quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Fala Claúdio: Resenha Crítica Do Livro Réquiem de Thiago B. Lucarini

                                                  Por Claúdio  Quirino


Em minha opinião, Thiago Lucarini é um autor de sensibilidade e carisma. Sem tamanho. Sempre atencioso, o autor consegue preencher um vazio existencial literário e, com isso, desenvolve um enredo eterno, criativo, simpático e, ao mesmo tempo, cheio de simbolismo prático. É exatamente assim que Réquiem é concebido. Através de uma dedicação intensa, compromisso e, acima de tudo, amor pelo que faz.

Thiago – apesar do longuíssimo tempo em que nos conhecemos – não perde a mão, quando pretende dar à sua história um enfoque verdadeiro, palpável e convincente. Aliás, é sempre interessante falar do escritor nacional, porque acabo terminando minhas leituras com uma expressão de mágica surpresa e geralmente fico perplexo com tudo o que se manifesta nas entrelinhas. Então, como não dedicar um tempo para eles, cada um deles, em especial, com seus gêneros diversos? Thiago Lucarini está aqui, ocupando o seu posto e conquistando leitores ávidos para conhecerem o seu trabalho. 

Réquiem atrai, ganha vivacidade ao longo da leitura e vai crescendo, crescendo, até alcançar uma grandiosa idéia para se pensar. É incrível – absurdamente incrível, de verdade – a forma como o autor conduz os trechos, os diálogos, os pontos lógicos em que os personagens se entendem. Da mesma maneira, chamou atenção o modo como tudo é descrito e, aqui, ousaria dizer que o livro merece uma ressalva. Ressalva porque o método descritivo utilizado pelo Thiago é original, bem acertado e afirmativo.

Apesar de ainda ter muito que comentar, o livro termina a sua proposta e entrega um pouco mais de um mundo fantástico, que salta dos olhos dos leitores e encanta como poucos livros conseguem.  

FICHA DE DADOS DO LIVRO:
TÍTULO: RÉQUIEM
AUTOR: THIAGO B. LUCARINI
EDITORA MULTIFOCO (2012; 250 páginas)

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Grande Promoção: Compre O Livro "Amazônia - Um Caminho Para O Sonho" de Marli Carmen E Ganhe Brindes Especiais!!!

Você já pensou em dar um lindo livro de presente? Para um amigo, pai, mãe, irmãos, namorado(a), ou para você? Tem tanta gente legal na nossa vida que merece um presente!  E que tal o"Amazônia- Um Caminho para o Sonho?"

Em Amazônia- um caminho para o sonho, o leitor conhecerá cinco personagens que vão acompanhá-lo durante toda a viagem. Vai se encantar com a beleza e exuberância de uma Amazônia tão brasileira! Apaixonar-se-á por Rafaela, a jovem aspirante a escritora, tímida e atraída pelo charmoso Tio de sua amiga. Poderá o amor se desenvolver até o final da viagem?
Amazônia- um livro que te fará se apaixonar pela Brasil e te levará a uma viagem inesquecível.



TODOS os 10 primeiros que comprarem o livro, ganharão UM lindo marcador de feltro. Esse barquinho é fofo demais, gente!



E tem mais!! Os 10 primeiros que adquirirem o livro, estarão concorrendo a essa linda bolsa para livros! Viu? Além de ganhar o marcador, ainda concorre a um super brinde!


 Olha que chance incrível de ganhar! Além de comprar, você apenas estará disputando com 10 pessoas essa capa belíssima!

Aproveite! Promoção assim, não é todo dia!

Participe e ajude  a divulgar!


TORCENDO PARA QUE A PROMOÇÃO SEJA UM SUCESSO!!

Contato da Autora: marlicarmen@hotmail.com

domingo, 25 de agosto de 2013

Livros Inesquecíveis - O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry



Olá amigos, depois de algum tempo, venho com a coluna “Livros Inesquecíveis"  , e o livro de hoje é a dica de nossa autora parceira Diéssica Nunes Sales: O Pequeno Príncipe do autor francês  Antoine de Saint-Exupéry.

À primeira vista, um livro para crianças. Na definição de Antoine Saint-Exupéry, seu autor, "um livro urgentíssimo para adultos", o que talvez explique a extraordinária sobrevivência literária de O Pequeno Príncipe. Publicado pela primeira vez em 1943 na Nova York em que foi escrito e, no ano seguinte, na França, o livro chegou à Agir com o componente de acaso que, em geral, cerca a edição de fenômenos editoriais, já que a obra havia sido comprada por outra tradicional editora brasileira, que desistiu da publicação. Traduzida primorosamente por D. Marcos Barbosa, a versão brasileira chegou à livrarias em 1952, tendo vendido desde então mais de 4 milhões de exemplares.

