sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Fala Cláudio! - Retrospectiva Literária 2013

Por Cláudio Quirino.

2013 certamente vai ser o ano em que o cenário literário nacional passou por uma série de grandes conquistas, boas garantias e o reconhecimento, especialmente por conta da união que se firmou entre todos os agentes responsáveis pela sua posição de destaque e engrandecimento. O mercado editorial, ao contrário do que sempre se pensa, cresce e está a cada dia mais inovador, dinâmico, competitivo e pronto para receber – de braços abertos – os incontáveis autores (em qualquer gênero) que buscam conquistar, através do vigor e simpatia das suas palavras, o coração ansioso dos milhares de leitores ávidos por enredos surpreendentes. E cada um deles cumpre a tarefa de entregar um mundo um pouco mais distanciado dos grandes questionamentos da humanidade e, com isso, todos os autores superaram os obstáculos e alcançaram os seus méritos.

2013 vai ser o ano das grandes revelações – sempre destacadas em todos os níveis de excelência e tremenda qualidade literária –, das citações na mídia televisiva e de uma interessante, sincera e gentil capacidade de articulação e movimentação. Vai ser o ano e estágio em que a literatura nacional alçou os vôos mais altos possíveis, sem medo de ser auspiciosa ou de cair na sombra dos vales. Vai ser o ano em que as nossas expectativas e tensões, como escritores, não se tornaram profundamente viciosas, mas se aliviaram à medida que nossos gritos de vitória divulgaram para o mundo o motivo de tantas noites de sono perdidas, tantos chocolates consumidos, tantos dias pensando nos lugares mais inapropriados, tantas anotações engraçadas, enfim...
O autor nacional é um guerreiro que sabe improvisar em suas ações.

2013 vai ser o ano dos livros esgotados e da chegada de projetos de incentivo, das descobertas fascinantes e o ano em que a magia das realizações abraçou a nossa causa e interesse em revelar satisfatoriamente o limiar existente entre uma decepção acolhida e um resultado positivo. Vai ser o ano em que as parcerias e participações motivaram uma incansável necessidade de crescimento e amplitude. Vai ser o ano em que os blogs – em todos os níveis de divulgação – registraram o maior engajamento possível. Vai ser o ano das campanhas maciças a favor dos autores e a favor da postura crítica de excelência.

2013 vai ser o ano dos inesquecíveis personagens, não podemos esquecer. Vai ser o ano das compreendidas amizades, das notícias polêmicas e das realizações gigantes.

Que em 2014, a nossa caminhada continue ainda mais firme e inspiradora. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.