segunda-feira, 25 de março de 2013

Livros Inesquecíveis: Os Miseráveis, de Victor Hugo


A partir de hoje aqui no blog teremos a coluna “Livros Inesquecíveis”, onde ao invés de lançamentos traremos livros que ficaram pra história. E você leitor do blog, poderá participar dessa coluna enviando dicas de livros que você quer que sejam mostrados aqui nessa coluna. Livros nacionais ou estrangeiros, que você leu na infância, ou há alguns anos atrás e que nunca esqueceu, basta enviar sua sugestão para mairtoncosta@hotmail.com ou pelo nosso formulário de contato.
E para abrirmos essa coluna, traremos uma dica especial o livro “Os Miseráveis” do autor francês Victor Hugo. O livro foi escrito em 1862 e chegou a ser traduzido para várias línguas.

Conheci esse livro na minha infância e de lá pra cá, já li e reli em várias oportunidades, confesso que cada vez que leio tenho uma visão diferente da história...

Esta obra, de Victor Hugo, narra à trajetória de um ex-presidiário, que de ladrão rancoroso com tudo e com todos, se transforma na benevolência em pessoa.
Os fatos se desenrolam por alguns anos, e são desencadeados com a liberdade de Jean Valjean, um ex-forçado das galés, solto depois de cumprir uma pena de dezenove anos. Ele tem sua vida mudada após furtar o bispo Monsenhor Benvindo, enquanto se abrigava na casa deste, quando todos os outros moradores da cidade em que estava se recusaram a hospedá-lo. O gesto do bispo, de acobertá-lo quando policiais o capturaram, o fez mudar. Dali em diante, Valjean somente o bem fez. Tornou-se rico, honestamente e sob um pseudônimo, mas alguns eventos fizeram com que ele precisasse fugir se esconder. Neste meio tempo, conheceu Fantine, uma jovem meretriz, cuja filha fora deixada aos cuidados dos canastrões Thénardier. Jean e Cosette, a filha de Fantine, se encontram.

Há um forte apelo religioso no livro, e apesar deste não ser laico, é independente de crenças, uma bela lição de doação e amor ao próximo. Mesmo quando todas as evidências apontavam para uma cilada, Jean não relutava e ajudava malfeitores, ainda que estes viessem a lhe colocar em apuros posteriormente. Claro que, hoje em dia, seria pedir muito para qualquer pessoa ser conivente para com quem lhe ameace; porém, esta verdade não tira o brilho e o exemplo mostrado no livro: ser bom, mesmo quando isso cria problemas que não existiriam se o ato benéfico não fosse realizado.
ADAPTAÇÃO PARA O CINEMA DE 2013
Uma história recheada de emoção que já foi adaptada várias vezes para a televisão e para o cinema, cuja ultima foi em formato de musical, que ainda pode-se encontrar nos cinemas do Brasil.
Os Miseráveis, de Victor Hugo, mais um dos livros inesquecíveis que ficará sempre em nossa memória e na nossa estante...
Participe da próxima matéria da Coluna “Livros Inesquecíveis”, envie sua sugestão para mairtoncosta@hotmail.com, ou no nosso formulário de contato...

3 comentários:

  1. Eu não li este livro, assisti o filme e adorei!!!
    Gostei da sua resenha, e adorei coluna!
    Encontrei seu endereço no Apenas Livros do Face, e já estou seguindo!
    Beijos
    http://coracaodetinta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu li este livro quando eu estava na 7ª série, amoooo!! Um dos melhores livros que já li; parabéns por nos darem a oportunidade de relembrar nossos "Livros Inesquecíveis". Beijos

    ResponderExcluir
  3. Acabei de ler o livro ainda desce lágrimas...recomendo a todos

    ResponderExcluir

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.