O principezinho nasceu bem antes de 1943, quando virou livro. A figura do menino aparece em muitas correspondências, cadernos e até guardanapos de papel.

Ficou um tempão rondando a cabeça do autor. Contam que certa vez, enquanto rascunhava um garoto na toalha de um restaurante, um amigo lhe perguntou o que desenhava. O autor respondeu: "Apenas o garoto que existe no meu coração".

Le Petit Prince, The Little Prince, El Principito, Der Kleine Prinz - em qualquer uma das mais de 150 línguas em que é publicado, causa encanto a história do piloto cujo avião cai no deserto do Saara, onde ele encontra um príncipe, "um pedacinho de gente inteiramente extraordinário" que o leva a uma jornada filosófica e poética através de planetas que encerram a solidão humana em personagens como o vaidoso, capaz de ouvir apenas elogios; o acendedor de lampiões, fiel ao regulamento; o bêbado, que bebia por ter vergonha de beber; o homem de negócios que possuía as estrelas contando-as e encontrando-as em ambição inútil e desenfreada; a serpente enigmática; a flor a qual amava acima de todos os planetas.

É o livro em língua francesa que mais foi vendido no mundo, com cerca de 143 milhões de exemplares, e entre 400 a 500 edições. Também se trata da terceira obra literária (sendo a primeira a Bíblia  e a segunda o livro O Peregrino) mais traduzida no mundo, tendo sido publicado em 160 idiomas e dialetos.

Em Portugal, O Principezinho integra o conjunto de obras sugeridas para leitura integral, na disciplina de Língua Portuguesa, no 2º Ciclo do Ensino Básico.

No Japão, há um museu dedicado ao personagem principal do livro.
Um pequeno príncipe nos convida a olhar com atenção o planeta que habitamos, cheio de presentes oferecidos pela natureza. Presentes aparentes ou escondidos, renováveis ou limitados. Mas todos eles revelam segredos quando os observamos com o olhar cristalino de uma criança. Antoine de Saint-Exupéry resgatou a criança que existe em cada um de nós, com encanto, ética e beleza.


Um livro que não é infantil, mas que deve ser lido por todas as idades. Um livro já completa 70 anos de muito sucesso e um livro que entra para o hall de livro Inesquecíveis. 

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Resenha: Jardim de Escuridão, de Bia Carvalho

Será que um dom é uma benção ou uma maldição? Isso que Faith, personagem protagonista de jardim de Escuridão, da autora Bia Carvalho, terá que descobrir. O livro é incógnito até mesmo em sua classificação, não sei se o classifico como romance, suspense ou literatura paranormal.

O encanto já se inicia pela capa, bem elaborada e que nos define diretamente o que encontraremos no interior do livro. Faith, é uma mulher que sofre pela perda do marido em um terrível acidente, porém depois de também perder sua avó e atender seu ultimo pedido ela vê sua vida mudar completamente. Um novo amor, um assassino, um dom nada normal e a certeza de conquistar a felicidade encontrarão nossa personagem na nova fase de sua vida.

Jardim de Escuridão é o primeiro volume da Trilogia das Cartas e nos envolve a cada momento que lemos. O assassinato de várias mulheres, um psicopata a solta, segredos que são revelados a cada momento até chegar a um final surpreendente, faz com que pareça que não estamos lendo apenas um livro, mas vários.
AUTORA
Cito alguns pontos negativos no livro, a personagem Faith que protagoniza a historia não chega a ser tão cativante como deveria ser, sua irmãs encantam mas do que ela mesma. Apesar do final surpreendente e superinteressante, a descoberta do assassino das noivas precisaria de um pouco mais de emoção, porque passamos o livro todo querendo descobrir que é o assassino e se terá alguma relação com a fase principal da historia e me desanimei com a rápida ação de descoberta do autor. Apesar disso o livro de Bia, possui uma leitura ágil e dinâmica, cada capitulo revela emoções e ações cada vez mais intrigantes.
O amor também é um dos pontos centrais do livro, o relacionamento de Faith e Rowan chega a ser encantador por sua riqueza de detalhes e cuidados, parabenizo a autora por essa forma de escrita.

