sábado, 31 de dezembro de 2016

Uma porta que fecha: 2016. Um Porta que abre: 2017


Calma, eu não vim aqui falar de quanto o 2016 teve crises, como foi ruim, e etc. Tudo isso que tantos gostam de repetir, mas esquecem do principal: Estão Vivos! Se você está vivo, é sinal que pode fazer a mudança. Não é  um número que fará seu ano ser perfeito, se você ficar estático, nada vai melhorar.  

Algo que aprendi em 2016, foi me renovar. Renovar a cada problema, buscando uma solução. Renovar para não ser igual aos demais e buscar novos rumos para minha felicidade. Um exemplo disso é esse blog que você lê agora. 

Em 2016 pensei seriamente em parar, não falo isso para ninguém, mas pensei em não postar mais nada e deixar o blog ser esquecido. Foram 8 meses sem postar nada, ou postando raramente, 8 meses de hiato. Foi quando recebi um e-mail de um leitor, dizendo: "Porque parou de publicar? Uso seu conteúdo para escolher minhas próximas leituras, todo dia abro seu blog e espero ver uma nova resenha, dica ou entrevista. Estou esperando novidade". Essa mensagem que me fez em setembro ressuscitar o STC. E transformei no que eu queria, um canal para divulgar a literatura, principalmente a nacional. 

Continuando nossa campanha #euleionacional, o blog fez inúmeras parcerias com autores brasileiros este ano, e hoje temos um time de 32 autores parceiros ativos, que abrilhantam ainda mais o conteúdo do São Tantas Coisas.  


Uma das novidades esse ano foi a Coluna Entrelinhas, que veio para trazer contos, crônicas e mais do mundo literário. Esse espaço é comandado pela escritora paraense Suellen Mendes Tavares (Autor de Jogo do Destino), que aceitou tão delicadamente o convite para ser nossa colunista. Seu conto dividido em 7 partes, Sete Dias Para Se Apaixonar, publicado exclusivamente no blog, teve uma média de 4 mil acessos e foi um sucesso. Em 2017, virão novas histórias, novos romances e contos que te farão ver que o amor ainda tem jeito.  


Resultado de imagem para leandro salgentelli
Em Novembro, um autor me chama no Facebook e se faz um autoconvite para ser colunista do blog, esse foi Leandro Salgentelli. Leandro é paulista, formando em jornalismo e  cronista. Sua coluna é a Prosa no Divã, que vem com textos e crônicas que fazem o leitor refletir sobre o verdadeiro sentido da vida. Não me arrependo nenhum pouco pelo espaço dado ao autor, pois sua coluna é uma das mais acessadas do blog. 



Resultado de imagem para delson neto
O último colunista que entrou para a equipe este ano, foi Delson Neto, autor da série fantástica Os Guerreiros de Alquemena. Ele comanda quinzenalmente, a coluna Tips & Tricks (Dicas e Devaneios), trazendo dicas de filmes, séries e muito mais.  

Além de novos colunistas, o blog cresceu nas redes sociais. Quando voltei em dezembro, nossos números eram esse: 

Instagram – 595 seguidores 
Fanpage – 550 curtidas 
Twitter – 100 seguidores 
GFC – 294 seguidores 

Após o constante trabalho dos colunista, e desse blogueiro que vos falar, nossos números cresceram em apenas três meses: 

Instagram – 1190 seguidores 
Fanpage – 1451 curtidas 
Twitter – 421 seguidores 
GFC – 515 seguidores 

A cada curtida, comentário, compartilhamento, meu coração bate mais forte, pois vejo que o trabalho dessa linda equipe, está dando o resultado esperado. Temos uma média de 8000 acessos mensais, sendo 1000 comentários todo mês, e mais de 2000 interações nas redes sociais.  

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Em 2017, traremos muitas novidades, inclusive uma nova colunista: Nana Calimeris, jornalista, autora de vários livros e professora de yoga. Em breve apresento ela melhor para vocês.  

Já entramos esse novo ano, com um novo layout, feito de uma forma mais leve e limpa, deixando o leitor mais confortável para estar sempre presente por aqui.  

