sábado, 8 de outubro de 2016

Entrelinhas: Sete Dias Para Se Apaixonar - Capitulo 1

 

Olá, leitor! Tudo bem?

Hoje é a estreia de “Sete dias para se apaixonar”. Sempre adorei a música 7 Days, de Craig David; como sempre que leio ou escrevo estou ouvindo música, foi apenas uma consequência escrever algo relacionado a ela.

Um encontro completamente inesperado que acaba se transformando em algo delicioso e inesquecível, esses são os ingredientes perfeitos para compor “Um romance inesperado”. Nos próximos sete sábados, vocês poderão acompanhar o desenrolar da história de Vini e Mel; entretanto ela não terminará por aqui, Sete dias para se apaixonar é apenas um livro introdutório, porém promete dar o que falar!

Mas agora chega de papo, né?! Que tal descobrir como tudo começou?



CAPITULO 1

Sete dias! Em apenas sete dias a minha vida mudou completamente, e foi tudo por causa dela...

Segunda-feira

- Ei, cara! Cadê você?

O Pedro parecia realmente irritado dessa vez.

- Calma, Mano! Já estou esperando o metrô, em no máximo quinze minutos chego aí.

Que saudades do meu carro! Ainda bem que amanhã poderei pegá-lo no mecânico. Esta, definitivamente, é uma segunda-feira atípica, afinal não é sempre que posso curtir uma segunda com meus amigos; mas, como é feriado prolongado, melhor aproveitar até quarta, quando precisarei ir ao escritório bater meu ponto com o meu pai.

- Beleza, só tá faltando você. – depois, diminuindo o tom de voz, meu amigo de infância sussurrou: - A Thaís não para de perguntar por ti.

- Mas que droga! Ela está aí? Sério, Pedro; acho melhor não me encontrar com ela ainda.

A Thaís é a irmã caçula do Pedro, e minha ex-namorada. Terminamos de um jeito nada agradável, devido a mais uma de suas inúmeras crises de ciúme, e francamente não estou disposto a participar de outra discussão hoje.

- Pensei que ela ainda estivesse na praia com as meninas. – comentei.

- Que nada! Chegaram de surpresa hoje de manhã. Mas deixa disso, aparece aqui. O Hugo e o Renan estão querendo ir ao boliche, só estamos esperando você chegar.

Era possível ouvir as vozes dos meus amigos ao fundo perguntando se eu iria; por isso  decidi mudar minha abordagem.

- Vamos fazer assim então, eu encontro vocês lá.

A linha ficou muda por um tempo. Enquanto aguardava meu amigo responder, olhei para a escada que ligava a área onde eu estava ao andar de cima e fiquei completamente entretido. Uma garota que mais parecia um desenho animado começou a descer atrapalhadamente às escadas.

- Beleza, então. Encontramos você lá!

Sem tirar meus olhos daquelas pernas grossas que a cada passo se aproximavam mais do andar inferior e estavam cobertas por uma meia calça pink e botas pretas, sorri ao responder para o meu amigo:

- Ok!
Sem dizer mais nada, desliguei o telefone erguendo ainda mais o meu olhar, passando-o por aquele corpo pequenino, porém repleto de curvas escondidas atrás de um vestido com estampa floral. Havia também uma jaqueta jeans sobre o vestido. Seria uma tentativa de deixar a roupa ainda mais despojada? Ou ela estava se protegendo do clima frio que começava a se estabelecer na cidade?

O fascínio que a imagem daquela jovem estava exercendo sobre mim me fez erguer um pouco mais o meu olhar; o que foi um erro. Melhor dizendo, um ENORME erro! Fui imediatamente arrebatado por um par de olhos verdes, que se destacavam em meio às sardas no rosto rosado daquela menina. O sorriso que ela me lançou quando seus olhos se encontraram com os meus foi o golpe final. Eu estava nocauteado!

Fiquei distraído demais com o movimento dos cachos que derramavam pelo coque, em um tom vermelho brilhante; por isso nem percebi o quanto ela estava próxima até ouvir sua voz.

- Com licença, você poderia me informar as horas?
Sua voz... era música para meus ouvidos.

- Claro!... – depois de pensar em minhas chances, decidi arriscar, afinal não tinha nada a perder. - Só que terá um preço.

Com uma expressão divertida no rosto, ela colocou as mãos na cintura e questionou:

- Um preço? – seu olhar e o leve esboço de sorriso em seu rosto me aqueceram, fazendo-me sorrir ao lhe responder.

- Exatamente.

- E qual seria?

- Quero saber o seu nome.

- É só isso? – perguntou me provocando com aquela sobrancelha arqueada em sinal de desafio.

- Não! Vamos sair amanhã à noite também. – respondi aceitando o desafio e propondo outro ainda maior. - O que me diz? Está disposta a pagar?

As covinhas que se formaram em seu rosto quando sorriu fizeram meu coração acelerar. Estendendo a mão em minha direção ela falou:

- Mel.

Mel... o nome era perfeito, doce e saboroso tal qual a sua dona. Sorri pelo pensamento, então respondi à sua pergunta inicial:

- São 15:15h, Mel.  Passo às 21h para te pegar amanhã. – falei fazendo-a lembrar do nosso encontro.

Com um sorriso de tirar o fôlego ela me surpreendeu ainda mais: - Alameda Boa Ventura; Ed. Scalla; apart. 120.

Virou-se e começou a se afastar enquanto eu memorizava aquele endereço.

- A propósito, meu nome é Vinícius! – gritei.

Em resposta, ela apenas olhou para trás e sorriu. Fiquei extasiado olhando para a forma como seu quadril se pronunciava a cada passo que ela dava. Enquanto ela se afastava, não conseguia parar de pensar: Isso realmente acabou de acontecer? Essa garota de fato existe? Aparentemente sim, e eu irei me encontrar com ela amanhã!


**********


E então, gostaram? O capítulo de hoje foi curtinho, mas os outros são maiores. Adoro como a Mel se “faz de egípcia” no final! (Kkk) Tipo, “tô nem aí para o seu nome”!

Quero aproveitar para agradecer a todos pelo carinho com que me receberam. Espero cativa-los com meus textos!

Para aqueles que quiserem conhecer um pouco mais do meu trabalho literário, basta seguir minha fanpage no Facebook - Suellen Mendes. Lá vocês encontrarão várias informações sobre mim e alguns textos que escrevi.

Desejo um ótimo final de semana a todos!


Beijinhos! 
SUELLEN MENDES



44 comentários:

  1. Oi, Suellen.
    Achei o Vinícius bem abusado e a Mel uma louca, como assim, nem conhece o cara e já topa sair com ele só pela informação da hora? Mas até que fiquei curiosa para saber o que vai acontecer "amanhã", a doida já deu o endereço e ele com certeza vai buscá-la. Mas me bateu uma ideia aqui, será que não é uma trama dela? ela já estava interessada nele e vai fingir que nem o conhecia, daí nos próximos capítulos vamos percebendo "o jogo virando". Sei lá, só sei que fiquei curiosa e sábado que vem eu vou voltar aqui para saber no que isso vai dar, aliás, nos próximos sábados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, flor! Realmente é um encontro bem inusitado. Garanto que não teria coragem de agir como esses dois, mas a verdade é que no texto podemos ser e fazer aquilo o que quisermos, então eu me permito viajar, assim como o fiz ao ouvir a música de Craig David. Fico feliz por ter despertado o seu interesse pela história e espero que possa lhe surpreender ainda mais!
      Beijinhos! 😘😘

      Excluir
  2. Olá
    Nossa que legal, eu não conhecia a música citada mas já vou dar minhas pesquisadas a procura dela rsrs. Quanto ao livro creu o que já vi essa capa, não sei se foi aqui também, mas enfim. Ultimamente estou tentado evitar livros nessa pegada e voltar para o meu gênero lazer que já estou com falta. Adorei o trecho que você colocou. O encontro é realmente inusitado kksk. Até mais vê
    Abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Manoel! Acredito que você já tenha visto essa capa por aqui sim, ela estava no post da semana passada, além disso já a divulguei em minhas redes sociais. Agradeço por ter me dado a oportunidade de lhe apresentar a história.
      Beijos!

      Excluir
  3. Não conhecia a música e já fui procurar.
    Achei tudo muito instantâneo, o encontro muito rápido e acharia melhor desenvolver mais isso. Por mais que a Mel seja despojada, acho exagerado sair com alguem que não se conehce.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ivi! Tudo bem?
      Minha flor, agradeço e respeito a sua opinião sobre o encontro dos dois; mas para esta história optei por algo extremamente inusitado, pois foi isso o que me chamou atenção na letra da música. Deixei de lado o racional e criei dois personagens extremamente passionais, que são movidos pela emoção e o desejo, afinal ambos já foram muito cobrados pela responsabilidade em suas vidas (mas isso vc só vai descobrir nos próximos capítulos; se achares que deves acompanhar a história, claro).
      Uma ótima semana para você!
      Beijos!!!!

      Excluir
  4. Que encontro ein haha! É meio dificil imaginar isso acontecendo de vdd com um casal, mas ainda assim adorei. E que roupas são essas q ela usa? Hhahaha fiquei imaginando, deve chamar atenção!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida! Sim, um encontro totalmente inusitado. E as roupas... Poder criar uma personagem assim, totalmente despretensiosa é o que mais me diverte nesta história.

      Excluir
  5. Olá Suellen, apesar desse capitulo ser bem curtinho deu para ficar com um gostinho de quero mais *-* Adorei o estilo de Mel se vestir, espero que ela tenha um personalidade tão diferente quanto ele.

    http://meumundo-meuestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jéssica! Que bom que gostou! Pode apostar a personalidade dela é única, mas sou suspeita para falar!
      Beijos! 😘💋

      Excluir
  6. Não conhecia a música citada, mas é a primeira coisa que farei depois de comentar...
    Não sei se gostei desse encontro, dessa coisa de nem ligar para o nome do cara e passar um endereço... sei lá, nos dias de hoje? Mas também não dá para saber qual o endereço que ela passou, então... vamos esperar o próximo capítulo...
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lica! A música tem uma batida maravilhosa. A versão que mais gosto e na voz do Boyce Avenue, acho que irás gostar.
      Beijos!

      Excluir
  7. Simplesmente, amei a ideia e a capa da história!
    Vou acompanhar os demais dias para ver o que vai der.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Raíssa! Que bom, flor! Fico super feliz que tenhas gostado! Até a próxima semana.
      Beijinhos!

      Excluir
  8. Olá!! :)

    Eu não tinha lido nada teu ainda, acho! :) Fiquei muito contente e realmente gostei de ler esse primeiro capitulo, bem curtinho mesmo! :)

    Bem, acho que os personagens são meios loucos, abusados mesmo! ahah Mas continua, quero ver mais, sem duvida! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Fico feliz em saber que você gostou do capítulo! Siiiiiiiim, esse dois são bem maluquinhos e abusados kkkk Mas é isso o que adoro neles!
      Beijinhos!

      Ps: Óoooooootimas leituras! 💋

      Excluir
  9. Oii
    Esse fim me deixou querendo mais! hahaha
    Ansiosa pelo próximo capítulo!
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Lê! Fico muito feliz por isso! No próximo sábado tem mais!
      Beijinhos! 😘😘😘

      Excluir
  10. Olá Suellen,
    Que legal o primeiro capítulo do livro. Achei bem massa a forma como eles se encontraram, mas achei a Mel muito fácil de ter falado seu nome e endereço. Espero que não seja sua casa e que isso leve o rapaz para um lugar bem ruim, pois não deve ser tão fácil para ele ver uma moça bonita e já ter o nome e endereço dela, ainda mais para saber o horário.
    Quero ler os próximos capítulos.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bruna! A Mel é meio louquinha mesmo. Ela tem uma história de vida bem complicada, coisa que vcs entenderão mais lá na frente. Espero que você continue acompanhando a história e que se envolva com ela.
      Beijocas!