Jardim de Escuridão é um livro para quem procura romance e emoção em apenas um livro. Espero ter a oportunidade ler o livro 2 da Trilogia das Cartas: Versos Sombrios. Um grande abraço a todos.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Luto! Paracuru Perde O Escritor e Historiador Lúcio Damasceno



Esse é um post especial, mas triste. Por que através dele deixo minha homenagem ao Escritor e Historiador Paracuruense Lúcio Damasceno, falecido hoje, 20 de agosto de 2013.


Lembro-me quando convidei o Lúcio para aquele I Encontro de Escritores em Paracuru, me lembro da alegria dele em saber que teríamos um evento assim em nossa cidade. Mas lembro também, quando no final do evento que foi belo e quando ele viu a minha frustração pela pouca participação da população e autoridades, veio até mim e falou que eu devia continuar que aquele era só o primeiro e que eu não devia desistir. Hoje apesar da tristeza de sua perca, fico feliz por ter sido o último evento literário que ele participou e apoiou. Onde ele pode falar do seu dom de escrever, do seu grande sonho de publicar o livro da Historia de Paracuru. Quem esteve ali presente teve o prazer de ouvir e ver o Lúcio falando do que mais amava que era a literatura, que era a cultura. Que bom que você ainda teve essa oportunidade, sentirei sua falta, não só do escritor, mas também do home, do amigo. Saudades Eternas' A literatura paracuruense, cearense e nacional perdeu um de seus grandes nomes, mas que estará sempre eternizado em seus livros, seus poemas... Abraço Lúcio. Fica Com Deus... 


sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Resenha: Linhagens, de Eleonor Hertzog (1º Parte)


Olá amados, é com muito prazer que trago a primeira resenha do blog para o livro “Linhagens”, segundo volume da série “Uma Geração, Todas as Decisões” de Eleonor Hertzog, que será lançado no dia 1º de setembro, da qual já trouxe para vocês a resenha do livro 1 “Cisne” (confira Aqui). Agora vocês devem estar se perguntando, porque primeira resenha de Linhagens? Bem, como achei o livro grandioso tanto em conteúdo como em qualidade resolvi então fazer mais de uma resenha para o mesmo.

Para quem conhece “Cisne” sabe que a historia se passa principalmente no meio de uma família nada comum. Os Melbourne são uma família de cientistas que vivem em um super barco, que dá o nome ao primeiro livro da série, e que vivem grandes aventuras sempre pensando no seu próprio futuro e no da humanidade.

“Linhagens” nos mostra que a família terá que se mostrar cada vez mais unida para enfrentar os novos problemas que irão surgir a medida que mais uma vez adentramos o barco “Cisne”.

Nessa resenha quero destacar as características do livro, principalmente os detalhes da escrita da autora. Mais uma vez pude perceber que Eleonor, preocupa-se muito em ser detalhista, sem deixar a historia arrastada e cansativa. Apesar de também ser um grande livro como seu antecessor, Linhagens é uma leitura dinâmica e ativa que faz com que leiamos cada pagina sem nos deter ao tamanho do historia.
Recebi o manuscrito do livro com bastante alegria e entusiasmo, pois não via a hora de saber como continuaria a grande aventura de “Cisne”, e a cada momento que eu o lia, percebia que surpresas me esperavam e me certificava disso a cada pagina cada capitulo e até mesmo cada dialogo dos personagens. Eleonor Hertzog conseguiu reunir aventura e emoção em apenas uma estória, que nos faz perceber o quanto muitas vezes não valorizamos nosso autores. Eleonor não perde em nada para grande autores, até mesmo de J.K Rowling, grande autora de “Harry Potter”.

Fiquei pensando como Eleonor consegue reunir aventura, ação, problemas familiares e muita emoção em uma única saga, e cheguei a uma conclusão. Querem saber qual foi? Então aguardem a segunda parte da Resenha de “Linhagens”, mas antes para deixa-los com água na boca, deixo um trecho da nova aventura da família Melbourne.


“A água estava repleta do brilho vermelho dos globos, mas, apesar da violência do mar, nenhuma criatura havia se aproximado deles. Estavam protegidos por uma luz branca que falava o que era tão sem sentido quanto as gelatinas vermelhas que matavam...”.

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Resenha: Perspicácia - O Aprendiz e a Vida, de Marco Antonio Rodrigues

Textos capazes de te fazer refletir sobre muitos problemas de nossa vida. Um livro que possui uma maneira diferente de escrita e que consegue enxergar o mais profundo do ser humano. Assim defino o livro Perspicácia – O Aprendiz e a Vida Marco Antônio Rodrigues.

