domingo, 20 de novembro de 2016

Autor X Autor: Ebook x Livro Físico. Com Gabrielle Venâncio Ruas X Leandro Salgentelli

Olá amados leitores e amadas leitoras do STC, hoje é dia de Autor X Autor. Para quem ainda não conhece essa é a coluna em que a opinião de dois autores são confrontadas sobre um mesma tema literário. Acima no menu, você pode conferir os outros temas já feitos por aqui. O tema escolhido de hoje é algo bem atual: Ebook X Livro Físico. Os autores escolhidos são Gabrielle Venâncio Ruas, autora de Angellore, e Leandro Salgentelli, autor de Oceano de Sentimentos. No final da postagem, vou deixar os contatos dos autores. Vamos conferir o que cada autor falou sobre o tema? E você aproveita e já deixa nos comentários se você concorda ou não.

Ebook x Livro Físico
x
        LEANDRO SALGENTELLI                               GABRIELLE VENÂNCIO RUAS

1 - Você acha que a chegada do Ebook ajudou no lançamento de novos autores? Por quê?
Gabrielle - Acredito que os e-books tenham sido, sem dúvidas, uma grande ferramenta em favor dos autores, especialmente daqueles que estão ingressando no mercado literário, por diversos motivos. O primeiro é pelo fato de eles serem, em muitos casos, mais baratos do que os suportes físicos. Além disso, os e-books também são mais práticos para arquivar e, como podem ser divulgados e disponibilizados em qualquer local na internet, eles atingem um público muito maior também.

Leandro - Acredito que sim. A tecnologia democratizou o mercado financeiro, e o mercado editorial não ficou de fora, estamos ainda se adaptando a essa nova forma de trabalhar. As plataformas de auto publicação é o caminho viável para formar leitores, ganhar público, conhecer autores estreantes, enfim, é um caminho para conseguir chegar a uma grande editora. Acho isso positivo. Porque antes as editoras determinava o que era uma boa obra literária. Hoje, quem determina isso, são os leitores. Os papéis se inverteram. Conheço autores que começaram na Wattpad e hoje são consagrados. Um exemplo disso é a escritora FML Pepper, que começou nas plataformas de autopublicação e hoje é um fenômeno. Outro ponto positivo é que as plataformas de autopublicação, como a Amazon, por exemplo, pagam 70% dos direitos autorais, em cima do valor da venda, e as editoras de livros impressos apagam apenas 10% dos direitos do autor.  Ou seja, existe uma diferença de milhas. Sou um entusiasta, acredito que as plataformas de autopublicação é o primeiro passo para que o autor entre no mercado editorial, e como consequência, se o conteúdo tiver qualidade e público, as editoras vão procurá-los.

2 - Entre leitores, blogueiros etc... você acha que existe uma rejeição em ler livros em formato de Ebook?
Gabrielle - Acho que esse fator varia bastante de pessoa para pessoa. Muitos blogueiros e leitores que conheço, por exemplo, preferem o livro físico porque eles o levam para vários lugares e aproveitam cada minutinho que têm disponível, já que a rotina é mais apertada. Porém, continuo acreditando que os e-books estejam ganhando cada vez mais espaço no mercado e no interesse dos leitores de um modo geral. Principalmente porque, como falei antes, o preço é bastante acessível.
Leandro - Você tocou num ponto crucial. Existe, sim, uma resistência em ler livros em formato digital. A maioria do público adepto ao e-book são os jovens. Tenho a impressão que essa visão de que o livro digital não traz a mesma emoção que o livro físico é uma questão de tempo, é uma questão de adequação.  Como todo ser humano tem resistência ao que é novo, comigo não foi diferente: há dois anos li o livro “As crônicas de Nárnia” — volume único, senão tivesse tanta resistência em ler em e-book não precisaria carregar aquele tijolo (rs) para todo o lugar que eu ia. Coisas que a gente aprende com o tempo... Puxando o gancho da primeira questão, talvez aí que esteja o grande desafio dos autores que publicam seus livros em e-book: fazer com que os leitores deixem a rejeição de lado e se aventurem pelo Kindle ou tablets. Juro que tentei, mas meus leitores são fiéis aos livros impressos. O público jovem quer livros que tenham selo de garantia, e por falta de pesquisar, ou por preguiça, compram aquilo que é vendável. Vender um milhão de livros deve ser uma maravilha, mas não é por aí que se avalia a qualidade de uma obra. Fora a rejeição em formato e-book, eu acredito que temos que combater mais esta. 
3 – E você, o que prefere, Ebook ou Livro Físico? Por quê?
Gabrielle - Como uso óculos – o que torna a leitura cansativa no computador – e tenho pouco tempo disponível, prefiro o livro físico. Além disso, sou colecionadora compulsiva de livros (risos), por isso gosto de tê-los para colocar na estante. Mas já li muitos e-books, e a experiência me surpreendeu. Por isso, como fortalecem o hábito da leitura e contribuem para a inserção dos autores nacionais no mercado, os e-books têm meu total apoio.
Leandro - Não tenho uma preferência ácida, eu prefiro os livros físicos porque sou materialista. Gosto de tocar nas coisas. Acho elegante tem uma estante cheia de livros, mas também tenho uma estante de livros em nuvem. (rs). Quando compro livros analiso a quantidade de páginas, porque leio sempre a caminho do trabalho e faculdade, se for um livro com poucas páginas compro o físico, se for tijolaço, compro em e-book, minhas costas sempre agradece. (rs)