Que 2017 venha, e que venha com muitas benção para todos nós, na vida pessoa, na vida profissional e tudo que precisarmos para sermos felizes por completo. Minha felicidade será ter vocês durante o novo ano por aqui, uma coisa podem anotar, o conteúdo do São Tantas Coisas,  é feito especialmente para todos vocês, leitores. Feliz Ano Novo! E deixo uma última mensagem para vocês, algo que seguirei em 2017:

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto e close-up



sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Os Melhores do Ano: Capa & Diagramação




Olá, amigos e amigas, 2017 está chegando e antes que o ano finalize, trago para vocês a última categoria dos melhores do ano: Diagramação. São livros que já encantam por sua capa e diagramação, deixando a leitura ainda mais prazerosa. Vamos lá?  




Menina Má - William March (Darkside Books) 



Publicado originalmente em 1954, MENINA MÁ se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Polêmico, violento, assustador eram alguns adjetivos comuns para descrever o último e mais conhecido romance de William March. Os críticos britânicos consideraram o livro apavorantemente bom. Ernest Hemingway se declarou um fã. Em menos de um ano, MENINA MÁ ganharia uma montagem nos palcos da Broadway e, em 1956, uma adaptação ao cinema indicada a quatro prêmios Oscar, incluindo o de melhor atriz para a menina Patty McComarck, que interpretou Rhoda Penmark.  Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.  MENINA MÁ é um romance que influenciou não só a literatura como o cinema e a cultura pop. A crueldade escondida na inocência da pequena Rhoda Penmark serviria de inspiração para personagens clássicos do terror, como DamienChucky, Annabelle, Samara, de O Chamado, e o serial killer Dexter. 



A Jornada de Lorenai (#1 – Os Guerreiros de Alquemena) - Delson Neto (Editora Arwen) 


Uma jornada de autoconhecimento e descobertas.   Prestes a completar 16 Ciclos, a jovem princesa – órfã de pai e mãe – Lorenai, vê-se com a incrível missão de descobrir a verdade   sobre o desaparecimento de sua mãe, a rainha Alquemena Una, e de aprender a combater o mal que assola seu mundo.   

Em suas andanças pelo reino, receberá a ajuda de dois jovens e destemidos guerreiros. Talvez não tão guerreiros, ou destemidos.  Descubra junto com Lorenai as belezas e encantos de Asgaha e embarque nessa jornada rumo ao desconhecido. 

Talismãs (#3 – Uma Geração, Todas As Decisões) - Eleonor Hertzog (Mundo Uno) 


E se você descobrisse que a Terra guarda grandes segredos? E se esses segredos fossem poderosos o suficiente para modificar o rumo de nossas vidas?  A aventura dos Melbourne continua de forma avassaladora. Os conflitos se entrelaçam e emolduram um quadro muito maior, e muito, muito pior do que acreditávamos ser! Agora, mais do que nunca, um único erro pode levar todas as raças da Terra ao caos total. Nunca o destino exigiu tanto de nossos personagens. Perigos inimagináveis permeiam a escuridão do oceano, nossos mais profundos pensamentos não estão mais seguros. O bravo Cisne talvez não resista até o fim da jornada. Conflitos serão elevados a patamares que você nunca ousaria imaginar. Está preparado para experimentar o melhor que Eleonor Hertzog já apresentou? 



Em Algum Lugar Das Estrelas – Clare Vanderpool (Darkside Books) 


EM ALGUM LUGAR NAS ESTRELAS é um romance intenso sobre a difícil arte de crescer em um mundo que nem sempre parece satisfeito com a nossa presença. Pelo menos é desse jeito que as coisas têm acontecido para Jack Baker. A Segunda Guerra Mundial estava no fim, mas ele não tinha motivos para comemorar. Sua mãe morreu e seu pai... bem, seu pai nunca demonstrou se preocupar muito com o filho. Jack é então levado para um internato no Maine (o mesmo estado onde vivem Stephen King e boa parte de seus personagens). O colégio militar, o oceano que ele nunca tinha visto, a indiferença dos outros alunos: tudo aquilo faz Jack se sentir pequeno. Até ele conhecer o enigmático Early Auden.  