Quando recebi o livro do autor, já me encantei pela capa que mostrava como ele seria: totalmente reflexivo e apaixonante. O livro não segue nenhuma historia em si, mas sim tem vários textos de assuntos diversificados e cotidianos tratados de uma maneira que você nunca leu.

Digo que Perspicácia é um livro que deve ser consultado não somente uma vez, mas sim que deve ser lido todas as vezes que você estiver precisando de conselhos e reflexões sobre algum problema ou situação de sua vida. Cada um dos 77 textos do livro traz uma palavra em forma de conselho no seu final, palavras como: Mostre-se, Responsabilize-se, Usufrua, Agrade-se, imponha-se, entre outras.

O AUTOR
É difícil definir qual texto me chamou mais atenção, mas posso lhes dizer que cada um me mostrou algo sobre a vida, sobre as pessoas e sobre o mundo de uma maneira tocante e que cada um me prendia cada vez. Porém diferentemente do que faço com todos os livros (que quando pego, leio até o final), guardei Perspicácia, para ser lido com calma e um texto de cada vez, para que cada um tivesse sua reflexão finalizada e que eu aplicasse cada conselho em meu cotidiano.

Quando você se sentir só, triste, alegre, sem forças, com pouca ou muita fé, é o livro de Marco Antônio Rodrigues que você deve degustar, com calma e atenção para que cada texto não seja apenas lido, mas sim sentido e aplicado. Leia Perspicácia – O Aprendiz e a vida, e enxergue o mundo de uma maneira que nunca imaginou.

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Dica de Livro: Era Apenas Um Menino, de Vicente Gomes Parente (Ed. Baraúna)

capa_eraapenasummenino
Para uma criança não há qualquer distância entre a terra e o céu. É por isso que o menino que narra as histórias deste livro se dispõe a correr atrás do que ele tanto almeja: uma bicicleta e um rádio. Parece muito pouco para qualquer adulto, mas não para ele.

Em busca da realização dos seus sonhos infantis, o personagem não mede esforços: ele vende pães, vende jornais, picolés, frutas e verduras, peixe do Lago Paranoá e amendoim.

Claro que o ideal seria que nenhuma criança precisasse se ocupar com atividades que não fossem relacionadas à escola ou às brincadeiras infantis. No entanto, ainda que a venda de coisas pelas ruas e bairros de uma cidade não seja um serviço adequado para uma criança, para o nosso personagem era o caminho que poderia levá-lo à realização de seus sonhos.


Boa leitura.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Lançamento: Quem Sou Eu, Afinal? - de Ricardo Valverde

O que você faria para descobrir seu passado?

E se ele estivesse sendo esquecido?

Um romance comovente, sensível e provocante.

Uma verdadeira prova de amor!
Assim é o novo livro de Ricardo Valverde, autor parceiro do blog, “Quem Sou Eu, Afinal?”, com lançamento previsto para a Bienal do Rio de Janeiro em 2013.

Após doar seu sêmen pela última vez, Daniel Lebzinski, um senhor envolto em tristeza e amargura, tenta retornar a sua casa, mas é surpreendido pelo esquecimento. O que parecia ser apenas um fato isolado transforma-se em uma série de eventos repetitivos. Com o auxílio de Judith Stelar, enfermeira e amiga de longa data, o doador de sêmen é diagnosticado com o Mal de Alzheimer e passa a lutar contra essa terrível doença. Benjamim, um jovem doce e sonhador, está prestes a descobrir o amor pela primeira vez com Laila, sua namorada, quando se depara com um antigo exame, que irá mudar a trajetória de toda a sua vida. Ao descobrir que seu pai é estéril, o jovem parte em busca de sua verdadeira origem. Elad Raviv, um marido distante e ausente, se vê frente a frente com os mais profundos abismos de seu coração e parte em uma árdua jornada à procura de uma razão para viver.

O que essas três histórias podem ter em comum? Quem são eles, afinal?

Por qual razão a vida os colocou no mesmo caminho?

Quem é o Autor?
 
RICARDO VALVERDE é professor, ufólogo e escritor. Indicado ao Prêmio Codex de Ouro em 2011, figurou entre os autores mais vendidos do país em 2012, com os livros da saga apocalíptica, 2012 – O Menino que previu o Apocalipse e 2012 – O Segredo do Monte Negev.
Quem sou eu, afinal? corresponde ao seu terceiro romance na categoria ficção e a quarta obra editada pela Novo Século.

