sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Resenha: Crimbfuor - Chegada A Atrithar, de Mike Ross (Giostri Editora)

Cada vez me surpreendo mais com o talento de vários novos autores brasileiros. A nova leva tem trazido cada vez mais emoção, aventura e muito, muito mesmo surpresas em cada livro publicado.

Em Crimbfuor - Chegada a Atrithar, livro esse publicado pela nossa Editora Parceira Giostri, pude ver tudo isso que falei nas ultimas linhas. O livro mostra um tipo de enredo que nos envolve do começo ao fim, um tipo de leitura que faz com que o peguemos e que só conseguimos soltar quando nossos olhos cansam depois de uma leitura extensa.

O livro já começa com um suspense, o próprio autor: Mike Ross, que é um pseudônimo de um paulistano, que é apaixonado por literatura fantástica. Logo que li na “orelha” do livro algumas informações do autor, fiquei imaginando quem seria ele, qual seu nome verdadeiro, então pude ver que o livro seria uma leitura totalmente cheia de suspense, aventura e fantasia.
Crimbfuor, conta a historia de James, um garoto que para resgatar sua mãe de um ser que ele desconhece, acaba entrando na maior aventura de sua vida e conhecendo o incrível mundo de Atrithar. Ao lado de seus amigos Ted e Judith, James conhecerá poderes que ele nunca imaginou possuir, conhecerá seres que ele nunca imaginou existir e principalmente descobrirá sentimentos que ele nunca imaginou sentir.

Reconheço também a qualidade na diagramação e arte do livro e ao cuidado em deixar o livro mais atrativo ao leitor. A Giostri Editora tem evoluído a medida de suas publicações, isso se deve a motivação de chegar cada vez mais longe e conquistar cada vez mais leitores.
Mike Ross, seja ele quem for, é um autor ágil e surpreendente, e esse seu primeiro livro mostra o quanto ele está à frente de vários outros. Só me entristeci de ter que espera a continuação de “Crimbfuor” para descobrir o destino de James, um personagem pelo qual me identifiquei muito.


Crimbfuor é um livro para quem gosta de se surpreender e se aventurar pelo mundo da fantasia e por personagens apaixonantes...

Um comentário:

  1. Hey!
    Nunca tinha ouvido falar desse livro, ou do autor. Mas é verdade, existem muitos autores brasileiros incríveis! Muitos não tem o nome tão conhecido como Eduardo Spohr ou Raphael Draccon, mas são tão bons quanto, merecem reconhecimento dos leitores! Gosto de apostar na literatura nacional, afinal de contas, não existe nada lá fora que não tenha aqui também :)

    xoxo,
    Bianca.
    www.blogsomaisum.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.