Early, um nome que poderia ser traduzido como precoce, é uma descrição muito adequada para um prodígio como ele, que decifra casas decimais do número Pi como se lesse uma odisseia. Mas, por trás de sua genialidade, há uma enorme dificuldade de se relacionar com o mundo e de lidar com seus sentimentos e com as pessoas ao seu redor.  Obsessivo, Early Auden tem regras específicas sobre que músicas deve ouvir em cada dia da semana: Louis Armstrong às segundas; Sinatra às quartas; Glenn Miller às sextas; Mozart aos domingos e Billie Holiday sempre que estiver chovendo. Seu comportamento é um dos muitos indícios da síndrome de Asperger, uma forma branda de autismo que só seria descoberta muito tempo depois da Segunda Guerra, e que inspirou personagens já clássicos como o Sr. Spock (Star Trek), o Dr. House e Sheldon Cooper (The Big Bang Theory).  Quando chegam as festas de fim de ano, a escola fica vazia. Todos os alunos voltam paracasa, para celebrar com suas famílias. Todos, menos Jack e Early. Os dois aproveitam a solidão involuntária e partem em uma jornada ao encontro do lendário Urso Apalache. Nessa grande aventura, vão encontrar piratas, seres fantásticos e até, quem sabe, uma maneira de trazer os mortos de volta ainda que talvez do que Jack mais precise seja aprender a deixá-los em paz.  EM ALGUM LUGAR NAS ESTRELAS é uma daquelas grandes histórias que permanecem com você por muito tempo, perfeita para ler entre amigos ou passar de pai para filho. Tudo que é real pode ser uma grande fantasia ou uma coincidência inevitável. Somos muito mais que um simples desejo do acaso. Nossos caminhos vão se cruzar no primeiro semestre de 2016 nesta obra premiada com o Printz Honow Award em 2016, indicada a outra dezena de prêmios e eleita o livro do ano em dezenas de listas preparadas pelos leitores. 

A Garota de Treze – Lilian Reis (Mundo Uno) 


Oi, meu nome é Luce. Odeio ter treze anos, ser chamada de pirralha e não ser popular, mas, Acima De Tudo, odeio nunca ter sido beijada! Só tenho uma amiga de verdade, a Rafa, e um amigo apaixonado que tenta de todas as formas chamar minha atenção, o Bruno. Ele é pra lá de fofo, mas não gosto de garotos tão novos, entende? Minha vida sem graça começou a mudar quando botei os olhos no vocalista de uma nova banda. Nossa. Que gato! Eu já queria fazer aulas de violão, mas, depois que ouvi o carinha, decidi me matricular. Quase caí dura quando descobri que ele era o professor! Pelamordideus! Além de atencioso, paciente e lindo, tocava MUITO! Fiquei maluca por ele, tão maluca que decidi trapacear. Eu só não imaginava que as consequências seriam tão desastrosas! 


O Menino Que Desenhava Monstros – Keith Donohue (Darkside Books) 


Um livro para fazer você fechar as cortinas e conferir se não há nada embaixo da cama antes de dormir. O Menino que Desenhava Monstros ganhará uma adaptação para os cinemas, dirigida por ninguém menos que James Wan, o diretor de Jogos Mortais e Invocação do Mal.  

Jack Peter é um garoto de 10 anos com síndrome de Asperger que quase se afogou no mar três anos antes. Desde então, ele só sai de casa para ir ao médico. Jack está convencido de que há de monstros embaixo de sua cama e à espreita em cada canto. Certo dia, acaba agredindo a mãe sem querer, ao achar que ela era um dos monstros que habitavam seus sonhos. Ela, por sua vez, sente cada vez mais medo do filho e tenta buscar ajuda, mas o marido acha que é só uma fase e que isso tudo vai passar.  Não demora muito até que o pai de Jack também comece a ver coisas estranhas. Uma aparição que surge onde quer que ele olhe. Sua esposa passa a ouvir sons que vêm do oceano e parecem forçar a entrada de sua casa. Enquanto as pessoas ao redor de Jack são assombradas pelo que acham que estão vendo, os monstros que Jack desenha em seu caderno começam a se tornar reais e podem estar relacionados a grandes tragédias que ocorreram na região. Padres são chamados, histórias são contadas, janelas batem. E os monstros parecem se aproximar cada vez mais.  Na superfície, O Menino que Desenhava Monstros é uma história sobre pais fazendo o melhor para criar um filho com certo grau de autismo, mas é também uma história sobre fantasmas, monstros, mistérios e um passado ainda mais assustador. O romance de Keith Donohue é um thriller psicológico que mistura fantasia e realidade para surpreender o leitor do início ao fim ao evocar o clima das histórias de terror japonesas.