Confira As Novidades da Editora Gente Para Agosto


quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Nova Parceria: Nivaldo Joaquim, Autor de Cadeira de Balanço

Hoje anuncio uma nova parceria aqui no blog, Nivaldo Joaquim é autor de vários livros e poemas.
Nivaldo Joaquim, nascido em Araranguá no sul do estado de SC, 12º filho de uma família de 13 irmãos, filho de agricultores, que da terra tiravam parte do sustento da família. Pai de uma princesa chamada Yara, O encanto pelas letras surgiu ao acaso, numa conversa através da internet começou a escrever algumas frases e sua interlocutora questionou-o de que livro estava tirando aquelas frases. Neste momento surgiu o primeiro poema “Menina Mulher”, e os demais vieram de forma tão natural que não tem como descrever, simplesmente olha uma imagem, lembra uma situação e lá está pronto mais um texto.

Autor do livro Sonhos e Ilusões – Editora Modelo (Câmara Catarinense do Livro) 2011, selecionado em duas seletivas da Câmara Brasileira de Jovens Escritores para compor as Antologias dos Escritores Brasileiros Contemporâneos: Contos Fantásticos (Fev-2011) e Contos da Meia Noite (Mar-2011), e duas seletivas da Editora Litteris do RJ para compor as antologias Meu Brasil Brasileiro e Livro Diário do Escritor 2013 (ambas em fase de produção), seu segundo trabalho está prestes a ser lançado “Cadeira de Balanço” pela Editora Litteris do RJ é um livro de contos que em cada um dos cinco contos centrais aborda um tema atual “Exploração sexual, violência, bulling, bulimia e anorexia, e por ultimo, mas também muito importante violência na família. Este livro é rodeado por um clima místico o que levará o leitor a viajar nas entrelinhas das histórias e dos personagens, facilmente o leitor se verá dentro das histórias, pois tratam de coisas do cotidiano.

Cadeira de Balanço apresenta a conversa de Michel Strass, um viajante cavaleiro, que deixou sua família e amigos e saiu mundo afora procurando e desvendando novos povos, novas culturas; com uma senhora, Luz, que ele encontra em um sítio, sentada numa confortável cadeira de balanço.  Ela comenta que está ali esperando sua pequena voltar, no entanto não diz quem é de fato esta pequena e isso intriga Michel durante toda a história. Luz lê para Michel algumas cartas que, segundo ela mesma, foram escritas por sua pequena nas viagens que ela fazia. Cada carta apresenta um conto que aborda um assunto contemporâneo: 

Estela: Quer ser dançarina. Aceita um convite para ia a Espanha com um senhor que conheceu no verão no bar em que trabalhava. Depois de já estar alojada em uma casa no interior da Espanha, descobre que na verdade estava ali para ser explorada sexualmente.  
Clara: Uma menina diferente que sofre Bullyng por ter cabelos ruivos e pele marcada por sardas, sua amiga Carol era uma das que mais zombavam dela. Mesmo assim Clara não se deixa abater, estuda muito e se forma em medicina. Anos depois reencontra sua amiga perdida nas drogas e a ajuda na recuperação e reaproximação com sua família.
Ruth: Relata a história de uma top model que ganha muito dinheiro com isso, mas também ajuda na orientação das meninas que estão começando. Flavia e Giovanna são duas novatas que tem o apoio e a atenção de Ruth. Entretanto Flávia se deixa levar pelo papo de Pietro, diretor da agencia, que a convence a usar medicamentos para emagrecimento.

Silvana: Uma filha de militar que decide seguir a carreira do pai, tem muito sucesso na carreira escolhida e chega ao posto de comandante da divisão especial da PM, sendo responsável por um grupo de atiradores de elite. Silvana relata várias ocorrências da PM mostrando um pouco de como é a vida destes profissionais.

Letícia: Aqui nossa personagem sofre e muito com a violência no lar, como na maioria das vezes, ela também sofre calada e não denuncia o agressor, seu marido, um empresário que aparenta ter bipolaridade, mudando repentinamente de comportamento. Ela só deixa o casamento quando ele a abandona na Itália após a mais severa das agressões: queima seu rosto com água fervendo.


Em breve teremos resenhas do autor aqui no blog e posteriormente uma entrevista exclusiva... Seja Bem Vindo Nivaldo ao time de autores do Blog São Tantas Coisas.

Contatos do Autor: