quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Entrevistando Leonardo Barros, Autor de Presságio - O Assassinato da Freira Nua



E o Blog São Tantas Coisas traz hoje mais uma entrevista com um de nossos autores parceiros, Leonardo Barros, autor de Presságio – O Assassinato da Freira Nua (Confira a Resenha Aqui). O autor muito cordial concedeu essa entrevista exclusiva para o nosso blog.

BLOG STC -  Quem é Leonardo Barros?
Um médico anestesista que cedeu ao chamado da literatura. Que decidiu escrever, em 2008, um pequeno e despretensioso romance e se surpreendeu com a reação apaixonada dos primeiros leitores.
Desde criança sou apaixonado pela ficção. Livros, quadrinhos, filmes e jogos eletrônicos sempre me fascinaram.
Perceber que tinha a capacidade de encantar os leitores foi que me incentivou a continuar escrevendo.
Hoje dedico às duas atividades, à medicina e à literatura, o mesmo grau de atenção e emprenho.

BLOG STC -  Em que ou em quem o autor se inspira na hora de escrever?
A inspiração é a fagulha que incendeia o processo criativo, mas não é tudo.
A inspiração para uma nova história vem em momentos inusitados. Mais importante que saber como se inspirar é perceber quando uma boa ideia se apresenta.
Mas confesso que a maioria dos meus livros foram concebidos durante conversas com amigos. É como se, no meio de um bate-papo, uma frase qualquer suscitasse uma ideia. E bingo: tem-se um mote. Do mote vem o resumo, outro momento em que se necessita um pouco mais de inspiração. A partir daí, o processo passa a ser mais orgânico e intuitivo. Ao longo do processo, às vezes me sinto obrigado a fazer alterações no resumo. Raramente mudo o final que preconcebo, mas isso já aconteceu.
BLOG STC -  De onde veio à ideia do livro “Presságio – O assassinato da Freira Nua”?
A ideia de uma protagonista que tem visões durante o orgasmo veio... Obviamente durante um orgasmo (risos). Guardei aquela ideia com carinho, mas não tinha como usá-la.
E ao participar de uma brincadeira proposta pelo escritor Paulo Coelho, em seu Twitter (na qual ele sugeria que seus seguidores escrevessem uma história com 06 palavras), me surpreendi quando eu postei a frase “Visão: a freira nua está morta”. Aí, veio o estalo: essa ideia funciona!
Estes dois conceitos foram os alicerces de toda a criação.

BLOG STC -  Nos fale com suas palavras sobre a história do livro.
Presságio conta a história de Alice, uma garota que é arrebatada pela visão de um homicídio que logo se concretiza. E ao perceber que a polícia talvez tenha prendido um inocente, resolve começar uma investigação paralela. O grande conflito reside no fato de Alice não saber se é realmente paranormal ou se é apenas desequilibrada.
BLOG STC - Percebi alguns suspenses no final do livro, indicando que a história não terminava ali. O livro terá continuação?

Ao conceber a personagem principal, percebi que Alice tinha um imenso potencial. Tenho o resumo de uma sequência de Presságio, na qual a nossa tão peculiar heroína vai ter a oportunidade de conhecer um novo assassino (e de passar a limpo uma questão que foi proposta no final do primeiro livro).
Mas não se trata de uma trilogia ou coisa que o valha. Cada livro que escrevo é completo como unidade narrativa. O desfecho de Presságio é uma bem sucedida conclusão.
Será que vai ter mesmo uma continuação...?
BLOG STC - Quais livros seus já foram publicados? E quais ainda estão em fase de criação?

Em 2008, lancei independentemente o “Amor de Yoni” (romance erótico);
Em 2009, publiquei “O Maníaco do Circo” (Editora All Print, cuja versão impressa está esgotada, mas há uma versão digital disponível na Amazon.com);
Em 2010 senti o desejo de escrever uma comédia e lancei “SBPR – A história de três patetas que decidiram abrir um cabaré” (também disponível na Amazon.com);
2011 foi o ano do “Solteiro em Trinta dias”, uma comédia independente que esgotou em 03 meses (disponível na Amazon.com);
E em 2012, a alegria de ser publicado por uma editora nacional de grande distribuição: “Presságio” (Novo Século Editora – selo Novos Talentos).
Há alguns dias que estou fazendo um tratamento de texto de um novo original, mas não gosto de falar sobre o livro antes de a publicação estar confirmada. Só posso assegurar que há muito suspense e fantasia envolvidos no projeto. Aguardem!

BLOG STC - De onde surgiu o dom de escrever?
Acho que é capaz de escrever todo indivíduo que é criativo, que tem carinho pela língua portuguesa e tenta usá-la da melhor forma possível, que sabe ouvir a opinião das pessoas, que tem humildade, e que é apaixonado por ficção.

 BLOG STC - Que tipos de livros e autores você curte?
Leio de tudo. Basta que a sinopse me encante. Quanto aos autores que admiro, vamos tentar organizá-los em categorias.
Autores brasileiros:
Antigos – Sou apaixonado pelos livros do Nelson Rodrigues. Seu ponto forte é a construção narrativa dramática. Gosto também de Jorge Amado e Luís Fernando Veríssimo.
Novos – Sou fã do Eduardo Spohr e digo, sem dúvida alguma, que A Batalha do Apocalipse é um dos melhores livros que já li.
Autores estrangeiros:
Eu Mato (Giorgio Falleti), A Sombra do Vento (Carlos Ruiz Zafón) e A trilogia Millennium (Stieg Larson) são livros que sempre indico.

BLOG STC - Qual seu maior sonho como escritor?
Ser lido no mundo inteiro.
10ª – Em uma palavra defina:
·        Amor
Não se define em uma palavra. Acho que é mais uma equação:
[(Sexo + Admiração)/ tempo)] – egoísmo – cobranças constantes + companheirismo + carinho = Amor

·        Amizade
= Torcida
·        Deus
= Fantástico
·        Sonhos
= Dormindo
·        Leitores
= Felicidade

Deixe suas considerações finais...
Gostaria de agradecer ao Mairton Costa pela divulgação do meu trabalho. É indescritível a sensação de amparo e respeito que o autor sente quando percebe que há muita gente, leitores e blogueiros, que torcem por seu sucesso.
Queria também fazer o convite àqueles que não conhecem o Presságio:
Leiam o livro e o comentem em redes sociais.
A todos um grande abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.