo que eu conheço esse livro mas ainda não o li. Gostei bastante da sua resenha e de como vocÊ falou da obra. Tenho certeza de que nas páginas desse livro estão muitos sentimentos, a capa eu acho bem simples mas também é muito bonita.

    ResponderExcluir
  11. Oi Mairton,
    O livro parece ser interessante, a autora aparenta ser bem simpática, mas infelizmente esse não é o tipo de obra que atraia a minha atenção por hora, não tenho me empolgado muito na leitura de contos ultimamente e tenho dado prioridade a leituras de narrativas mais longas.
    Abraço
    Conversas de Alcova ♥

    ResponderExcluir
  12. Ola
    Que livro curtinho e fininho... adorei a sua resenha e a capa do livro é realmente encantadora... eu não conhecia o livro e pra te falar... ele realmente parece muito muito muito encantador, mas infelizmente eu não me interesso muito por livros de conto e apenas por isso eu to deixando passar a dica.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  13. Nossa, que curtinho. Parece mais um conto. Não conhecia nem a obra e nem a autora, mas gostei bastante do plot e de suas impressões. Dicas são sempre úteis, né? Eu gostei bastante, só não vou te dizer que o colocarei na lista porque ando muito enrolada por aqui.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  14. Oi, Mairton!

    Recentemente descobri minha paixãozinha por contos, e esse me interessou bastante. Não conhecia nem a obra nem a autora, mas já os adicionei à minha lista de desejados e à lista de pesquisas. Obrigada pela dica, tá super anotada!

    Sucesso com o blog sempre!
    Beijos, Belle.
    floraliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Sucesso para a autora e para o livro! Acho que livros curtos como o dela, como o meu conto, são bacanas para autores iniciantes e para instigar a vontade de ler em pessoas que não têm esse hábito. A sinopse é bacana e eu espero poder ler!

    Carolina Gama

    ResponderExcluir
  16. Oie...
    Adorei sua resenha!
    Adoro livros que são capazes de nos fazer refletir, obras assim são capazes de deixar marcas por toda uma vida, né? É uma pena ter tão poucas páginas...
    Desejo muito sucesso para a autora ;)
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Concordo com você quanto aos livros nacionais. Tem tantos livros bons sendo lançados e outros que já foram e não receberam o reconhecimento que mereciam. Eu já encontrei muitas pérolas por aí...
    Eu não conhecia essa autora e nem esse livro. Pelos trechos que você colocou ele parece ser de uma profundidade de sentimentos grande. Já gostei por isso. Pela sua resenha esse prece ser um pequeno grande livro ao nos deixar ensinamentos e nos fazer refletir sobre a vida.

    Parabéns pela resenha e obrigada pela dica ^^

    ResponderExcluir
  18. Sua resenha ficou linda! E realmente é verdade, nossos autores sempre tocam o leitor e mostram que escrever é algo importante, não apenas algo para fazer sucesso.
    Gostei bastante de saber sobre essa obra, ainda não a conhecia, mas já fiquei bastante curiosa para conferir. Valeu pela dica!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  19. Olá Mairton, apesar de seus comentários mega positivos sobre a escrita e os contos em si eu não consegui ficar curiosa para lê-lo, não é o meu tipo atual de leitura =/ Enfim, para que curti é sem duvida uma ótima dica.

    http://meumundo-meuestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem?
    Esse livro tem sido elogiado por aí. A capa já expressa um pouco que será uma história tocante, e fico feliz que seja realmente assim. Adoro história que nos fazem refletir e nos emocionam com as palavras. Não são todos os autores que conseguem isso.
    Adorei a dica.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  21. Olá,
    não costumo ler contos, sou fão dos livros de mais de 500 páginas. rsrs
    Esse conto parece ser fantástico! Uma explosão de sentimentos em apenas 70 páginas!No momento não me chamou a atenção pois acho que a narrativa em si não faz meu estilo. Parabéns pela resenha!
    Beijos
    Blog Relicário de Papel
    relicariodepapel.wordpress.com

    ResponderExcluir
  22. Oi!

    Não conhecia o livro, mas achei a premissa bem sensível e reflexiva, como sua resenha comprovou. Não é extamente o tipo de leitura que tenho buscado, mas sei que quando ler será um misto de sentimentos e reflexões. Adorei a dica e já anotei por aqui.

    =)

    ResponderExcluir
  23. Esse livro parece ser uma maravilha, mesmo com tão poucas páginas. Eu gosto muito de histórias que me fazem refletir quando eu chego final, pois sei que será uma leitura que levarei para a vida toda. O livro parece cumprir bem esse papel.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Oie, tudo bem? A resenha ficou maravilhosa, parabéns, mas mesmo assim o livro não conseguiu atrair minha atenção. Não é o tipo de coisa que eu costumo ler...

