sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Editora Baraúna Lança Sidrato e o homem do além, do Escritor Cearense João Evangelista

propa_sidrato
A Literatura de cordel, gênero literário muito popular na região nordeste do país, ganha novo representante, o cearense João Evangelista Pereira de Sousa.

Funcionário público, João Evangelista, sempre gostou de escrever e por incentivo dos amigos e familiares, resolveu desenvolver a sua primeira obra literária, Sidrato e o Homem do além – da saga de um assassino.

Esta é uma obra que agradará os mais diferentes públicos, pois se caracteriza como um trabalho rico que valoriza a cultura brasileira, principalmente a cultura nordestina.

Sidrato e o homem do além é uma publicação da Editora Baraúna, que apóia a produção literária nacional, assim como os novos autores que prezam a valorização da cultura popular brasileira.

Neste livro, o autor versa sobre um garoto, muito apegado ao pai, que se vê desolado e com sede de vingança ao perceber que seu pai foi assassinado. Enquanto o assassino, após ser preso, afligido pela culpa, busca viver em penitência no intuito de receber o perdão divino.

Histórias de vidas entrelaçadas que mostrarão ao leitor o verdadeiro valor da família, da paz interior e da resignação.

Adquira o seu clicando aqui
O Autor
João Evangelista Pereira de Sousa tem 34 anos, é servidor público e compositor Mora em Trairí-Ce, filho de Pedro Pereira de Sousa e Maria do Carmo de Sousa (ambos agricultores).Sidrato e o Homem do Além é sua primeira criação literária a ser publicado

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Resenha: Luz da Minha Vida, de Gláucia Santos

Para quem curte um bom romance com uma pitada de suspense, “Luz da Minha Vida” de Glaúcia Santos é uma boa escolha. A capa do livro é um encantamento a parte, já que retrata muito bem o que encontraremos à medida que lemos o livro: muito amor.

O livro tem o enredo concentrado no casal Anna e Richard, que se apaixonam desde a primeira vez que se encontram.

O problema visual da protagonista, que é cega, também é outro ponto alto da historia, já que mostra suas dificuldades para ser aceita na sociedade como uma pessoa que tem a mesma capacidade de outras sem deficiência. A autora mostra o drama que sofrem as pessoas com problema visuais, para sobreviverem em grandes cidades, muitas vezes sem nenhuma estrutura adequada para eles.
  O livro é cheio de momentos românticos e várias vezes sensuais mostrando o fogo que se cria quando nos apaixonamos perdidamente.
Em meio a tudo isso, surge um assassino capaz de fazer tudo para estragar um espetáculo musica do qual Anna, que é uma violinista,  faz parte. Isso dá um toque diferente a historia, que no inicio imaginamos ser apenas um drama romântico. Glaúcia conseguiu concentrar pitadas de romance, suspense e reflexão a cada frase que se completa em “Luz da Minha Vida”. Além de tudo isso, Glaúcia consegue acrescentar uma pitada de humor com a personagem Zefa, que tem Anna como sua própria filha.

Sobre a escrita do livro, confesso que não sou muito fã de livros com alguns estrangeirismos, porém isso não dificulta o entendimento do leitor no livro de Glaúcia. Apesar de a autora utilizar algumas palavras e da historia propriamente dita se passar em outro País, em nenhum momento ela suja a imagem do Brasil ou deixa de dar sua importância. A escrita é clara e sucinta e não deixa o leitor com duvidas sobre aquela ou outra palavra, já que Gláucia coloca um mini vocabulário a cada pagina que contém alguma palavra ou expressão estrangeira.

Luz da Minha Vida é um romance recheado de emoção e suspense, onde o leitor vai descobrir que ainda existe amor verdadeiro e constante. Glaúcia superou-se em seu mais novo lançamento, e o livro se torna uma boa dica para sua leitura diária. Abraços a todos... 

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Blog São Tantas Coisas Concorre Ao Top Blog 2013. Ajudem Votando!



Olá amados, diferente de outras postagens não venho trazendo nenhuma resenha, dica ou lançamento e sim vim pedir o apoio de vocês autores, leitores e simpatizantes que compõem o Blog São Tantas Coisas para a votação do prêmio Top Blog 2013, para o qual o nosso blog foi indicado. 

No ano passado o blog ficou no top 100 como vocês conferem no selo na cor azul ao lado, esse ano meu intuito é alcançar mais do que isso é chegar ao Top 3 do prêmio, mas para que isso aconteça preciso do apoio de todos vocês, a votação já deu inicio no dia 09 de Setembro e irá até o dia 09 de Novembro. No primeiro turno o top 100 será escolhido pelo voto popular, agora conta com vocês para alcançar esse êxito para o blog que tanto amo e cuido. 

Então, conto com a ajuda de vocês, basta clicar no selo do Top Blog 2013 que se encontra no topo do blog e nas duas laterais esquerda e direita, ao clicar você será direcionado ao site do Top Blog e poderá votar 2 vezes, uma pelo Facebook e outra por e-mail, estou contando com a ajuda de vocês, compartilhem, espalhem. Um grande Abraço!



quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Resenha: Cadeira de Balanço, de Nivaldo Joaquim

É sempre bom ouvir historias de pessoas experientes, de alguém que realmente viva cada momento como fosse o único. Cadeira de Balanço, de Nivaldo Joaquim, traz belos enredos de vida que devem ser agraciados com nossa leitura, todas contadas por uma simpática senhora que tem o prazer de repassar seus conhecimentos e aprendizados com um viajante que passa pela estrada.
             
