sábado, 20 de abril de 2013

Livros Inesquecíveis: Pollyana, de Eleonor H. Porter


Olá leitores desse humilde blog, como vocês estão? Espero que a resposta tenha sido positiva, pois hoje venho trazendo mais um grande clássico na nossa coluna “Livros Inesquecíveis”.  Pollyana, da autora Eleonor H. Porter é o nosso livro inesquecível de hoje.

O livro foi originalmente publicado em 1913 e é até hoje considerado um dos maiores clássicos da literatura infanto-juvenil. O livro fez tanto sucesso, que na sequência a autora publicou uma continuação da historia chamada Pollyanna Grows Up (no Brasil, Pollyanna Moça). Mais onze Pollyannas se seguiram, muitas delas escritas por Elizabeth Borton ou Harriet Lummis Smith. A mais recente sequência de Pollyanna foi publicada no meio dos anos 90, escrita por Colleen L. Reece.

O livro conta a historia de Pollyana, uma garota que apesar das dificuldades consegue ver alegria em tudo, através do seu “Jogo do Contente”. Órfã a  menina acaba indo morar com sua única tia viva, a tia Polly, que não a trata muito bem.


Mesmo com sua tia fazendo de tudo para vê-la triste, a menina consegue enxergar alegria em tudo, mesmo dormindo em um quarto vazio e triste e tendo que comer na cozinha com a empregada. Pollyana ajuda várias pessoas com seu “Jogo do Contente”, que consistia em ver felicidade até nas coisas e momentos mais melancólicos.  Porém seu próprio jogo é posto a prova, quando a menina sofre um acidente terrível que a deixa sem movimentos nas pernas, acabando com a alegria da menina. Com o tempo as pessoas que a Pollyana ajudou, passam a visita-la para mostrar-lhe quanto bem ela já fez, fazendo com que a garota possa novamente ver a felicidade.
Confesso que esse foi um dos melhores livros que fizeram parte da minha adolescência, me fazendo viajar e sentir-me dentro daquela estória. A continuação do livro, Pollyana Moça, mostra nossa personagem mais madura e com uma nova missão, agora de ajudar uma senhora a encontrar um sobrinho desaparecido.

O livro conquista por seu enredo simples e encantador, que traz uma grande reflexão para nossas vidas, de nunca ficar triste não importando a situação. 
Em 1920 foi lançado o filme mudo baseado no livro, já em 1960 o grande clássico literário foi transformado em um lindo filme nas telonas do cinema, dirigido por David Swift e com Hayley Mills no papel-título e Jane Wyman no papel de tia Polly.

CENA DO FILME DE 1960
Enfim vale a pena você conferir o livro “Pollyana” de Eleonor H. Porter, um clássico que entra para o hall dos “Livros Inesquecíveis”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.