    ResponderExcluir
  25. Olá Mairton,
    Pela sua descrição dar para perceber o quanto a autora e sincera com seus sentimentos e ama o que faz. O trecho que você destacou traz uma simplicidade e ao mesmo tempo verdade. Adorei sua dica e espero conferir futuramente.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  26. Acho que esse é o tipo de livro que preciso ler no momento viu, pois se tem uma coisa que preciso é refletir sobre minha vida, é cada coisa que acontece...

    ResponderExcluir
  27. Vi esse requinte até mesmo em sua resenha. Seria essa uma leitura para uma boa tarde de domingo? Estou satisfeita com o complô avaliado por vc! Quero mt lê o livro.

    ResponderExcluir
  28. Oi!
    Adorei o começo de sua resenha "Mãos livres é o tipo de livro que você pega para ler quando precisa refletir sobre a vida..." Só por essa frase já me senti convencida a ler. A autora parece ter trabalhado muito bem diversos temas, desde mais leves até mais pesados e adorei isso.
    Fiquei bem curiosa e vou anotar a dica, com certeza.
    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Resenha linda e de uma leveza impressionante, talvez influencia da leitura?
    Não conhecia a autora nem a obra, mas sem dúvidas, é um livro para se degustar em uma tarde e acompanhada de chocolate quente.
    Adorei a dica.

    ResponderExcluir
  30. Mairton, tudo bem?

    Não conhecia a autora, mas achei a ideia do livro legal. Gosto de ter livros assim disponíveis, porque às vezes um conto basta pra dar uma animada, promover reflexão, ajudar na transição entre um livro e outro... Gostei da dica!

    beijo

    Leitoras Inquietas

    ResponderExcluir
  31. Olá.
    Adoro livros que nos faz refletir sobre a vida.
    Esse livro já foi resenhado no meu blog, mas ainda não tive a oportunidade de lê-lo.
    Adorei a premissa e acho que eu curtiria sem dúvidas. Sua resenha ficou muito bem escrita. Parabéns.

    ResponderExcluir
  32. Eu adoro contos e principalmente os que nos fazem refletir e podem ser lidos a qualquer momento, a autora parece demonstrar bem seus sentimentos e em poucas páginas arrebatar o leitor. Quero ler, não conhecia o livro.

    ResponderExcluir
  33. Bacana, não sou muito de ler contos, mas acho que a leitura é sempre válida, ainda mais quando nos faz pensar e quando nos traz mensagens boas para a vida.
    Bjk

    ResponderExcluir
  34. Adorei sua resenha, me interessei pelo livro. Mas ultimamente minha lista anda mega lotada. Então eu ficarei de olho se surgir a oportunidade com certeza lerei, mas não vou buscar ^^

    ResponderExcluir
  35. Olá, adoro livros de contos, e esse eu já tinha lido algumas resenhas e já estava na minha lista de desejados,cada resenha que leio dele tenho mais vontade de adiantar a leitura, espero que eu curta o livro assim como você,e como ele é bem pequeno deve ser bem rapidinho de ler.

    ResponderExcluir
  36. O livro não é muito o estilo que gosto, mesmo parecendo ótimo não leria..

    ResponderExcluir
  37. Oi Mairton, tudo bem?
    Eu não tenho o costume de ler livros de contos, não faz o meu gênero. Mas gostei muito da temática abordada pela autora. É impossível não se sensibilizar quando ela fala da vida. Vou anotar a dica para indicar. Sua resenha ficou ótima!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  38. Eu não sou muito de ler livros de contos... É que eu sempre fico querendo mais, achando tudo muito rápido ou curto demais. Porém muitas vezes acho interessante me aventurar por esse estilo.
    No caso desse livro, fiquei interessada pelo modo como você falou sobre os contos, e principalmente por eles trazerem mensagens reflexivas, além do fato de poder ser lido um conto aqui e outro ali, nos momentos que queremos pensar em algo - ou que precisamos pensar.
    Não conhecia o livro, mas com certeza vou procurar por aqui para ter (e ler!).
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  39. OI Marton tudo bem? Eu amo livros de contos e um livro curtinho assim é ideal para pessoas como eu que estão sem muito tempo por causa do fim da universidade. Amei a sua dica super anotada. Beijos

    ResponderExcluir
  40. O livro parece muito bom. Gosto muito de livros de conto, embora ultimamente ande lendo bem menos desse gênero do que gostaria. Acho que se o livro pode ser aberto em qualquer página e, ainda assim, trazer uma mensagem relevante, deve mesmo ser muito especial. A capa é muito bonita!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  41. Oi, tudo bem?
    Uau achei o livro muito interessante, ele deve trazer muitas lições mesmo e uma reflexão bacana. Fiquei bem contagiada a lê-lo e com certeza tentarei em breve. Ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.