Cada capitulo do livro, conta com uma historia diferente, estórias essas que retratam as mulheres que lutam por uma vida melhor, de pessoas que ultrapassam seus próprios limites para conquistar sonhos e vitórias. À medida que eu adentrava nesse livro, me senti sentado em uma cadeira ouvindo cada estória saindo da boca do próprio autor.      

Nivaldo teve o interesse de trazer seu livro em uma linguagem fácil de ser lida e sem estrangeirismo em suas linguagens, o que transforma o livro em algo proveitoso e prazeroso a cada página que viramos.
Confesso que me encantei pelo livro apenas lendo a sinopse e conferindo a capa, mas quando comecei a leitura sabia que o livro guardava mais surpresas, e me fiquei feliz ao saber que temos talentos insuperáveis no Brasil, como Nivaldo Joaquim.


Cadeira de balanço é um livro para quem gosta de ouvir e ler boas historias algo que não seja cansativo, mas prazeroso e instigante. Um livro que vale a pena conferir!

sábado, 7 de setembro de 2013

Pronto, Falei! : Estrangeirismo em Livros Nacionais - É Assim Que Valorizamos Nossa Literatura?

Olá meus leitores amados, a partir de hoje lanço a nova coluna do Blog STC: Pronto, Falei! Nessa coluna estarei dando minha opinião sobre os mais variados assuntos da nossa literatura nacional. E como você já deve ter lido no título dessa postagem, pode perceber que falarei dos estrangeirismos em livros de autores nacionais.
Antes de tudo, não estarei menosprezando nenhum autor que segue esse estilo, ok?

Como todos que acompanham meu blog sabem, apoio totalmente à nova leva de autores nacionais e luto para que tenhamos uma literatura reconhecida. Porém quando pego um livro, que tem um bom enredo, personagens bem construídos, escrito por um autor nossa, mas que não se passa no Brasil fico super triste. Sabem por quê? Por que se você pegar um dos livros de autores estrangeiros não verá nenhum que cite e que se passe em nosso país ou já viram? Se tiver, são raros os casos.

Sabem o porquê de minha tristeza? É simples, se estamos lutando para termos uma literatura nacional reconhecida pelos brasileiros, porque temos que usar países estrangeiros, nomes estrangeiros e uma sequência de fatos que não valorizam nosso próprio país?

Minha tristeza aumenta, quando leio um livro que fala mal do Brasil e supervaloriza os Estados Unidos, Canadá, Paris e outros. Temos que mostrar a todos que nosso país não só tem defeitos, como tem as mais variadas qualidades. Temos cenários no Brasil que se encaixa nas mais variadas estórias.
Um exemplo disso é a autora Marli Carmem, que escreveu o livro “Amazônia – Um Caminho Para o Sonho”, com um enredo totalmente brasileiro, com uma leitura que se dá gosto de ler e que conseguimos ver várias qualidades do nosso país (Leia a Resenha Aqui). Esse é apenas um exemplo já li vários que ressaltam nosso país, nossa língua, nosso lar. Não venho aqui criticar ninguém, até porque não tenho esse poder, mas deixo a dica aos nossos mais variados autores que estão nascendo no Brasil: Quando forem escrever um livro que você deseja que seja valorizado pelos brasileiros, faça estória para Brasileiros. Machado de Assis, José de Alencar e outros grandes autores nunca abandonaram em seus livros o nosso país, ao contrário seus enredos sempre valorizaram cada pedacinho do nosso eterno Brasil.


Um caso a se pensar, Vamos valorizar nossa literatura, vamos valorizar nosso Brasil.

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Resenha: Crimbfuor - Chegada A Atrithar, de Mike Ross (Giostri Editora)

Cada vez me surpreendo mais com o talento de vários novos autores brasileiros. A nova leva tem trazido cada vez mais emoção, aventura e muito, muito mesmo surpresas em cada livro publicado.

Em Crimbfuor - Chegada a Atrithar, livro esse publicado pela nossa Editora Parceira Giostri, pude ver tudo isso que falei nas ultimas linhas. O livro mostra um tipo de enredo que nos envolve do começo ao fim, um tipo de leitura que faz com que o peguemos e que só conseguimos soltar quando nossos olhos cansam depois de uma leitura extensa.

O livro já começa com um suspense, o próprio autor: Mike Ross, que é um pseudônimo de um paulistano, que é apaixonado por literatura fantástica. Logo que li na “orelha” do livro algumas informações do autor, fiquei imaginando quem seria ele, qual seu nome verdadeiro, então pude ver que o livro seria uma leitura totalmente cheia de suspense, aventura e fantasia.
Crimbfuor, conta a historia de James, um garoto que para resgatar sua mãe de um ser que ele desconhece, acaba entrando na maior aventura de sua vida e conhecendo o incrível mundo de Atrithar. Ao lado de seus amigos Ted e Judith, James conhecerá poderes que ele nunca imaginou possuir, conhecerá seres que ele nunca imaginou existir e principalmente descobrirá sentimentos que ele nunca imaginou sentir.

Reconheço também a qualidade na diagramação e arte do livro e ao cuidado em deixar o livro mais atrativo ao leitor. A Giostri Editora tem evoluído a medida de suas publicações, isso se deve a motivação de chegar cada vez mais longe e conquistar cada vez mais leitores.
Mike Ross, seja ele quem for, é um autor ágil e surpreendente, e esse seu primeiro livro mostra o quanto ele está à frente de vários outros. Só me entristeci de ter que espera a continuação de “Crimbfuor” para descobrir o destino de James, um personagem pelo qual me identifiquei muito.


Crimbfuor é um livro para quem gosta de se surpreender e se aventurar pelo mundo da fantasia e por personagens apaixonantes...