      Excluir
  11. OOI!
    Eitaaa, Mel, pode ser gente com mas intenções! KKKKK Bom, para início ela parece ser divertida, doce... Olha eu já criando a "visão" completa.
    Gostei bastante da escrita, vou querer, sem dúvidas, continuar! <3 <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Catrine! Que bom, flor! Super entendo você querer fazer uma visão completa da personagem, também sou assim, logo nas primeiras linhas começo a criar um padrão para determinada personagem; às vezes acerto, mas em outras...
      Beijinhos e até o próximo capítulo! 😉

      Excluir
  12. Eu acho muito estranho sair com alguém que nem conhece, como a personagem, mas acredito que é isso que vai deixar a história interessante, né? Estou curiosa para descobrir como será o encontro!
    A Mel me pareceu bem misteriosa, vamos ver.. rsrs
    Gostei do primeiro capítulo, quero mais! *-*
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dessa! Muito obrigada! Sim, acredito que poder fugir do que se faria numa situação real é o que torna essa história mais interessante.
      Beijinhos, flor!

      Excluir
  13. Olá!
    Adorei esse primeiro capítulo, tenho certeza que deixou todo mundo com um gostinho de quero mais. Vou voltar sempre para acompanhar os restantes, quero saber muito como vai ser o encontro! Não conhecia essa música que você citou mas vou procurar para ouvir.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Carol! Fico muito feliz por saber que conquistei uma leitora! Agradeço pelo carinho!
      Beijinhos!💋😘

      Excluir
  14. Oi, tudo bem?
    Legal o livro ser inspirado em uma música! Não conhecia ela ainda mas vou escutar e ver se gosto.
    O capítulo é curtinho, mas já deu pra perceber um pouco do rumo que a história tomará.
    Achei meio bizarro o fato de a Mel ter aceitado sair e passado seu endereço para um desconhecido, que pode muito bem ser um psicopata,rsrs. Mas acredito que essa coisa toda inusitada é que dará um clima leve a história.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maiara! Tudo bem, flor?
      Super entendo esse susto inicial, é bizarro mesmo. Pode acredita, apesar de também ser meio maluquinha, nunca daria meu nome e (muito menos) endereço a um desconhecido, como a Mel fez; então fica aquela questão: será de fato que ela nunca o tinha visto? Sei lá, né?! Mas o melhor disso tudo é poder viajar e viver com essas personagens algo que eu não faria, uma aventura que poderia dar muuuuuuito errado, mas que talvez, para eles, dê certo!
      Beijinhos, flor!
      Espero que goste da música! Minha versão preferida é na voz do Boyce Avenue. #ficaadica

      Excluir
  15. Olá! Gostei do capítulo um, super curtir, mas confesso que achei esse encontro meio rápido demais, só espero que ele não mate ela e corte o corpo em picadinhos rs. Mas você tem um talento enorme com escrita e espero que saia um livro físico hein! Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafa! Muito obrigada! Foi inevitável rir com o seu comentário!
      O projeto é que futuramente Sete dias para se apaixonar vire livro físico, mas, enquanto isso, vocês já podem curtir O jogo do Destino e, em breve, Contos do Destino e Virada do Destino estarão disponíveis também.
      Beijos!

      Excluir
  16. Olá, nossa que primeiro capítulo bom haha Gostei da história e deixou um gostinho de quero mais pelo que vem pela frente. Sua escrita é fácil de acompanha e fluida. Que cresça mais e mais!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carolzinha, minha linda! Muito obrigada!
      Beijos, flor!