Contatos com os autores:


22 comentários:

  1. Achei muito bacana essa coluna, eu ainda não conhecia e o tema de hoje foi super interessante. Gostei das respostas dos dois autores e até concordo com eles em alguns pontos. Eu gosto dos dois formatos, mas prefiro o cheirinho do físico, o virar das páginas, passar a mão na capa e admirar na estante. Mas também leio ebooks, não tenho o kindle, lev ou similares, por isso eu leio no pc e desse modo eu demoro muito mais tempo para ler pois uso o computador para mil e uma coisas ao mesmo tempo.

    ResponderExcluir
  2. Oie,
    Eu simplesmente AMO livro físico e tenho muita dificuldade de ler ebooks. Leio um pouco no wattpad mas não tenho frequência nisso porque amo a textura das páginas, o cheio do livro. Amo muito.
    Adorei a matéria.
    Beijinhox

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Acho que concordo com ambos os lados, pois como foi dito: ler ebook é só uma questão de se adaptar; coisa que eu ainda não fiz. Eu acho que a leitura de livros digitais chega a ser mais demorada para entrar no fluxo. E como falaram aí em cima, eu também sou bem materialista e não abro mão de ter o físico em casa. Mas aos poucos eu estou cedendo para o mercado digital também. Até mais ver
    Abçs

    ResponderExcluir
  4. Adoreiii essa postagem! Mas devo confessar que amo livro físico e que não troco por nada! A única coisa que leio em é a Ebook, pois leio o tempo todo, mas fora ela não consigo ler mais nada, pois tenho medo de ficar com aparelhos na rua e acho cansativo!

    ResponderExcluir
  5. Adoreiii essa postagem! Mas devo confessar que amo livro físico e que não troco por nada! A única coisa que leio em Ebook é a torá, pois leio o tempo todo, mas fora ela não consigo ler mais nada, pois tenho medo de ficar com aparelhos na rua e acho cansativo!

    ResponderExcluir
  6. Oiee ^^
    Concordei com os autores em alguns pontos, e, como a Gabrielle, eu também uso óculos e ler no computador fica cansativo demais *-* por isso prefiro os livros físicos. Mas, sem dúvidas, o surgimento dos e-books ajudou em muito os novos autores, né? E também os que já estavam no mercado. Não dá para negar. Adorei a coluna, ainda não a conhecia :)
    MilkMilks ♥
    Milkshake de Palavras

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Essa é uma questão que sempre gera boas discurssões. Antigamente eu li a muito e-books, pois como pegava muitos ônibus e sempre lotados, era mais fácil de ler. Só que hoje com três problemas de visão e há anos sem ler ebooks constantemente, prefiro os físicos. Além disso também sou colecionadora e adoro pegar no sono livros, cheira-los, dar um abraço e admira-lis na estante hahaha.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá! Tudo bem?
    Não conhecia essa coluna e achei super bacana. Também gostei de ver a opinião dos autores sobre E-books e físicos! Parabéns pelo post! Bj

