domingo, 26 de julho de 2015

Resenha: A Profécia de Hedhen - Parte 2 (A Escrita), de Ana Cristina Aguiar



Olá, hoje venho para finalizar a resenha de A Profecia de Hedhen da autora Ana Cristina Aguiar. Na primeira parte da resenha, foquei em seu enredo, nessa parte explicarei o porquê da divisão da resenha.

Ao iniciar a leitura do livro, percebi logo que a autora tem um jeito peculiar de escrever. Peculiar? Sim, peculiar. Cristina conduz o seu livro deixando entrelinhas que o leitor consegue imaginar vários desfechos para cada acontecimento narrado. Isso acontece também na apresentação dos personagens, que na verdade nem acontece abertamente. Novamente a autora deixa a cargo do leito de prescrever sua opinião para cada um, deixando também uma forma de conduzir os personagens de uma forma que cada um é capaz de mudar completamente, conforme tudo vai se desenrolando.

Quando o leitor começa o aprofundamento no livro, percebe que isso continua acontecendo em cada capitulo. O que poderia gerar uma confusão na cabeça dele acaba se tornando algo essencial para que continue na leitura desse livro e do restante de toda saga.

Em minha opinião, isso extremamente divino. O leito consegue alem de acompanhar cada movimento do enredo, imaginar seu próprio desfecho.

Já iniciei a leitura do segundo livro da saga, As Arvores Sagradas de Nod, que também começou a me encantar pela sutileza com que tudo é tratado, mas isso são questionamentos para outra resenha.

Ana Cristina Aguiar é sem duvida, um dos grandes nomes da literatura fantástica do nosso Brasil.

3 comentários:

  1. Estou muito honrada com o seu parecer, Maírton. É muito bom quando temos opiniões sinceras que nos fazem seguir em frente sem medo. Aguardo ansiosa a sua opinião sobre o segundo livro.

    ResponderExcluir
  2. Estou começando a procurar mais autores nacionais nesses últimos tempos e esse parece um ótimo livro.
    PS: Adorei o blog. Seguindo
    http://pratelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.