      Excluir
  17. Oiee, tudo bem? Não conhecia a música! E vou te dizer que achei esse encontro bem maluco hein! hahahha Mas de qualquer forma fiquei curiosa sobre os próximos capítulos. Vou tentar acompanhar <3
    Beijão e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Gab! Sim, é um encontro bem maluco kkkk...
      Que bom que despertei sua curiosidade, espero que a história lhe conquiste!
      Beijão!

      Excluir
  18. Só acho que essa Mel é um tanto quanto maluca, como assim sai dando o endereço pra um cara que nunca viu na vida??? Adorei que a descrição dela bateu bem com a capa, até a parte de garota que parecia um desenho animado... Rs...

    ResponderExcluir
  19. Kkkk! Rindo muito com o seu comentário a respeito da descrição da Mel! Sobre ele ser maluca, acho que só o tempo poderá nos provar se ela de fato o é 😏😉
    Beijinhos, Ju! Agradeço pelo seu comentário!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  20. Oi Suellen, sua linda, tudo bem?
    Eu gostei da atitude, às vezes as pessoas deixam as oportunidades passarem e aí é tarde demais. Mas confesso que na vida real, eu nunca daria meu endereço para um estranho. Tirando isso, parece ser uma história bem jovem e já vejo que teremos confusão com a ex dele. Fiquei curiosa com a roupa dela, acho que vem surpresa por aí também, risos...
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cila!
      Tudo certinho, e com você?
      Sim, a ideia é exatamente esta: poder fugir um pouco da realidade e se permitir agir um pouquinho por impulso, sem perder a oportunidade de viver algo inusitado. Foi por isso que a música 7 Days me chamou tanta atenção e eu fiquei louca de vontade de bolar algo com ela. E como, na minha cabeça, somente alguém super despojada e despreocupada com a opinião dos outros poderia se permitir viver uma aventura assim, criei a Mel desse jeito - sem falar que eu estava vivendo uma fase submersa em "Como eu era antes de você" - só que o quê mais acho interessante nessas minhas personagens é que ao invés de querer se afastar dessa maluca, o Vini se sente completamente atraído por ela!
      Quanto a ex, bem... prepare-se para os próximos capítulos 😏😉
      Beijinhos, flor!

      Excluir
  21. olá!
    OMG! Adorei como escreveu, você se atentou aos detalhes (adoro isso), adorei a ousadia do Vinicius, ele pensou extremamente rápido e jogou com ela sem nem sequer pensar na possibilidade de tomar um fora! E o jeito todo menininha da Mel? (amei a escolha do nome também), isso de colocar a mão na cintura e arquejar a sobrancelha... mdds já me apaixonei!
    Eu juto que não te conhecia, agora vou atras de outros trabalhos seus.
    Eu rascunho algumas coisinhas, mas super me identifiquei coma sua forma de escrever!
    beijos ☕

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Débora! Minha flor, muito obrigada! Você não imagina o quanto fiquei feliz com o seu comentário!
      Adoro detalhar as cenas, gosto de fazer com que o leitor se sinta submerso no texto; sabe, como se fosse uma mosquinha e pudesse espiar o que está acontecendo em detalhes? É exatamente assim!
      Desejo que você consiga alcançar seus objetivos com a escrita, e que venhas a compartilhar seus textos conosco. Seria um prazer ler algo seu!
      Beijão!

      Excluir
  22. Olha, vou ser bem sincera... Não foi muito do meu agrado. Acho que pelo capítulo ter sido curto demais, aconteceu tudo muito rápido. De qualquer maneira, acredito que você tenha potencial, por isso darei uma olhada nas continuações.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Duda!

      Obrigada por deixar suas impressões, espero te convencer nos próximos capítulos!

      Beijos!

      Excluir
  23. Olá.
    Suh, parabéns... Muito bem escrito, tenho certeza que vai ser um sucesso.
    Até eu que não curto esse gênero, fiquei curiosa para saber mais sobre a história hahaha.
    Amei, desejo muito sucesso e espero ler mais capitulos aqui hahahah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, minha flor!
      Muito obrigada!
      Agradeço de coração pelo carinho e pensamento positivo.
      Beijão!

      Excluir

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.