    ResponderExcluir
  9. Ola!
    Amei essa coluna.
    E concordo com os autores.
    Antes eu torcia um pouco o nariz para ebooks e hoje leio muito no Kindle até pq tenho um grau alto de astigmatismo e em ebook, eu mesmo faço minha diagramação rs
    Mas não abro mão do livro físico pois sou materialista como o autor e adoro vê-los na estante como disse ambos. Ah e também sou uma colecionadora compulsiva de livros.rs
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Que coluna incrível essa. Infelizmente para mim os E-book não me fazem feliz, tenho crises intensas se leio neste formato, mas foi ótimo para a divulgação dos autores.
    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Oi, pra mim o livro digital é novidade, faz pouco tempo que comecei a me interessar por ele. Sempre preferi o livro físico, por todos os motivos citados no post. Vou discordar do Leandro quanto aos jovens preferirem o ebook. Minha irmã, bem mais velha que eu, está adorando ler o livro digital, mesmo não abrindo mão do livro físico.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Adorei a coluna e as perguntas!
    Acho que essa discussão é algo que vai longe, muito longe, mas que que precisa ser discutida. Eu prefiro ler livro, seja físico ou ebook, eu lendo está ótimo. Os ebook funciona melhor para mim, pois levo para qualquer lugar. Acesso no celular, no PC, no Kobo.. Enfim, em inúmeros lugares e gosto dessa praticidade. Além disso, é muito mais leve.
    Acho que os ebooks ajudaram muito novos autores a divulgarem seu trabalho, mas, infelizmente, existe muito preconceito.
    Espero ler mais posts para essa coluna.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Adorei essa sua postagem! Confesso que tinha muito preconceito com ebooks antigamente, mas ultimamente tem me facilitado tanto a vida que estou amando! Sempre quando tenho a oportunidade estou dando uma lida.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Olá.
    Adorei o post.
    Acho também que o livro digital ajuda muito os autores, mas eu admito que prefiro os físicos, pois coleciono, ficam lindos na estante e assim como a Gabi, eu uso oculos e os livros digitais causam um pouco de incomodo nos olhos.

    ResponderExcluir
  15. Oie
    bem legal o post, realmente os livros digitais ajudam pra caramba os autores, eu recentemente comprei um kindle, na verdade ganhei pois nao tinha muita vontade de ter e ate que minha experiencia esta sendo interessante

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi!1

    Sua coluna é muito legal. A última resposta dos autores condiz muito com a minha realidade, eu prefiro livro físicos pq uso óculos, sou materialista e compulsiva.. rsrsrs... Enfim, não conhecia essa parte e quero lhe parabenizar pela iniciativa, pois além de conhecermos autores nacionais ainda comparamo seus pontos de vista. Beijos!

    ResponderExcluir
  17. OOi!
    Não conhecia a coluna, gostei bastante!
    Há mesmo essa rejeição em ler livros em formato de Ebook, digo isso pois eu mesma tinha. Felizmenteee, agora coloquei em minha cabeça que o que importa é o conteúdo. Claro que, assim como o Leandro, sou materialista, prefiro os físicos. Mas hoje também amo os ebooks!

    ResponderExcluir
  18. Que coluna incrível, adorei a ideia de entrevistar dois autores e confrontar suas opiniões! Eles até que concordaram bastante, mas pudera, todos preferem livros físicos aos digitais, o cheirinho, ter na estante e pegar nas páginas é uma sensação única haha! Adorei mesmo!

    ResponderExcluir
  19. Gostei muito desse debate, eu prefiro livros físicos por que gosto de te-los perto de mim, porém gosto de e-book também, principalmente para ler no dia a dia, as vezes é corrido e não dá pra carregar livros gosto de sempre ter mais de uma opção de leitura, então concordo com o lembro.

    ResponderExcluir
  20. Olá,
    Adorei o debate, eu prefiro livros físicos pq tenho o sonho de ter uma biblioteca, mas também leio muito e-book, isso depende muito do dinheiro que eu tenho disponível para comprar o livro físico ou até mesmo da ansiedade para lê-lo assim que ele é lançado.

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    Adorei o post com a presença de dois autores, ficou algo bem bacana de se ler.
    Eu era bastante adepto aos livros físicos pois tenho problema de vista e ebooks acabam sendo um desafio para mim, pois a tela do celular é muito pequeno, mas aos poucos estou superando essa barreira e lendo nos dois formatos.

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Eu particularmente prefiro o livro físico, eu gosto de ter ele em mãos e de ler, e-book para mim é muito pequeno e já me sinto desconfortável já que gosto de sentir o cheiro do livro e de ter ele em minha estante. Mas tem muitos leitores que preferem os e-books por ser mais prático.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.